6 de julho de 2022


Pixinguinha, Lula, Paulinho da Viola, Alcione, carnaval e Oscar 2022 estão em Dicas


25/03/2022


Inéditas de Pixinguinha, discurso de Lula, Chico Buarque em show e muita diversão de graça em Dicas

Nessa semana, a gente pode até cantar o antigo samba “É com esse que eu vou” (Pedro Caetano) de tanto programa bom pós (quase) pandemia. Paulinho da da Viola faz show e Pixinguinha é homenageado com músicas inéditas, Alcione canta de graça com Dona Onete na Praça Mauá, Lula e Ciro Gomes vão ao Festival Vermelho, em Niterói, onde há atrações como Zélia Duncan, Lecy Brandão e Moacyr Luz. Tem circo no CCBB, fotos de 120 artistas no Mar (Sebastião Salgado está lá), Maitê Proença no  teatro, cinema de graça e diversões no Museu do Pontal, além de Rato de redação com a história de O Pasquim que está nas livrarias. E ainda há música clássica on line e presencial na Sala Cecília Meireles, ensaios técnicos do Salgueiro e Beija-Flor no sambódromo, Show de Verão da Mangueira com Chico Buarque, entre outros. No domingo, à noite, programinha leve em casa é assistir ao Oscar 2022 que a Globoplay transmite, a partir das 20h, com sinal aberto para não assinantes. O Multishow coloca na telinha um resumo de cada noite do festival de música Lollapalooza, em São Paulo. E o Pagê, nosso presidente na ABI, recebe a Medalha Tiradentes com transmissão pela TV Alerj, a partir das 18h. Veja o filme Soldado estrangeiro no Cineclube Macunaíma, na terça-feira, sobre três jovens que escolheram servir na Legião Estrangeira e nos exércitos dos EUA e Israel. Boa semana e bom final de março que (tomara) não apareça mais com suas águas lá na serra e que suma o calor do Rio!!!! O maravilhoso outono já chegou!

Por Vera Perfeito, diretora de Cultura e Lazer da ABI

NA ABI

SEGUNDA-FEIRA

18h– Paulo Jeronimo (o Pagê), presidente da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), receberá a Medalha Tiradentes na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). Na mesa, estarão o vice-presidente da ABI, o jornalista Cid Benjamin, além dos jornalistas Ivan Accioly e Cristina Serra e a deputada estadual Mônica Francisco. Haverá transmissão pela TV Alerj.

TERÇA-FEIRA

Cineclube Macunaíma: Soldado Estrangeiro, de José Joffily e Pedro Rossi, será exibido hoje, a partir das 10h e até segunda-feira no canal da ABI no YouTube. O documentário acompanha três jovens brasileiros que vivem diferentes estágios de uma mesma escolha: fazer parte de um grande exército de uma nação estrangeira e desvendar as motivações individuais de jovens brasileiros que fazem parte desses exércitos no exterior. O filme participou do Festival É Tudo Verdade e do Docs MX – Festival Internacional de Documentário da Cidade do México, em 2019. Às 19h30, haverá um debate sobre a obra comandado pelo cineasta Silvio Tendler com os diretores José Joffily e Pedro Rossi, além da roteirista Isabel Joffily, sendo mediador o jornalista Rodrigo Fonseca. Assista ao filme e o debate pelo canal da ABI no YouTube pelo Link:bit.ly/3uZn84f .

O primeiro personagem apresentado no filme é o aspirante Bruno Silva, carioca da periferia do Rio de Janeiro, que junta todas as suas economias e parte para França, sem falar o idioma local, com a intenção de realizar o sonho de servir na Legião Estrangeira. Já o combatente Mário Wasser é um jovem da classe média paulista, serve ao exército israelense, em uma base militar na Cisjordânia. O terceiro brasileiro é o veterano Felipe Nascimento, que vive atualmente em Nova Iorque. Ele saiu do Brasil para servir como fuzileiro naval no exército estadunidense. O ex-combatente, que atuou na Guerra do Afeganistão, não esconde, no entanto, as marcas deixadas pela guerra.

TELEVISÃO

TV GLOBO HOJE – estreia de Pantanal na TV GLOBO. Será a 19.ª “novela das nove” da emissora. É um remake da telenovela homônima escrita por Benedito Ruy Barbosa e exibida na Rede Manchete em 1990. Adaptada por Bruno Luperi, com colaboração de Lucas Ohara, tem direção de Walter Carvalho, Davi Alves, Fábio Strazzer, Roberta Richard e Noa Bressane e direção artística de Rogério Gomes. Conta com as atuações de Alanis Guillen, Jesuíta Barbosa, Irandhir Santos, Marcos Palmeira, Dira Paes, Murilo Benício, Osmar Prado e Karine Teles nos papéis principais. Sinopse da novela: José Leôncio (Renato Góes) é um peão que chegou ao Pantanal com seu pai Joventino, os dois compraram uma fazenda e decidiram criar gado de corte. Certa vez, pai e filho vão caçar marruás, que é um tipo de boi selvagem da região, e assim conseguirão dobrar seu rebanho. Precisando fazer uma viagem com outros peões, José Leôncio pedirá ao pai não caçar marruás sozinho. Porém, a teimosia do pai falará mais alto e é assim que o senhor se perderá no Pantanal. José Leôncio voltará para casa e ficará desesperado com o sumiço do pai. Neste dia, José Leôncio prometerá caçar marruás todos os dias se necessário para reencontrar o pai Joventino. O tempo passa e José Leôncio vira um fazendeiro podre de rico, sob o pretexto de cobrar uma dívida, ele fará uma viagem ao Rio de Janeiro. Novela exibida na TV Manchete em 1990.

TV GLOBO – não perca as vinhetas de carnaval deste ano com Teresa Cristina interpretando o conhecido samba da Globeleza (Jorge Aragão e José Franco Lattari), gravado pela primeira vez por uma mulher. A cantora desfila este ano mais uma vez pela Portela e ainda na Mangueira, Viradouro e Beija-Flor e talvez no Salgueiro.

WOOHOO – O canal estreia hoje, às 19h45, o programa “Passaporte Carimbado“, apresentado por Márcia Romão. Na atração, a jornalista visita destinos diferentes ao redor do mundo. O projeto nasce com o compromisso de contar histórias de lugares fora do Brasil e, principalmente, apresentar pontos turísticos com histórias, informações e dicas para quem também pretende viajar. Ao longo de oito episódios, Márcia Romão visitará lugares como castelos medievais na Inglaterra, como o Castelo de Highclere no Reino Unido, que foi cenário para a série “Downton Abbey”. Outro destaque é uma viagem para o Resort W. Maldivas, destino conhecido pela paz e tranquilidade das águas cristalinas da ilha.

SÉRIES

YOUTUBE Sluga naroda (Servo do povo ). É uma série estrelada pelo presidente da Ucrânia que chegará em breve à Netflix brasileira. Enquanto não chega há trechos e episódios inteiros da série no YouTube. A comédia tornou Volodymyr Zelensky popular no seu paíse acabou servindpo de impulso para a campanha presidencial. A trama acompanha um modesto professor de História do ensino médio que vive com os pais e a sobrinha num apartamento modesto que não domina as regras de etiqueta eembora não chegue a ser um convidado bem trapalhão de Peter Sellers.

HBO MAX

Queen stars Brasil: estreou no canal de salto, glamour e purpurina na série. Um reality show nacional de drag queens apresentado pelas cantoras Pablo Vittar e Luísa Sonza. Uma competição nacional onde 20 drag queens soltam a voz. São oito episódios e será também lançado no dia 4 de abril na TNT, Às 20h. A atração propor desafios – coletivos e individuais em dança, canto e  performance. Participam três jurados – Vanessa da Mata, Diego Timbó e Tiago  Abravanel – e quatro mentores, que são Bruno Barbosa (dança), Blacy Gulfier (voz), Michely X (visagismo) e Flavio Verne (diretor artístico). Cada episódio tem um tema central, e as participantes com menos destaques se4rão eliminadas. Na grande final, três drag queens serão coroadas “rainha do pop”.

Onde perfect shot: a série documental celebra momentos impactantes de filmes clássicos, sempre tendo como guias grandes diretores de cinema. Em seis episódios, a ideia é colocar os cineastas “dentro” de suas cenas mais icônicas, percorrendo-as numa imersão em 360º. Os profissionais detalham o caminho que seguiram até a cena perfeita.

APPLE TV+Pachinko: a atriz Yuh-Jung Youn, de 75 anos (melhor atriz coadjuvante do Oscar pelo filme “Minari: Em busca de felicidade”, Lee Isaac Chung) com mais de 50 anos de carreira se tornou a primeira sul-coreana a levar a estatueta. Agora, ela estreia esta série épica com lançamento mundial hoje.  “Pachinko conta a história de Sunja (Yu-na Jeon na infância, Minha Kim na adolescência e Yuh-Jung Youn na vida adulta, uma coreana pobre e solteira que imigra grávida para o Japão com a esperança de um futuro para sua família. Falado em coreano, japonês e inglês e filmada na Coreia do Sul, Japão e EUA, a trama acompanha quatro gerações, de Sunja ao neto Solomon. “Pachinko” começa pela invasão da Coreia pelo Japão, em 1910, ocupação que durou até o fim da Segunda Guerra Mundial, em 1945. Houve repressão, deportação, trabalhos forçados e exploração sexual de mulheres. Um ponto forte da série é o lugar da mulher na sociedade.

NETFLIX

Bridgerton: a nova temporada da série está disponível desde hoje. Entre vestidos elegantes e bailes luxuosos, um triângulo amoroso e outros assuntos quentes que serão os preferidos da misteriosa fofoqueira da alta sociedade llondrina dão o tom da nova temporada da série. A nova leva de episódios da série baseada na saga best-seller da norte-americana Júlia Quinn – a segunda mais assistida no mundo da plataforma, perdendo apenas “Round 6” – chega um anoi depois da primeira temporada aaque girou em torno do romance entre o Duque de Hastings (René-Jean Page) e Daphne Bridgerton (Phoebe Dynevor). Agora, chegou a hora de o primogênito da família, o visconde Anthony Bridgerton (Jonathan BAiley), encontrar uma mulher.

