Presidentes



ABI_presidente

A criação de uma agremiação que lutasse pelos interesses dos jornalistas era o sonho de Gustavo de Lacerda, primeiro Presidente eleito da ABI e seu idealizador. Internado na Santa Casa da Misericórdia, recuperando-se de uma doença, Gustavo de Lacerda recebeu a visita do colega Nicolau Ciancio, e apresentou-lhe o projeto de uma entidade para repórteres. “É o Clube dos Repórteres, da Rua do Teatro?”, perguntou o amigo. “Ah, aquilo era uma casa de jogo. A polícia deu lá há algum tempo e mandou fechar”, respondeu Gustavo, concluindo em seguida:
— Sociedade entre repórteres não fica bem. Parece com Associação Protetora dos Animais. Clube dos Jornalistas, também não, lembra coisa de inglês. Não faz mal, o nome virá depois.

Mesmo doente, Gustavo de Lacerda fez outras tentativas de dar forma a uma Casa do Jornalista, até conseguir criar a Associação de Imprensa. De sua gestão, passando por Barbosa Lima Sobrinho até o atual Presidente, Maurício Azêdo, muitos outros dedicados jornalistas ajudaram a escrever a História da Associação Brasileira de Imprensa, cuja fundação, há 97 anos, deu relevante contribuição ao processo de democratização do País.

 

Clique nos links abaixo:

Rua Araújo Porto Alegre, 71 – Centro, Rio de Janeiro – RJ, Cep: 20030-012



A Diretoria decidiu reabrir o prédio da ABI das 9h às 17h, apenas com serviço de portaria, ascensoristas e funcionários da limpeza, seguindo protocolos mínimos:

– Uso de máscaras;
– Termômetro digital para medir a temperatura dos usuários do prédio;
– Distanciamento de 1,5 metros na portaria entre as pessoas para subir no elevador;
– Os elevadores só poderão levar no máximo 2 pessoas e levarão passageiros do 4° ao 8° andar, o acesso ao 2° e 3° andar será feito pelas escadas;
– Os elevadores terão um recipiente de álcool gel para ser utilizado e serão desinfetados a cada 2 horas ;
– Não poderá haver aglomeração em nenhum andar.

Antero Luiz Martins da Cunha
Diretor Administrativo