Fernando Segismundo (1977-1978 e 2000-2004)

Escreveu também vários livros, entre eles “Imprensa brasileira — vultos e problemas”, em que faz uma retrospectiva da ABI, de Gustavo de Lacerda à Era Getúlio Vargas. Durante o regime militar, integrou o rol de jornalistas presos, acusados de subversão.

Após ocupar a cadeira de Presidente da ABI de dezembro de 1977 a fevereiro de 1978, durante licenciamento de Prudente de Moraes, neto por motivos de doença, Fernando Segismundo foi eleito para permanecer no cargo até maio de 1978, voltando a ocupá-lo de 2000 a 2004.

Segismundo foi fundador do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio de Janeiro, onde lecionou História Política e Econômica no curso de Capacitação Jornalística que ajudou a criar. Escreveu também vários livros, entre eles “Imprensa brasileira — vultos e problemas”, em que faz uma retrospectiva da ABI, de Gustavo de Lacerda à Era Getúlio Vargas. Durante o regime militar, integrou o rol de jornalistas presos, acusados de subversão.

“Os artigos do site não refletem, necessariamente, a opinião da Diretoria da ABI”