Mentiras: a série espanhola de suspense para maratonar acaba de chegar à plataforma e o talento odo atores garante a credibilidade da trama. Laura Munar (Ángela Cremonte) é uma professora de literatura do ensino médio que acaba de romper um relacionamento longo e decide dar uma chance a Xavier Vera (Javier Rey), um cirurgião de sucesso e pai de um dos alunos dela. Ele há muito tempo demonstra interesse por Laura. A conversa flui no primeiro encontro em jantar com vinho. No final da noite, seguem para a casa dela. No dia seguinte acorda de ressaca sem lembrar do que houve. Acreditando ter sido drogada e violentada por Xavier, dá queixa na polícia e uma investigação é aberta. O médico demonstra surpresa e indignação e diz que foi consensual o que houve. Não se sabe que está dizendo a verdade. Os dois personagens são simpáticos e parecem estar sendo sinceros.

Last kingdom: adaptada da série de livros de Bernard Cornwell, “Crônicas Saxônicas”, The Last Kingdom é um drama histórico que se passa no século IX e acompanha uma Inglaterra que caiu perante as invasões Vikings. Apenas o grande reino de Wessex continua a desafiar as probabilidades e se mantém em pé, graças ao rei Alfred. São cinco temporadas.

Gente ansiosa:  série sueca, curtinha e de fácil digestão, mas também intrigante. São seis episódios de cerca de meia hora. É um suspense com dose de humor, sem ser uma comédia. Acompanhando Jim (Dan Ekborg) e Jack (Alfred Svensson), pai e filho policiais que se veem Às coltas com uma situação de sequestro numa cidade menor pouco acostumada a crimes. Acontece num apartamento à venda num prédio que dá num lago. No horário marcado para visitação, um grupo heterogêneo aparece para conhecer o imóvel. Só que o lugar é invadido por um mascarado que acaba de tentar assaltar um banco. Essa pessoa faz o grupo refém e, policiais inexperientes e vagamente trapalhões ficam encarregados da investigação. Os próprios reféns são considerados suspeitos. A cada episódio, um deles entra na mira dos agentes e fica no centro da trama. A série exige um pouco de paciência do espectador. O enredo demora a se estabelecer, mas, uma vez que isso acontece, diverte.

Bad vegan – série documental sobre crimes reais. São quatro episódios que dá para assistir em dois dias.É a história de Serma Melngallis, uma chef nova-iorquina que, antes de se profissionalizar na gastronomia, cursou  economia numa boa universidade. Ainda estudante, sentiu a verdadeira vocação e começou uma bem-sucedida carreiura, após se empregar em um banco. Participou de programas de televisão, de cara, e assim conheceu o chef Matthew Kenney, namoraram e juntos abriram o restaurante Pure Food and E=Wine, com pratos veganos e crus. O empreendimento se tornou um sucesso. No salão pequeno, celebridades se reuniam todas ass noites para provar as delícias do cardápio. Owen Wilson, Tom Brady e Chelsea Clinton viviam lá. Alec Baldwin se encantou com Sarma e ficaram amigos. O ator conheceu sua atual mulher no  local. A parceria, porém, se desfez e ele deixou o negócio. Em 2011, ela se apaixonou por aquele que a levaria à ruína.  Shane Fox começou uma conversa com a moça pelo Twitter e isso acabou em casamento e, depois, em fraude, golpes, dívidas e prisão. A chef dá longos depoimentos em todos os episódios. Confira.

Universal TVChicago: Os episódios inéditos da franquia “Chicago” são exibidos toda segunda-feira, no Universal TV, a partir das 21h30.  O empoderamento feminino e a luta contra o racismo, presentes na série, são temas importantes, que fazem parte de valores que nos movem. Precisamos falar a respeito para construir uma sociedade mais justa.

GLOBOPLAY

The good doctor: depois de abordar a pandemia, a quinta temporada da série voltou mais leve. Os dramas da equipe médica voltam a girar em torno de relacionamentos profissionais e amorosos. O protagonista da série, Freddie Highmore o protagonista médico autista vai enfrentar o casamento com Lea (Paige Spara) e outro desafio será com a troca de chefia do hospital St Bonaventure, que foi comprado. Assim, Shawn vai precisar se adaptar às novas regras, algumas das quais não concorda, e vai ter que ganhar a confiança de seus novos chefes. A nova temporada também abordará o passado do jovem médico e aprofundar asm mudanças no relacionamento enree ele e seu mentor. Dr. Aaron Glassmann (Richard Schiff).

Amar demais: esta novela é o terceiro folhetim português que chega com exclusividade à plataforma. A trama começa quando Zeca (Graciano Dias) aceita ser preso por um crime que não cometeu em troca de dinheiro para salvar a mãe. Após ficar detido por 16 anos e perder a mãe e a mulher, ele resolve fazer justiça.

PARAMOUNT+

1883: chegaram ao fim os dez episódios da série derivada de “Yellowstone”. A produção original, estrelada por Kevin Costner, é ambientada nos dias atuais. Ambas são ótimas e não é preciso assistir a uma para acompanhar a outra.  “1883” é o livro do Gênesis de “Yellowstone” onde os antepassados dos Dutton deixaram o Tennessee e encararam perigo até chegar ao local onde fundaram o rancho em que estão instalados em 2022. Eles se dirigiam ao Oregon mas abreviaram a rota e se instalaram em Montana. Esclarece quem está enterrado lá. E informa os conflitos territoriais dos dias de hoje.  Que podem ter origem num acordo de James Dutton (Tim McGraw) e o chefe da tribo que ocupava a região nos primórdios. A Paramount anunciou que fará “1932”, outro spin-off da trama e vai abrindo os galhos genealógicos da família Dutton, cobrindo períodos da História americana e retratando a formação de um clã.

Halo: Master Chief, um super-soldado ciberneticamente modificado, defende a humanidade contra o Covenant, uma aliança de alienígenas fanáticos, no século 26.

NOW/STARZ Outlander – estreou a 6ª temporada de uma das séries históricas mais queridinhas da televisão, dando continuidade às aventuras de Claire (Caitriona Balfe) e Jamie (Sam Heughan). A trama é, desde sempre, recheada de cenas quentes – mas, agora, algo mais “diferentão” aconteceu e Outlander conseguiu inovar nos momentos sexuais da série. A cena acontece no segundo episódio da 6ª temporada, intitulado “Allegiance”. Nele, Marsali (Lauren Lyle) está em trabalho de parto, prestes a dar à luz seu filho, ao lado de Fergus (César Domboy). Acontece que, neste momento, o personagem começa a fazer uma série de carícias mais fortes na amada. Em seguida, a cena é cortada enquanto os toques vão ficando mais intensos e, no fim, vemos o nascimento do bebê. Trata-se de um trecho adaptado do 6ª livro da obra em que a série se baseia e os atores já estavam se preparando para ela há algum tempo.

STARZ+Não foi minha culpa – México: A série narra histórias de vítimas de feminicídios e pessoas afetadas por todo tipo de violência de gênero, e é inspirada em fatos reais, com história de mulheres de várias idades, classes sociais e origens. Apresenta um enredo diferente em cada episódio, ao mesmo tempo que apresenta uma história central que atravessa toda a série: a investigação que persegue Mariana (Paulina Gaitán) sobre o misterioso desaparecimento e morte de sua irmã Liliana (Giovanna Utrilla). Mariana tem que enfrentar a pior tragédia da sua vida quando sua irmã caçula, Liliana, desaparece misteriosamente sem deixar vestígios. Dois anos depois, o corpo de Liliana é encontrado, encorajando Mariana a embarcar em uma missão para descobrir quem matou Liliana e o que aconteceu com ela durante os anos em que esteve desaparecida.

FILMES

Cinema no Museu do Pontal: cadeiras de praia tomam conta do estacionamento do Museu do Pontal, na Barra, para sessões de cinema ao ar livre, com projeções na parede do prédio. Amanhã (sábado), 19h, há curtas e a pré-estreia de “Medida provisória”, dirigido por Lázaro Ramos e estrelado por Taís Araújo, Seu Jorge e Emicida. O evento também tem VJs, barraquinha de comidas, e museu aberto até 22h30. No domingo, 16h, exibição de curtaspara crianças. O ingress é contribuição voluntária. Agendamento via Sympla.

20h – DOMINGO – transmissão pela GLOBOPLAY do OSCAR aberta para não assinantes

  • A 94.ª cerimônia de entrega dos Academy Awards, ou Oscars 2022, será apresentada, no domingo, pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas e homenageará os melhores atores, técnicos e filmes lançados de 1 de março a 31 de dezembro de 2021. Será no Teatro Dolby; Hollywood, Los Angeles, Califórnia. O filme com maior número de indicações (12) é Ataque de Cães (The Power of the Dog), um faroeste que já conquistou vários prêmios e subverte um dos gêneros clássicos de Hollywood, produzido por um gigante do streaming (Netflix), com atores famosos e diretora premiada, a única indicada por duas vezes (a primeira foi com O piano), Jane Campion, e se vencer será também a terceira mulher premiada pela Academia em 94 anos..Mas seu maior rival é uma pequena produção independente “No ritmo  do coração” com orçamento quatro vezes menor (U$10 milhões). É a refilmagem da dramédia francesa  “A família Bélier” (2014 – e distribuído pela Apple TV)), dirigido por Sian Heder, e que, nas últimas semanas, conquistou importantes prêmios como o SAG Awards (melhor elenco) e GHA Awards (melhor filme). Quase todos os atores são surdos e o filme está indicado apenas em três categorias. O veterano Glenn Weiss dirigirá o evento pelo sétimo ano consecutivo e Will Packer será o produtor. O brasileiro Pedro Kos foi indicado com o documentário de curta metragem “Onde Eu Moro”.

  • O norueguês “A pior pessoa do mundo”, de Joachim Trier, indicado aos Oscars de melhor filme estrangeiro e melhor roteiro original, é um drama geracional e uma comédia romântica que entrou em cartaz, ontem, nos cinemas. É contado sob o ponto de vista feminino. Renate Reinsve é a protagonista do filme e foi a melhor atriz do Festival de Cannes no ano passado. O filme mostra o quanto uma vida comum pode ser encantadora.

Dentre os indicados, o filme “Ataque de Cães” lidera a lista, com 12. Já “Duna” vem logo em seguida, em dez categorias. Em seguida estão “Belfast” e o musical “Amor, Sublime Amor”, com sete indicações cada.

OSCAR

MELHOR FILME

O Beco dos Pesadelos -Bradley Cooper, Guillermo del Toro, J. Miles Dale –

Não Olhe para Cima – Adam McKay, Kevin J. Messick

Doraibu mai kā -Teruhisa Yamamoto

Belfast- Kenneth Branagh, Tamar Thomas, Laura Berwick, …

Licorice Pizza –  Paul Thomas Anderson, Adam Somner, Sara Murphy

Ataque dos Cães – Jane Campion, Roger Frappier, Emile Sherman, …

Amor, Sublime Amor – Steven Spielberg, Kristie Macosko Krieger

King Richard: Criando Campeãs- Will Smith, Trevor White, Tim White

No Ritmo do Coração – Philippe Rousselet, Patrick Wachsberger, Fabrice Gianfermi

Melhor direção

·        Kenneth Branagh – “Belfast”

·        Hamaguchi Ryusuke – “Drive my car”

·        Jane Campion – “Ataque dos cães”

·        Steven Spielberg – “Amor, sublime amor”

·        Paul Thomas Anderson – “Licorice Pizza”

Melhor atriz

·        Jessica Chastain – “Os olhos de Tammy Faye”

·        Olivia Colman – “A filha perdida”

·        Penélope Cruz – “Mães paralelas”

·        Nicole Kidman – “Apresentando os Ricardos”

·        Kristen Stewart – “Spencer”

Melhor ator

·        Javier Bardem – “Apresentando os Ricardos”

·        Benedict Cumberbatch – “Ataque dos cães”

·        Andrew Garfield – “Tick, tick… Boom!”

·        Will Smith – “King Richard: criando campeãs”

·        Denzel Washington – “A tragédia de Macbeth”

Melhor atriz coadjuvante

·        Jessie Buckley – “A filha perdida”

·        Ariana DeBose – “Amor, sublime amor”

·        Judi Dench – “Belfast”

·        Kirsten Dunst – “Ataque dos cães”

·        Aunjanue Ellis – “King Richard: criando campeãs”

Melhor ator coadjuvante

·            Ciarán Hinds – “Belfast”

·            Troy Kotsur – “No ritmo do coração”

·            Jesse Plemons – “Ataque dos cães”

·            J.K. Simmons – “Apresentando os Ricardos”

·            Kodi Smit-McPhee – “Ataque dos cães”

Melhor filme internacional

·        “Drive my car” – Japão

·        “Flee” – Dinamarca

·        “A Mão de Deus” – Itália

·        “A Felicidade das Pequenas Coisas” – Butão

·        “A Pior Pessoa do Mundo” – Noruega

Melhor roteiro adaptado

·        “No ritmo do coração”

·        “Drive my car”

·        “Duna”

·        “A filha perdida”

·        “Ataque dos cães”

Melhor roteiro original

·        “Belfast”

·        “Não olhe para cima”

·        “King Richard: criando campeãs”

·        “Licorice pizza”

·        “A pior pessoa do mundo”

Melhor figurino

·        “Cruella”

·        “Cyrano”

·        “Duna”

·        “O beco do pesadelo”

·        “Amor, sublime amor”

Melhor trilha sonora

·        “Não olhe para cima”

·        “Duna”

·        “Encanto”

·        “Mães paralelas”

·        “Ataque dos cães”

Melhor animação

·        “Encanto”

·        “Flee”

·        “Luca”

·        “”A Família Mitchell e a Revolta das Máquinas”

·        “Raya e o último dragão”

Melhor curta de animação

·        “Affairs of the art”

·        “Bestia”

·        “Boxballet”

·        “A Sabiá Sabiazinha”

·        “The windshield wiper”

Melhor curta-metragem em live action

·        “Ala kachuu – Take and run”

·        “The long goodbye”

·        “The dress”

·        “On my mind”

·        “Please hold”

Melhor documentário

·        “Ascension”

·        “Attica”

·        “Flee”

·        “”Summer of Soul (…ou Quando A Revolução Não Pôde Ser Televisionada)”

·        “Writing with fire”

Melhor documentário de curta-metragem

·        “Audible”

·        “The queen of basketball”

·        “Onde eu moro”

·        “Três canções para Benazir”

·        “When we were bullies”

Melhor som

Melhor som

·        “Belfast”

·        “Duna”

·        “Sem tempo para morrer”

·        “Ataque dos cães”

·        “Amor, sublime amor”

Canção original

·        “Be Alive” – “King Richard: criando campeãs”

·        “Dos Oruguitas” – “Encanto”

·        “Down To Joy” – “Belfast”

·        “No time to die” – “Sem tempo para morrer”

·        “Somehow you do” -“Four good days”

Maquiagem e cabelo

·        “Um Príncipe em Nova York 2”

·        “Cruella”

·        “Duna”

·        “Os olhos de Tammy Faye”

·        “Casa Gucci”

Efeitos visuais

·        “Duna”

·        “Free guy”

·        “Sem tempo para morrer”

·        “Shang-Chi e a lenda dos dez anéis”

·        “Homem-Aranha: Sem volta para casa”

Melhor fotografia

·        “Duna”

·        “Ataque dos cães”

·        “Beco do pesadelo”

·        “A tragédia de Macbeth”

·        “Amor, sublime amor”

Melhor edição

·        “Não olhe para cima”

·        “Duna

·        “King Richard: criando campeãs”

·        “Ataque dos cães”

·        “Tick, tick… boom!”

Melhor design de produção

·        “Duna”

·        “Ataque dos cães”

·        “O beco do pesadelo”

·        “A tragédia de Macbeth”

·        “Amor, sublime amor”

Guia para você saber em qual serviço de straming pode assistir a cada filme candidato ao 94º Oscar. Confira:

QUAIS FILMES DO OSCAR 2022 TÊM NA NETFLIX?

Ataque de Cães” e “Não Olhe para Cima“: indicados na categoria de “Melhor Filme”; A Filha Perdida“: “Melhor Atriz”, “Melhor Atriz Coadjuvante” e “Melhor Roteiro Adaptado”; Tick, Tick…Boom!”: “Melhor Ator” e “Melhor Edição”; A Família Mitchell e a Revolta das Máquinas“: “Melhor Animação”

“Three Songs For Benazir“: “Melhor Documentário Curta-Metragem”; Audible“: “Melhor Documentário de Curta-Metragem”; “Robin Robin“: “Melhor Curta de Animação”.

FILMES DO OSCAR 2022 PARA ASSISTIR NA AMAZON PRIME

No Ritmo do Coração“: “Melhor Filme”, “Melhor ilme Internacional” e Melhor Ator Coadjuvante”; Being the Ricardos“: “Melhor Atriz”, “Melhor Ator” e “Melhor Ator Coadjuvante”; Um Príncipe em Nova York 2“: “Maquiagem e Cabelo”.

FILMES DO OSCAR 2022 NA APPLE TV, STAR+, DISNEY+, HBO MAX E TELECINE PLUS

Apple TV: “Free Guy: Assumindo o Controle“: “Efeitos Visuais”.

Star+: “A Tragédia de Macbeth“: “Melhor Ator”, “Melhor Fotografia” e “Melhor Design de Produção”

Disney+“Encanto”: “Melhor Trilha Sonora”, “Melhor Animação” e “Canção Original”; “Luca“: “Melhor Animação”; “Raya e o Último Dragão“: “Melhor Animação”; Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis“: “Efeitos Visuais”; Cruella“: “Melhor Figurino” e “Maquiagem e Cabelo”; Amor, Sublime Amor” (na plataforma a partir de 2 de março): “Melhor Filme”, “Melhor Direção”, “Melhor Atriz Coadjuvante”, “Melhor Figurino”, “Melhor som”, “Melhor Fotografia”, “Melhor Design de Produção”.

HBO MaxDuna“: “Melhor Filme”, “Melhor Roteiro Adaptado”, “Melhor Fotografia”, “Melhor Design de Produção”, “Melhor Montagem”, “Melhor Figurino”, “Melhor Maquiagem e Cabelo”, “Melhor Trilha Sonora”, “Melhor Som” e “Melhores Efeitos Visuais”. “King Richard: Criando Campeãs“: “Melhor Filme”, “Melhor Ator”, “Melhor Atriz Coadjuvante”, “Melhor Roteiro Original”, “Melhor Montagem” e “Melhor Canção”.

I MOSTRA DE CINEMA E POLÍTICA DE MARICÁ

Todas os sábados e domingos, às 19h, até 1º de abril serão exibidos no Cine Henfil, filmes nacionais que trazem em seu roteiro momentos históricos que fizeram parte da política do Brasil. O objetivo da Mostra é discutir as questões que envolvem temas como política, ditaduras, liberdade e revolução, entre outros. Em 31 de março, dia do golpe de 1964, haverá um debate para o qual foram convidados atores, cineastas e nomes que fizeram parte dos momentos históricos nacionais. Todas as exibições são gratuitas e abertas à população. A retirada do ingresso é uma hora antes da apresentação do filme no próprio Cine Henfil, no Centro de Maricá. HojeJango;amanhãZuzu Angel; domingoHércules. Quinta e sexta-feira próximas Marighella.

27ª edição do É Tudo Verdade – Festival Internacional de Documentários voltará a ter sessões presenciais. O mais importante festival de gênero do país ocupará salas de cinema em São Paulo e no  Rio de Janeiro, a partir de 31 de março (5ª feira) e 1º de abril, respectivamente, com exibição gratuita de 77 filmes de 34 países, entre longas, médias e curtas-metragens. Algumas das produções, que ficam em cartaz até 10 de abril, também serão exibidas on-line através das plataformas  É Tudo Verdade Play, Itaú Cultural e Sesc Digital. O diretor e pesquisador Mark Cousins, conhecido pela série documental “A história do cinema: uma odisseia” terá dois filmes exibidos nas sessões de abertura: “A história do olhar” (em São Paulo) e “A história do cinema: uma nova geração”(Rio). O encerramento será  com “O território”, do norte-americano Alex Pritz, que recebeu o prêmio especial do júri e o prêmio de melhor documentário pelo júri popular do Festival de Sundance. A produção segue um jovem indígena brasileiro =na luta do povo Uru-Eu-Wau-Wau contra fazendeiros em área protegida da floresta amazônica. Dentre os longas que participam da mostra brasileira destacam-se “Belchior – Apenas um coração selvagem”, de Camilo Cavalcanti e Natália Dias, sobre o poeta, cantor e compositor. O documentário português “Cesária Évora”, de Ana Sofia Fonseca, sobre a cantora cabo-verdiana, é uma das apostas da programação internacional, assim como “O filme da sacada”, no qual o diretor polonês Pawel Lozinski retrata conversas das pessoas que passam pela rua sob a sacada de seu apartamento, em Varsóvia. “Navalny” é um filmes político que acompanha um dos líderes da oposição a Putin, e sobrevivente de uma tentativa de assassinato por envenenamento em 2020.. “JFK revisitado: através do espelho”, de Oliver Stone, que apresenta o exame de arquivos sobre o assassinato do presidente John Kennedy, que deixaram de ser sigilosos, também poderá ser visto. A programação está no site do festival:http://etudoverdade.com.br/br/programacao/

NOS CINEMAS

A pior pessoa do mundo: está na briga pelo Oscar (melhor filme internacional e roteiro original). O longa de Joachim Trier acompanha a vida de Julie (Renate  Reinsve), uma jovem mulher lutando para  encontrar o seu caminho profissional e afetivo, enquanto descobre quem realmente é.

Madrugada em Paris: integrante da seleção oficial de Cannes de 2021, o drama noir dirigido poir Elie Wajeman rendeu ao protagonista Vincent Macaigne uma indicação ao Cesar como melhor ator no papel de um mpedico que atende usuários de drogas em bairros da periferia de Paris durante a madrugada e acaba sendo arrastado por seu primo ffarmacêutico para um esquema de receitas falsas.

Garoto Chiffon – indicada ao prêmio Cesar (Oscar do cinema francês) de melhor filme, a com´pedia dirigida, coescrita e protagonizada por Nicolas Maury confronta os limites da liberdade e do conforto a partir da história de um jovem ator que, em meio a uma crise existencial, decide deixar Paris e voltar para o interior e para a cassa de sua mãe, interpretada pela ganhadora de quatro Cesar, Nathalie Baye. 

PALESTRAS

Em celebração ao centenário Semana de Arte Moderna de 1922, a Academia Brasileira de Letras promove às quintas-feiras até 28 de abril, o ciclo gratuito de palestras “Brasil Moderno”, às 17h30, no Teatro R. Magalhães Jr, na sede da ABL, com transmissão pelo site e pelo canal YouTube da instituição e coordenada pelo poeta Geraldo Carneiro e o advogado e educador Joaquim Falcão. Dia 7/4, Julio Ludemir, idealizador da FLUP (Festa Literária das Periferias), relembra outro episódio histórico de 1922, a viagem dos Oito Batutas ao Velho Mundo na palestra “Pixinguinha vai à Europa”. Outro acadêmico recém-eleito (em novembro para a cadeira 20), o cantor e compositor Gilberto Gil aborda, no dia 14/4, a influência da Semana no movimento musical do qual foi um dos protagonistas em “Antropofagia” e “Tropicália”. Dia 28/4, acontece a última palestra com o músico e ensaísta José Miguel Wisnik, com a palestra “Mario e Oswald – É tudo para hoje”. Semanalmente, o site da ABL disponibilizará um link de inscrição para os interessados em assistir às palestras presencialmente.

EVENTOS

FESTIVAL VERMELHO – Floresce a Esperançao festival será realizado hoje e amanhã no Caminho Niemeyer, em Niterói, em homenagem aos 100 anos do Partido Comunista, com um grande eventol |Entre os convidados está o ex-presidente Lula (PT) que participa da festa amanhã, e Ciro Gomes, também candidato à presidência pelo PDT, que hoje estará no local. O evento reunirá outras figuras do campo progressista. A entrada é gratuita e o festival organizado pelo PC do B em parceria com a Fundação Maurício Grabois (FMG) é uma atividade inédita no Brasil inspirada em fffesta s internacionais como a Festa Avante, de Portugal, ea Fête de la L’Humanité, da França, a Fiesta de Los Abrazos, do Chile, e Manifiesta, da Bélgica. Todo o festival acontece no Caminho Niemeyer, um conjunto de equipamentos culturais projetados pelo comunista Oscar Niemeyer apo longo da orla de Niterói. As atividades acontecem para todos os públicos presencialmente, mas também contam com participações on-line, atividades em formato híbrido e transmissões ao vivo. Programação:

HOJE:15h – Abertura dos portões do Festival Vermelho –Caminho Niemeyer; 17h – Abertura da exposição multimídia do Centenário do PCdoB com o tema: Caminhos do Centenário, na Cúpula do Caminho Niemeyer; 17h às 21h – Espaço Criança com atividades lúdicas e recreativas para crianças a partir de 02 anos, com performances e

atividades interativas, com Circo Teatro Saltimbanco, recreadores e artistas circenses na Tenda Espaço Criança; 17h às 21h – Arena Brasil

Afoxé Filhos de Gandhi (RJ), Coral Guarani da Aldeia Mata Verde Bonita de Maricá, Trio de forró Rapacuia, Cecília Beraba canta Jorge Mautner, Sinfônica Ambulante e com DJ: Jef Rodriguez e convidados, Palco Mel Gomes – Arena Brasil (Foyer inferior); 18h às 20h – Seminário de Comunicação (com transmissão pelo youtube) em com o tema: Florescer a Esperança: Desafios da Comunicação em tempos de ódio e desinformação, sendo o mediador: Renata Mielli (Secretária Nacional de Comunicação do PCdoB) e os participantes serão Sérgio Amadeu (professor da Universidade Federal do ABC-UFABC), Orlando Silva (deputado federal PCdoB-SP), Manuela D’Ávila (ex-deputada federal PCdoB-RS), Leandro

Demori (The Intercept) e Suzy dos Santos (diretora da Escola de comunicação da UFRJ), no Teatro Popular Oscar Niemeyer; 17 às 18h – lançamento de livros, na Arena Manifesto – Auditório Caminho Niemeyer;

 18h às 21h – Sessão de cinema com o filme Araguaya – A Conspiração do Silêncio, na Arena Manifesto – Auditório Caminho Niemeyer; 19h às 21h – Lançamento de livros no Foyer Superior Teatro Popular Oscar Niemeyer;

 21h às 02h – Palco Praça do Povo com Zélia Duncan, B Negão, Francisco El Hombre e Mart’nália, DJ: Saddam e VJ: Chico Abreu, na Praça do Povo – Caminho Niemeyer.

 Amanhã

10h às 13h30h – Espaço Criança com atividades lúdicas e recreativas para crianças a partir de 02 anos, com performances circenses e atividades interativas e o Com Circo Teatro Saltimbanco e Grupo Gato

Mia, na Tenda Espaço Criança; 10h às 13h – Arena Brasil- Grande Roda de Mestres e Mestras de Capoeira com DJ: Will , participação Gaboard, Mari Torquato e Xamec no Palco Mel Gomes – Arena Brasil (Foyer inferior); 10h às 13h – Painel Internacional (com transmissão pelo youtube) com o tema: Um século de luta por um mundo solidário e socialista, tendo como mediadora Ana Maria Prestes (secretária de Relações Internacionais do Partido Comunista do Brasil-PCdoB) e como

participantes internacionais: Celso Amorim (ex-ministro das relações Exteriores do Brasil), José Luís Centella (Partido Comunista da Espanha-PCEspanha), José Angel Maury (Partido Comunista de Cuba-PCCuba), Karol Cariola (Partido Comunista do Chile-PCChile), Citlalli

Hernández (Morena México), Pedro Guerreiro (responsável pela Seção Internacional do Partido Comunista Português-PCP), representante do consulado da China no Rio de Janeiro, no Teatro Popular Oscar Niemeyer;

 13h às 14h – Lançamento de livros no Foyer Superior Teatro Popular Oscar Niemeyer; 13h às 15h – Arena Brasil – Roda de Rima com MCs e Durango Kid.DJ: Will , participação Gaboard, Mari Torquato e Xamec

Local: Palco Mel Gomes – Arena Brasil (Foyer inferior); 13h30 às 17h – Espaço Criança – atividades lúdicas e recreativas para crianças a partir de 02 anos, com performances circenses e atividades interativas.Contação de histórias. Oficina de Slime.Confecção de caderninhos. Oficina de Filtro dos Sonhos. Brincadeiras: amarelinha, circuito, galinha e seus pintinhos, corre cotia. Com Circo Teatro Saltimbanco e Grupo Gato Mia, na Tenda Espaço Criança; 14h às 15h – Lançamento do livro Solo para Vialejo, de Cida Pedrosa (poeta, advogada e vereadora do PCdoB Recife), livro: Nara Leão: Nara – 1964, de Hugo Sukman (jornalista, escritor, crítico de música carioca e curador) no Foyer Superior Teatro Popular Oscar Niemeyer;

 15h às 18h – Ato político dos 100 anos do PCdoB (com transmissão pelo youtube) com o temaFrente Ampla para Florescer a Esperança.

Presenças confirmadas: Luiz Inácio Lula da Silva, grandes lideranças políticas nacionais, intelectuais, artistas e dirigentes do PCdoB no Teatro Popular Oscar Niemeyer; 18h às 21h – Arena Brasil com Jongo da Serrinha, Choro na Rua e Roda de Partideiros, DJ: Will e convidados.

No Palco Mel Gomes – Arena Brasil (Foyer inferior); 19h às 21h – Lançamento de livros no Arena Manifesto – Auditório Caminho Niemeyer; 19h às 21h – Sessão de cinema Sérgio Rubens com filme Tigre Branco da diretora – Karen Shakhnazarov (2012), com Aleksey Vertkov, Valeriy Grishko, Vitalyi Kiscenko, Karl Krantzkowski, Rússia, 104 min, no Teatro Popular Oscar Niemeyer; 21h às 2h – Palco Praça do Povo com Mulheres na Roda de Samba, Candongueiro + Moyseis Marques, Moacyr Luz e Samba doTrabalhador e Leci Brandão, DJ: Marcelinho da Lua, na Praça do Povo – Caminho Niemeyer.

LAZER

Praça Quinze e arredores 

Com a derrubada do Elevado da Perimetral, um conjunto arquitetônico de alto valor foi devolvido aos passantes: o redor da Praça Quinze, no centro do Rio. Os prédios do século XVIII voltaram a chamar atenção como o  Arco do Teles, o Chafariz do Mestre Valentim e o Paço Imperial, além do prédio do Museu Naval, um pouco mais novo, de 1868. Porém, a presença envidraçada do antigo prédio anexo da Assembleia Legislativa (Alerj) é considerado um “estraga paisagem” e até se cogita sua derrubada. Mas enquanto o assunto não fica resolvido, você pode passear e ver a história antiga do Rio passar a sua frente. Pontos de destaque da Praça Quinze e arredores:

Arco do Teles – Parte que restou de um conjunto colonial do século XVIII atingido por um incêndio em 1790; Chafariz de Mestre Valentim – o grande artistas do período colonial, data de 1789. Ficava À beira de um cais; Igreja da Ordem Terceira do Carmo – do século XVIII, guarda obras de Mestre Valentim, hoje consumidas por cupins; Ladeira da Misericórdia – Deu origem ao primeiro logradouro da cidade, de meados do século XVI, dava acesso ao Morro do Castelo; Casa França-Brasil – De 1820, foi projetada pelo arquiteto da Missão Francesa Grandjean de Montigny, a pedido de Dom João VI; Convento do Carmo – Do século XVI, ficava de frente para o mar. Em 1808, perdeu sua função religiosa para abrigar a família real; Igreja de Nossa Senhora do Carmo, Antiga Sé – Do século XVIII, foi palco da sagração de Dom João VI como rei de Portugal; Museu Histórico Nacional – No seu conjunto, do século XVIII, funcionaram o antigo Arsenal de Guerra e Casa do Trem. Ganhou estilo neocolonial em 1922, quando virou museu; Museu Naval – Foi inaugurado em 1900 para sediar órgãos da Marinha. De estilo eclético,  o prédio abriga documentos e peças da história naval brasileira; Paço Imperial – De 1743, foi Casa dos Governadores e de Paço dos Vice-Reis no período colonial. Hoje, funciona como centro cultural; Palácio Tiradentes – de 1926, foi construído no lugar do antigo prédio de câmara e cadeia e sediou a Câmara dos Deputados até 1960. No ano passado, a ALERJ saiu de lá; Igreja da Santa cruz dos Militares – começou a ser erguido em 1770, no lugar da antiga capela, do século anterior; Santa Casa da Misecórdia – o conjunto neoclássico foi construído entre 1840 e 1852cpara funcionar como hospital e faculdade de medicina; Monumento a General Osório – de 1894, de Rodofo Bernardelli e homenageia o general Manuel Luís Osório, comandante da Guerra do Paraguai; Estátua do Almirante Negro – Homenagem a João Cândido Felisberto, líder da Revolta da Chibata, inaugurada na Praça Quinze em 2008; Centro Cultural dos Correios – O edifício eclético data de 1922 e, por mais de 50 anos, foi usado para funcionamento de unidades administrativas e operacionais dos Correios; Restaurante Albamar – Foi inaugurado por Pereira Passos em 1908 como parte do mercado  municipal; Tribunal Regional do Trabalho, antigo Ministério do Trabalho – Com dimensões monumentais, o prédio de arquitetura moderna foi inaugurado em 1938; Estátua equestre de Dom João VI – A obra foi um presente de Portugal para a cidade do Rio nas comemorações dos seus 400 anos; CCBB – Sua pedra fundamental foi lançada em 1880 e inaugurada coimo sede da Associação Comercial do Rio de Janeiro em 1906; Antiga Bolsa de Valores – O prédio espelhado é de 1981 e tem projeto do arquiteto Maurício Roberto.

HOLAMBRA – a primavera é a alta estação do turismo na cidade, no interior de São Paulo, a maior produtora e exportadora de flores do Brasil o ano todo. Em abril, o passeio Estufas Abertas levará visitantes aos bastidores dos locais onde as flores são plantadas e desenvolvidas. O evento, nos dias 2 e 3 de abril, no “Kom in de kas”! (“Entre na estufa!”),  uma tradição em diversas regiões da Holanda desde a década de 1970. Nele, os produtores de Holambra voltarão a abrir suas fazendas e ranchos para os visitantes interessados no cultivo de flores e plantas ornamentais. A partir de três roteiros diferentes, os turistas ´pderão conhecer todo o processo produtivo – do plantio À colheita – de seis propriedades e também as instalações da Faculdade de Agronegócios de Holambra (Faagrob), do Grupo Unieduk. O passeio é a bordo de um ônibus especial, e os grupos serão acompanhados pelos próprios produtores. Informações pelo email estufasabertasholambra@gmail.com.

O SEGREDO DA FLORESTAA AMAZÔNICA –  no norte de Mato Grosso, distante do Pantanal e do Cerrado, trecho de mata intacta ao longo do Rio Cristalino é um convite a fazer imersão na natureza. Nesse espaço da Amazônia ainda pouco explorado pelo turismo em massa se encontra um terço de todas as espécies de aves presentes no território nacional e existem árvores nascidas antes dos europeus chegarem às Américas. A área resiste ao avanço da atividade agropecuária que é notada na cidade de Alta Floresta. São 200 mil hectares de área preservada na divisa com o Pará e cerca de 185 mil fazem parte do Parque Estadual do Cristalino, criado em 2000 mas ainda em fase de implementação, o que significa que a visitação não é permitida. A atividade turística se limita à Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Cristalino, de mais de 11 mil hectares onde está localizado o Cristalino Jungle Lodge, um dos hotéis da floresta mais tradicionais do país. A cidade de Alta Floresta é servida por um voo diário da Azul, a partir de Cuiabá, numa viagem de pouco mais de uma hora. São 18 acomodações em bangalôs distantes uns dos outros têm wi-fi, chuveiro quente e camas amplas. Mas não há TV e ar condicionado. O serviço cinco estrelas dispõe de pensão completa e atividades incluídas programadas pelos guias, a partir de preferências de cada hóspede. Passeios obrigatórios: subir nas duas torres de 50 metros de altura, instaladas em pontos diferentes da floresta para apreciar o nascer e o pôr do sol, acima da copa das árvores, ideais para avistar aves como o araçari-mulato e arara-canindé. Ou a Trilha da Castanheira que leva até uma árvore de 800 anos de idade e que revela segredos da Amazônia. O Rio Cristaliino tem águas bem escuras e refletem como um espelho, o ambiente ao redor. A seca é entre abril e outubro quando se vê animais (pavãozinho-do-Pará) e um lindo pôr do sol. Na temporada de chuvas, entre novembro e março, o volume permite navegações e passeios por parte da floresta alagada.

CURSO

A Arte da Biografia: como escrever as histórias da vida – um curso on line com Lira Neto. Ele é autor de Getúlio (mais de 250 mil exemplares vendidos). As inscrições estão abertas até 4 de abril e há promoção para quem se inscrever até hoje. As aulas serão ministradas do dia 4 até 8 de abril. No FB, Twitter, whatsapp.

LIVROS  

Rato de Redação: Sig e a história do Pasquim (Matrix – R$44) – Márcio Pinheiro. Há décadas historiador da imprensa brasileira e colecionador Pasquim, o autor baseou o livro em farto material e em conversas com os jornalistas Sérgio Augusto, Martha Alencar e Reinaldo Figueiredo, três ex-titulares do tablóide. A ideia do autor era aproveitar o cinquentenário do Pasquim, em 2019, para contar a história da redação que que uniu nomes como Henfil, Ivan Lessa, Tarso de Castro, Paulo Francis, Jaguar, Ziraldo, Sérgio Cabral e tantos outros. O tabloide está inteirinho digitalizado na Biblioteca Nacional. O jornal teve colaboradores como Chico Buarque como correspondente em Roma (estava no exílio) e Carlos Drummond de Andrade. Teve entrevistas históricas como a de Leila Diniz e seus palavrões e ideias libertárias, Ibrahim Sued (que antecipou Médici como presidente do Brasil) e políticos como Leonel Brizola. O autor relembra no livro o Natal da turma do Pasquim na prisão com uma cesta enviada pelo Antonio’s, bar que frequentavam, e oferecendo comida aos guardas que não acreditavam no que viam. Ótima leitura.

  1. Ozon: O editor e o caricaturista (Gala, R$120) – Luciano Magno. O desenhista inovador e responsável pela publicação de peças polêmicas de Nelson Rodrigues, J.Ozon tem sua rica trajetória resgatada em sua primeira biografia. Escrita pelo historiador e caricaturista Luciano Magno, ele recupera a produção de Ozon nas duas áreas em que atuou.  Morto aos 56 anos, ele foi esquecido em livros sobre o setor. A figura de Ozon só voltou a aparecer na 2ª Bienal Internacional de Caricatura, no Rio. Ele iniciou a carreira na década de 1030 com caricaturas em importantes periódicos do período como O diário de Notícias e Diário Carioca. Ozon foi o editor de N3elson Rodrigues.

EXPOSIÇÃO

Beyond Van Goghuma mostra interativa sobre o pintor pós-impressionista que vendeu apenas um quadro em vida, foi inaugurada no topo do MorumbiShopping, em São Paulo e vendeu 40 mil ingressos antecipados – com preços que variam de R$70 a R$110.  Beyon Van Gogh não é uma exposição : não há pinturas originais do artista, mas uma série de exibições ao longo de pouco mais de 30 minutos sobre a prede e o chão da área expositiva de 2 mil m2. Em uma antessala os visitantes acostumam os olhos com o show de luzes. No show, 40 projetores a laser exibem elementos de 300 obras do pintor holandês desde o início da carreira como “O comedor de batatas (1885) até o afamado “Os girassóis” (1888). Há dois pontos altos: a exibição de “Amendoeira em flor” (1890) quando brotam peças que se movimentam como se bailassem ao ventos e a reprodução de “A noite estrelada” (1889), momento em que a sala é escurecida e ganha tons azuis e amarelos, até a formação da pintura. Em julho, a mostra segue para Brasília.

“Adriana Varejão: suturas, fissuras, ruínas”: a artista plástica, apaixonada por Mário de Andrade, se espantou com uma coincidência ao ler o recém-lançado “O modernismo como movimento cultural”, de André Botelho e Maurício Hoelz. Em sua primeira viagem a Ouro Preto, em 1919, Mário proferiu a conferência “A arte religiosa no Brasil” na Igreja Matriz de Santa Efigênia que foi a primeira igreja que a Adriana visitou em périplo pelas cidades históricas mineiras, em 1986. Lá, ela teve uma “epifania”. Desde então a a arte barroca que ajudou os modernistas a descobrir o Brasil influencia o trabalho da carioca. A exposição está na Pinacoteca de São Paulo, a partir de amanhã, com 60 trabalhos em sete salas e no octógono central do museu. Produzidas entre 1985 e 2022, as obras representam as principais séries da artista, como “Terra incógnita”, “Saunas e banhos” e “Azulejões”, além de duas recém-saídas do ateliê: “Moedor” e “Ruína 22”.

Marc Chagall (1887–1985)– na exposição “Marc Chagall: sonho de amor” serão exibidas 186 obras do pintor russo russo naturalizado francês que viveu 98 anos e enfrentou duas guerras mundiais, a pandemia da gripe espanhola e êxodos causados por perseguições políticas e religiosas. Ele fugiu da Rússia para Paris e depois emigrou para os EUA fugindo do nazismo. Dividida em quatro seções, a mostra – que depois passará por Brasília, Belo Horizonte e São Paulo – abrange os prinnciapis temas de sua produção, como as memórias da infância na Vitebsk natal, a religião e espiritualidade, a relação com a escriyta, e as célebres representações do amor, com os casais que parecem flutuar no espaço. A exposição traz obras de coleções de várias parte do mundo ( “O vendedor de gado” do Masp; “O violinista apaixonado” (1967) e “Cidade cinzenta” (1964), da Coleção Nemirovsky, em comodato com a Pinacoteca do Estado de São Paulo. CCBB – Rua Primeiro de Março 66- Centro (3808-2020). De 4ª a sáb, das 9 Às 21h. Dom, de 9h às 20h. Até 6 de junho. Grátis.

Van Gogh e seus contemporâneos – a partir do dia 6 de abril, o Rio também ganhará uma mostra interativa dedicada ao pintor holandês. O projeto ocupará a Casa França-Brasil, com projeções de 360º e uma hora de duração.

Monet à beira-d’água – para estar frente a frente com algumas das obras mais conhecidas do Claude Monet (1840- 1926), maior nome do impressionismo, é preciso visitar museus europeus. A proposta deste espetáculo que acontece, amanhã, no Boulevard Olímpico, na Gamboa, é colocar o espectador praticamente dentro das séries célebres como  as pinturas da estação Saint –Lazare(1877) e suas inconfundíveis Ninfeias (1895-1926). A mostra, que usa 40 projetores em uma tenda de 2mil m2 e 15 m de altura, construída especialmente para o evento, cria uma narrativa animada entre 285 obras de Monet, num circuito de pouco mais de uma hora, o que faz dela a maior em duração entre as exposições multimídias do artista francês pelo mundo.  Realizado em parceria com o MAR – que também exibirá conteúdos relacionados no térreo e no quarto andar. Rua Venezuela 194, Boulevard Olímpico, Gamboa. Ter e qua (12h às 17h30); qui a dom (10 Às 17h30). Abertura amanhã. Até 12/6. R$40 de ter a qui; e R$70 de sex a dom. pelo www.ingressorapido.com ou na bilheteria do MAR. Duração 65 minutos. Livre.

 “Sonhos de Fellini” – a exposição com a coleção de fotos, cartazes dos filmes e desenhos que Fellini fazia sobre seus sonhos mostra o outro lado do cineasta italiano. Esses desenhos depois se tornavam caricaturas e eram muitas vezes aproveitados para criação dos personagens de seus filmes posteriormente. A Exposição acontecerá no espaço anexo do cinema chamado de Estação/Cavideo. Ficará em cartaz até 25 de julho. Funcionará todos os dias da semana das 14h às 21h de forma gratuita. Com curadoria de Cavi Borges e Fabricio Duque. A exposição está dividida em seis partes: “Fellini com Giulietta Massina”; “Filmes de Fellini”, “Desenhos de Fellini”, “Fellini sendo Fellini”, “Fellini na Cahiers du Cinéma” e “Desenhos Pornográficos de Fellini”. “Sonhos de Fellini”, que comemora o centenário do realizador acontecido em 2020 (e postergada por causa da pandemia), busca trazer a sensação, visto que os desenhos de Federico podem (e devem) ser interpretados como prenúncios criativos de seus filmes.

Mostra de fotografiaSebastião Salgado, Claudia Andujar, Marc Ferrez e Pierre Verger estão entre os 120 artistas que participam da mostra, que abre, amanhã, no Museu de Arte Moderna (MAM) com 270 imagens produzidas entre 1860 até os dias de hoje. Quinta e sexta-feiras, das 13h às 18h. Sábado e domingo, das 10h às 18h. Contribuição voluntária. Até 17 de julho.

PODCAST

Petit jornal – é um podcast de economia e política internacional com plantões diários sobre a Guerra da Ucrânia comandado pelos professores Daniel Dousa e Tanguy Baghdadi. Os dois entendem bem do assunto e se comunicam bem. www.petitjournal.com.br.

MÚSICA

Simone acaba de lançar pela Biscoito Fino seu novo disco “Da gente”, com direção artística de Zélia Duncan e musical de Juliano Holanda. E parece seus álbuns dos anos 1970: o vigor e a musicalidade com que a cantora abalou os alicerces da música brasileira. Desejo e sensualidade estão na obra em canções como “Boca em brasa”, “A gente se aproveita” e “Nua”. A maioria das composições são de mulheres nordestinas. E há também o desabafo de “Haja terapia”

Otto– depois de meses pagando as contas com a venda de suas pinturas, o percussionista pernambucano lança disco feito no celular. Ele diz que sua música precisa de desafio e que não pode se repetir. Ele lança hoje no streaming, o álbum “Canicule sauvage” – o sétimo de sua carreira. Ele começou com duas mil pessoas no Instagram, em 2014. Hoje, tem 160 mil. O cantor e compositor de 53 anos gravou no celular “Canivule sauvage”, o 7º álbum de sua carreira que ele mostra no dia 9/4 em show no Circo Voador. No disco há foprte presença feminina nos créditos. Ao seu lado, canta a mulher Lavínia Alves e da ex-francesa (a francesa Kenza Said), além de nomes como Tulipé Ruiz, Nina Miranda, Ana Cañas e a freanco-senegalesa Anais Sylla.

Anitta – o clipe da música “Envolver”, da cantora carioca, 28 anos, e que estoura pelo mundo, bombou do Japão ao Havaí. É que Anitta apoia as mãos no  chão, empina o tronco e, com os braços flexionados, rebola o quadril. Meio mundo tenta imitar em vídeos a coreografia. A música foi lançada em novembro de 2021 e o clipe foi dirigido pela própria Anitta. No último fim de semana, com a canção solo, ela alcançou o top 10 mundial da plataforma Spotify. É um feito inédito entre cantores brasileiros. No YouTube já ultrapassou 63 milhões de visualizações e segue em alta. Escrita pela própria ANitta em parceria com os hispano-americanos Julio M. Gonzales Tavarez, Freddy Montalvo e José Carlos Cruz, “Envolver” quase não saiu do papel. A gravadora Warner Records resistiu em letra para os estúdios porque ela não colocou colocou vozes consagradas nos EUA como em “Me gusta (com CArdi B e Myke Towers) e “Sim, ou não” (com Maluma). Em abril, Anitta lançará um novo disco, “Girl from Rio”, gravado  em parceria com o rapper americano DaBaby.

Clipe “This is not America” – uma figura loura, de terno, com uma bandeira brasileira e uma criança indígena ao seu lado, come uma refeição à base de carne – e em seguida, limpa a boca na bandeira. A cena é do clipe “This is not America”, dirigido pelo francês Grégory Ohrel e lançado há uma semana. O rapper porto-riquenho Residente (René Perez Joglar), 44 anos, que integra o grupo Calle 13, tem fãs e confirma que a figura loura representa o presidente Bolsonaro. Ele confirma que na América Latina há muitos presidentes que fazem o que o presidente brasileiro faz. Ele diz que o ato de limpar a boca com a bandeira significa que esses presidentes não se importam com seus países. Residente lançou o clipe em parceria com a dupla de irmãs franco-cubanas Ibeyi.

Áurea Martins – a cantora de 81 anos e um dos mais bem guardados segredos da MPB lançou o álbum Senhora das Folhas (Biscoito Fino) em que homenageia a ancestralidade negra por meio das rezadeiras, benzedeiras e curandeiras. Áldima Pereira dos Santos, a Áurea Martins, cresceu em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio, cercada de música. Durante parte de sua carreira, deu voz a repertório de jazz, bossa-nova e samba-canção nas boates da Zona Sul carioca. Nos anos 2000 partiu para cantar samba na Lapa até chegar a esse novo LP onde cantos religiosos populares ganham arranjos camerísticos, viola caipira, violoncelo e viola. Mas há espaço para cançõescpontemporâneas como “A rezadeira”, do rapper Projota. Áurea ganhou uma biografia, em 2017, Áurea Martins – A Imvisibilidade Visível (Folha Seca, R$50). E ainda tem um canal no YouTube.

CIRCO

Urutuem um grande picadeiro na área externa do CCBB, 34 artistass egressos da Escola Nacional de Circo apresentam o espetáculo gratuito “Urutu”, que miostura artes visuais e circenses, dança, música, teatro e cultura popular, sendo inspirado no centenário da Semana de Arte Moderna. As sessões são de quarta a domingo, às 19, até 3 de abril. Retirada de senhas na bilheteria, às 18h.

FESTIVAL DE MÚSICA: LOLLAPALOOZA 2022

São 69 shows no Autódromo de Interlagos, entre hoje e domingo, com destaques para The Strokes, Miley Cyrus e Foo Fighters (que encerra o evento) e com público estimado em 245 mil pessoas, esta edição marca a volta dos grandes eventos ao país. O festival paulista mistura todos os gêneros como o rock alternativo do The Strrokes, o pop punk de MGK e o rap de Jack Harlow. Nos outros dias há popp, indie, MPB. No sábado, EMicida sobr=e ao palco e Djoga e Rashid se apresentam domingo.  Veja o site do festival.

Arco ÍrisPabllo Vittar se apresenta pela primeira vez e Gloria Groove mostra o primeiro show de sua turnê; O Emo de volta – de volta o pop punk com Olivia Rodrigo, e artistas de outros gêneros como o MGK. Do hip-hop, ele se voltou ao emo e conseguiu um disco no topo das paradas dos EUA. Idêntico da brasileira Fresno. Além da música – com espaço físico modesto, o Lolla prioriza a versatilidade com atrações  que vvão além dio palco, como estandes de empresas e “brinquedos” clássicos do eveentpo, como roda-gigante e tirolesa na frente do  palco, além de eestúdio de tatuagem. Com os direito de transmissão, a Globo desenvolveu um projeto multiplataforma, permitindo acompanhar o festival por televisão, internet e streaming. Na TV, a transmissão alterna-se entre dois canais (Multishow mostra palcos 1 e 2, e Canal Bis, palco 3 e Perry’s). A TV preparará um compilado dos melhores momentos de cada dia apresentado por Marcos Mion.

SHOWS

HOJE

.17h Ginga Quiosque – do mesmo dono do Bafo da Prainha e Casa Porto, na Saúde o novo quiosque agita, diariamente, o calçadão do Leme com apresentações musicais de fim de tarde. Os artistas ficam na parte coberta e o público se espalha, inclusive pela areia e pelas redes amarradas aos coqueiros. Na Praia do Leme, em frente ao restaurante La Fiorentina. Diariamente das 9h às 23h. Roda: sextas-feiras, 17h. Sempre uma atração diferente. Couvert: R$7.

 17h às 21h Armazém do Senado o tradicional botequim de 1907, Patrimônio Cultural da Cidade é pequeno para a turma que toda sexta e sábado vai conferir concorridas rodas de samba e os frequentadores acabam ocupando a rua e bares ao lado como o Labuta. Av. Gomes Freire, 256 – Centro. Grátis.

19h – Théo Fouchenneret abre a série Jovens Pianistas franceses na

Sala Cecília Meireles. No repertório, obras de Brahms, Beethoven e Mendelssohn. Concerto terá transmissão pelo YouTube da sala. Ingressos a R$ 40,00 na bilheteria da Sala ou pelo link: https://bileto.sympla.com.br/event/71628/d/127237

 Aos 27 anos, Théo Fouchenneret já apresenta em currículo que o coloca entre os principais pianistas da nova geração francesa. Ganhou o primeiro prêmio no Concurso Internacional de Genebra em 2018, e a “revelação de solista instrumental” nas Victoires de la Musique Classique. No mesmo ano, ganhou o 1º Prêmio do Concurso Internacional de Música de Câmara de Lyon com o Trio Messiaen, bem como cinco prêmios especiais. já se apresentou com músicos de renome internacional: Victor Julien-Laferrière, François Salque, Lise Berthaud, Svetlin Roussev e Roland Pidoux. Programa: Johannes Brahms (1833-1897) – Variações e fuga sobre um tema de Handel, op.24 – Aria- Variação 1-Variação 2  – Animato -Variação 3 – Dolce -Variação 4 – Risoluto -Variação 5 – Espressivo -Variação 6 -Variação 7 – Con vivacita -Variação 8 -Variação 9 – Poco sostenuto -Variação 10 – Energico -Variação 11 – Dolce -Variação 12 – Soave -Variação 13 – Largamente, ma non più -Variação 14 – Sciolto -Variação 15 – -Variação 16 – Ma marcato -Variação 17 – Più mosso -Variação 18 – Grazioso -Variação 19 – Leggiero und vivace -Variação 20 – Legato -Variação 21 –  Dolce -Variação 22 -Variação 23 – Vivace e staccato -Variação 24 -Variação 25 –Fuga. Intervalo

 Ludwig van Beethoven: Sonata para piano nº 28, op.101. 1-Etwas lebhaft und mit der innigsten Empfindung. Allegretto ma non troppo; 2-Lebhaft. Marschmäßig. Vivace alla Marcia; 3-Langsam und sehnsuchtsvoll. Adagio, ma non troppo, con affetto; 4-Geschwind, doch nicht zu sehr, und mit Entschlossenheit. Allegro

Felix Mendelssohn (1809-1847) – Rondo capriccioso op.14

19h30Arranco de Varsóvia no show  Ô Dindinha, em homenagem a Beth Carvalho. No Teatro Rival Refit. R$ 35 e R$70. Atestado de vacinação.

20hLetrux: a cantora e compositoira é a atração de hoje do evento gratuito Mar de Música, sob os pilotis do Museu de Arte do Rio (MAR), na Praça  Mauá. Destaque na cena independente, a carioca apresenta “Letrux Redux”, com músicas dos [=álbuns “Letrux em noite de climão” e “Aos prantos”, além de versões. Abertura com a DJ Orkidia, às 18h30. Os ingressos, dois por pessoa, podem ser retirados na bilheteria das 11h às 17h.

21h –Após quase dois anos de pandemia – que paralisou o mundo, o Tim Music Noites Cariocasvolta depois de 12 anos. Hoje, apresenta o grupo Capital Inicial com abertura do cantor Paulo Ricardo. No Parque Bondinho do Pão de Açúcar. Haverá transmissão pelo metaverso. Confira noSite:www.timmusicnoitescariocas.com.br /Ingressos: www.ingresse.com/timmusicnoitescariocas.O site (www.ingresse.com) e o App (Ingresse – Eventos e Ingressos) são os únicos canais oficiais de vendas da Ingresse.

21hPaulinho da Viola no Vivo Rio. Em “Sempre se pode sonhar”, seu novo show, o sambista se mostra em consonância com os tempos atuais, onde os acontecimentos dos últimos meses nos levaram a questionar quais sonhos são possíveis agora, nesta nova realidade, neste “novo normal”. Com sua arte, Paulinho traz algo fundamental para o momento: a esperança. É o que ouvimos na faixa-título, “Sempre se pode sonhar” (parceria com o compositor paulistano Eduardo Gudin): “Meu samba fala em adeus, sim/ Mas também pode ocultar/ Um sonho que se perdeu/ E sempre se pode sonhar…”. Ingressos a partir de R$120 (inteira) e R$60 (meia) até R$300 (camarote). Comprar pelo site. Av. Infante Dom Henrique, 85 – Parque do Flamengo.

A partir de 19h30  – Natural da Batucada” para a Ilha das Garças – Barra da Tijuca. Diretamente da Beija-Flor de Nilópolis, Marcelo Guimarães chega com sua banda na Ilha Pirata Bar e Restaurante Temático.Nesta sexta o cantor e compositor, que também já ganhou três sambas-enredo como autor (1988, 2009 e 2016), pela sua escola de coração vai comemorar seu aniversário de 57 anos no melhor estilo, no palco.No repertório do show, clássicos do samba de todos os tempos, são eles: sucessos de Cartola, Nelson Sargento, Noca da Portela, Roberto Ribeiro, Benito di Paula, Gonzaguinha, Alcione, Dona Ivone Lara, Beth Carvalho, João Nogueira, Almir Guineto, Arlindo Cruz, Jorge Aragão, Fundo de Quintal e Zeca Pagodinho.E deixando para o final um set de homenagens de sambas-enredo antológicos do grupo especial do Rio de Janeiro.Informações: 9.8425-8608. Couvert artístico – R$15,00. Como chegar – As três principais entradas de acesso as Ilhas. Ilha dos Pescadores; entrada da Unimed ao lado do Posto Shell; e Condado de Caiscais. Valor do barco R$6,00 (ida) e R$6,00 (volta) e pedir para descer na Ilha Pirata.

SÁBADO

16h FESTIVAL VIOLONCELO EM FOCO: destaca compositores brasileiros na Sala Cecília Meireles. No repertório, obras de Villa-Lobos, Mario Tavares e Waltel Branco. Concerto reúne Octeto de Violoncelos e a soprano Michele Menezes. No programa, obras de Villa-LobosMario Tavares e Waltel Branco.Ingressos a R$ 40,00 na bilheteria da Sala ou pelo link: https://bileto.sympla.com.br/event/71629/d/127239. Conjunto de violoncelos: Hugo Pilger, Marcus Ribeiro, Mateus Cecatto, Janaína Salles, Emília Valova, Paulo Santoro, Ricardo Santoro, Glenda Carvalho eparticipação especial: Flavia Fernandes, soprano.

PROGRAMA: Heitor Villa-Lobos (1887 – 1959) – Bachianas nº1;

 Waltel Branco (1929 – 2018) – Só Nata Brasileira I;Mário Tavares (1928 – 2003)Divertimento para orquestra de cellos; Heitor Villa-Lobos (1887 – 1959) – Bachianas nº 5: I- Ária (cantilena), II- Dança (martelo).

“Somente após Heitor Villa-Lobos (1887-1959) ter composto em 1930 a Bachianas Brasileiras no 1, é que a formação “conjunto de violoncelos” adquiriu notoriedade, sendo que hoje em dia qualquer orquestra ou universidade do mundo, em algum momento reúne seus violoncelistas para apresentarem esta obra, bem como a Bachianas Brasileiras no 5, escrita para conjunto de violoncelos e soprano. De Waltel Branco (1929-2018), violonista e compositor paranaense conhecido por seus trabalhos para a TV Globo, apresentaremos a Só Nata Brasileira, obra escrita em três movimentos com perfume popular, contendo citação de Noel Rosa.

Completando o programa, teremos o Divertimento para orquestra de violoncelos de Mário Tavares (1928-2003), violoncelista potiguar que se tornou regente com forte atuação no Rio de Janeiro. Seu Divertimento, obra virtuosística em três movimentos, foi escrita em 1977 para o 1o International Cello Course Aldo Parisot. Merece destaque o segundo movimento intitulado Velho Canto Praiano, cuja partitura nos remete às memórias infantis do compositor.”(Hugo Pilger)

18hAlcione e Dona Onete: a diva do carimbo e a cantora maranhense fazem shows gratuitos hoje e amanhã, respectivamente, na Praça Mauá. O repertório de Dona Onete inclui os sucessos “Banzeiro” e “No meio do pitiú”. Alcione, que comemora 50 anos de carreira, apresenta show “Tijolo por tijolo” com novidades e sucessos como “Estranha loucura” e “Não deixe o samba morrer”. As artistas são destaque do projeto Mulheres Plurais, que tem ainda sarau, feira literária e outras atividades culturais, a partir das 10h.

21hPaulinho da Viola: o músico apresenta o show “Sempre se pode sonhar” com clássicos como “Dança da solidão” e “Nervos de aço” e “Roendo as unhas”. O choroi também acontece em um bloco instrumental com músicas de Pixinguinha, Jacob de Bandolim e do próprio Paulinho, R$120 a R$300.

21h –Após quase dois anos de pandemia – que paralisou o mundo, o Tim Music Noites Cariocasvolta depois de 12 anos. Hoje, apresenta a cantora Iza com abertura de A live by Fernando Rosa. No Parque Bondinho do Pão de Açúcar. Site:www.timmusicnoitescariocas.com.br /Ingressos: www.ingresse.com/timmusicnoitescariocas.O site (www.ingresse.com) e o App (Ingresse – Eventos e Ingressos) são os únicos canais oficiais de vendas da Ingresse.

22h Academia da Berlinda – aos completar 18 anos de carreira, o grupo – uma mistura de brega, ciranda, carimbo e outros gêneros – se apresenta, hoje, em comemoração à própria “maioridade”. Assinante de O Globo compra ingresso pela metade do  preço. Ver no site www.oglobo.com.br

22h Juliette (vencedora do penúltimo BBB)no Qualistage no show “Caminho” quando subirá ao palco sozinha pela primeira vez. Entre as canções que serão interpretadas estão “Deus me proteja”, de Chico César e Dominguinhos que ela cantarolava no  BBB. Chico César fará uma participação especial e desfilará versões pop para  clássicos e novidades da MPB – de Caetano, Gil, Anitta, Alceu Valença, Dominguinhos, Jair Rodrigues, Duada Beat e Marina Sena., além de interpretar composições próprias do EP autoral de 2021. Elba Ramalho e outras figuras conhecidas estarão na plateia. R$ de 129 a R$235. No site do show.

23hFesta Ordinária, o Baile do Lindote / Especial Axé Bahia

Gafieira Elite. Com o DJ mais Ordinário da noite carioca, o Lindote! DJ promete fazer uma mistura com tudo o que teve de melhor (e pior) nos anos 90! Ah, e o especial dessa edição é o axé! Então se prepare para uma viagem para a Bahia! R$ 20,00  (+ R$ 2,50 taxa). Combo 3 ingressos
R$ 50,00  (+ R$ 5,00 taxa) em até 12x R$ 5,69. Só será permitida a ENTRADA de pessoas com a carteirinha de VACINAÇÃO EM DIA.
A Casa estará funcionando com a capacidade reduzida. Ingressos antecipados pelo sympla. Rua Frei Caneca 04, Centro.

 VERÃO MAIS ELAS – Sábado – o show tem início com a cantora Mar.iana, que acaba de atingir 1 milhão de ouvintes mensais no Spotify com o single “Simplona”, um feat com o rapper Choice. O encerramento do dia se dará sob o talento de Negra Li, uma das principais vozes do rap nacional. o line-up de sábado (26) tem início com a cantora Mar﹒iana, que acaba de atingir 1 milhão de ouvintes mensais no Spotify com o single “Simplona”, um feat com o rapper Choice. O encerramento do dia se dará sob o talento de Negra Li, uma das principais vozes do rap nacional. Já o último dia de evento, domingo (27), traz a cantora Karinah, uma das grandes representantes femininas no pagode atual, que vem fazendo parcerias de sucesso com nomes como Mumuzinho, Belo e Alcione.

DOMINGO

Verão mais elas em frente ao posto 10 nas areias da Praia de Ipanema o último dia de evento, traz a cantora Karinah, uma das grandes representantes femininas no pagode atual, que vem fazendo parcerias de sucesso com nomes como MumuzinhoBelo e Alcione. Em seguida, com o clima de fim de tarde, a DJ Camilla Brunetta fecha a programação e promete sacudir a turma. Soldado Estrangeiro no Macunaíma

QUARTA-FEIRA

21h30 Show de Verão da Mangueira: um dos mais festejados eventos do calendário pré-carnavalesco do Rio de Janeiro, o tradicional Show de Verão da Mangueira está de volta. Em sua 18ª edição, reúne Alcione, Chico Buarque, Gal Costa, Leci Brandão, Pretinho da Serrinha, Teresa Cristina Xande de Pilares, em duas noites no Vivo Rio. O espetáculo tem ainda participação especial de Velha Guarda Musical da Mangueira, Marquinho Art´Samba e bateria da Mangueira. O show tem direção geral de Túlio Feliciano, produção geral de Vinícius França, direção musical de Pretinho da Serrinha e traz números solos e alguns duetos, especialmente pensados para a ocasião. O roteiro final ainda está sendo costurado e terá como inspiração o enredo do carnaval de 2022, ‘Angenor, José e Laurindo’, novamente com a assinatura de Leandro Vieira. A Mangueira homenageará nada menos que três dos seus maiores baluartes: seu fundador, Cartola; seu intérprete maior, Jamelão; e o lendário mestre-sala Delegado. Ingressos pelo site, a partir de R$160.

19h30 Pixinguinha como nunca: nesta quarta-feira e na próxima o Sexteto do Nunca apresenta o espetáculo musical com 21 músicas inéditas de um dos maiores nomes da música brasileira de todos os tempos, Alfredo da Rocha Vianna Filho, o Pixinguinha (1897-1973). No sexteto estão Henrique Cazes (cavaquinho), Marcelo Caldi (sanfona), Carlos Malta (flauta e sax), Silvério Pontes (trompete e flugelhorrn), Marcos Suzano (percussão) e João Camarero (violão de 7 cordas). As músicas nunca foram gravadas como “Paraibana”, valsa escrita por ele antes de morrer em 1973. O grupo repete o espet´culo na próxima quarta-feira, 6 de abril. Marcelo Vianna, neto de Pixinguinha assina a direção. Já foram encontradas mais de 50 músicas inéditas no acervo do músico no Instituto Moreira Salles. No CCBB (Rua Primeiro de Março 66, Centro (3808-2020). R$30. Livre

QUINTA-FEIRA

19h30 Matriarcas do Samba–  Se o carnaval será em abril, nada melhor do que um esquenta no Teatro Rival Refit com as Matriarcas do Samba, apresentando sambas-enredo memoráveis e marchinhas inesquecíveis. O quarteto formado por Nilcemar Nogueira, Geisa Ketti, Vera de Jesus e Selma Candeia  – neta de Cartola, filha de Zé Ketti, neta de Clementina de Jesus e filha de Candeia, respectivamente – volta animado, em ritmo de folia. R$35 e R$70. Teatro Rival. Compra pelo site.

22h repetição do Show de Verão da Mangueira no VIVO Rio.

ENSAIOS TÉCNICOS

As escolas ensaiarão com o suporte de um carro de som. A Unidos do Viradouro, atual campeã do Carnaval, será a única a se apresentar utilizando o sistema de som do Sambódromo.

O acesso do público é gratuito nos setores de arquibancadas. Pessoas deverão apresentar comprovante de vacinação em dia. Não será permitida a entrada com comida e bebida. O Botequim de Samba estará funcionando a partir de 18h, na Praça de Alimentação, ao Lado do Setor 2, onde haverá pagode ao vivo até meia-noite.

Serão sempre três agremiações por noite. Veja o calendário e o local de armação — (C) é pelo lado dos Correios; (B) é pelo lado do Balança Mas Não Cai.

Amanhã , Série Ouro

  • 19h: Inocentes de Belford Roxo(C)

  • 20h: Acadêmicos do Sossego(B)

  • 21h: Acadêmicos de Santa Cruz(C)

Domingo, Grupo Especial

  • 20h30: Unidos da Tijuca(C)

  • 21h40: Beija-Flor de Nilópolis(B)

  • 22h50: Acadêmicos do Salgueiro(C)

TEATRO

O Pior de mim após três temporadas on-line, o monólogo escrito e interpretado por Maitê Proença, com direção de Rodrigo Portella, estreia hoje no Teatro Prudential, na Glória. Em cena, a atriz revisita histórias pessoais, como o assassinato da mãe e o suicídio do pai, para refletir sobre temas como vulnerabilidade, liberdade, machismo, preconceito e juventude. Maitê lançará livro com textos que deram origem à peça. Sessões às 20h (sexta-feira e sábado) e 19h (domingo). R$80 (Sympla ou bilheteria). Até 17 de abril.

Quando eu for mãe, quero amar desse jeito – Vera Fischer é dona Dulce Carmona, uma septuagenária que recebe a notícia de que seu único filho vai se casar com uma mulher que ela não conhece. A comédia mostra a luta de uma mãe obcecada para dar ao filho um futuro digno de sua classe social. A mãe aristocrática entra numa guerra com a noiva do filho para manter a imagem da família. Direção: Tadeu Aguiar. Elenco: Vera Fischer, Larissa Maciel e Mouhamed Harfouch. A partir de amanhã e até 17 de abril. Sexta e Sábado, às 20h e domingo, às 19h.TEATRO CLARA NUNES – Shopping da Gávea – Rua Marquês de São Vicente, 53 – Loja 370. Ingressos entre R$ 35,00 e R$ 90,00 no sympla, link: https://bileto.sympla.com.br/event/71786/d/128707

MUSICAIS

Barnum – Rei dos shows: Teatro Casa Grande- Av. Afrânio de Melo Franco 290- Leblon. Sexta: 20h30/ Sab-17h e 20h30/ Dom -16h e 19h30. R$120 (balcão setor 2), R$180 (plateia setor 1) e R$200 (plateia VIP). Até 1º de maio. Livre.100 minutos. A versão de Cláudio Botelho tem acrobacias e malabarismos circenses. O musiucal conta a história do showman Phineas Taylor Barnum, idealizador da maior companhia de circp ininrtante do século XIX. Murilo Rosa interpreta o papel-título, vivido por Hugh Jackman no cinema e protagoniza uma cena em que anda na corda bamba. Com Sabrina Korgut, Giulia NAdruz e Diva Menner.

Naked Boys Singing: Teatro Claro Rio: Rua Siqueira CamCazuzapos 143, 2º piso, Copacabana. Sex e sáb, 20h. Dom, 19h. R$90 (balcão) e R$120 (frisa e plateia). 80 minutos. Até 24 de abril. Dez atores nus em cena cantando, dançando e celebrando a vida ao som de músicas tocadas ao vivo no piano conduzem a peça, que já teve montagens em mais de 20 países e, depois de duas temporadas em São Paulo, estreia no Rio. A peça fez sucesso off-Broadway nova-iorquino, virando um ícone da cena gay. Divido em 14 quadros, o musical vai do cômico ao nonsense e aborda temas como masturbação, HIV, ereção involuntária, padronização do corpo e circuncisão. Direção de Rodrigo Alfer.

Cazuza, pro dia nascer feliz – o musical: Imperator – Centro Cultural João Nogueira: Rua Dias da Cruz 170 – Méier. Dom, 15h e 19h. Balcão – R$40; plateia – R$80. Até 2 de abril. Livre. OBS: os horários variam a cada semana. A trajetória do artista é contada por meio de seus grandes sucessos na peça com texto de Aloisio de Abreu e direção de Stella Maria Rodrigues. No repertório: “Bete balanço”, “Exagerado”, “Ideologia” e “O tempo não para”. São mais de 25 números musicais. Apresentados por 21 atores.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012