17 de agosto de 2022


Frente de Cultura, Elba e Bussunda em Dicas da semana


18/06/2021


Por Vera Perfeito, Conselheira e Diretora de Cultura da ABI


Cultura une Rio e São Paulo e Dicas aplaude

Nós, da ABI, vimos uma luz no fim do túnel com a união das secretarias de Cultura do Rio e São Paulo, os maiores polos do setor do país, para enfrentar o desmonte que esse desgoverno Bolsonaro está fazendo na área!

E vamos lá para nossa semana. Não dá para deixar de ver a série Meu amigo Bussunda  sobre a vida do jornalista e humorista que morreu durante a Copa do Mundo da Alemanha, em 2006. Outra pedida é assistir os documentários dos cineastas Silvio Tendler, Cavi Borges e muitos outros no Festival on line de Maricá. O festival In-Edit com documentários musicais, além dos filmes postados na sessão de cinema são também diversão certa. A cantora Elba Ramalho, que está completando 70 anos, vai arrebentar no São João em duas lives: uma em Caruaru (PE) e outra em Campina Grande (PB) e, hoje,  no Conversa com Bial, dá entrevista e canta. Dance e se esbalde em casa, sem aglomerações. Tem álbum novo de Gilberto Gil, compactos de Marisa Monte e Zé Renato e o espetacular volume II de Escravidão, de Laurentino Gomes, terça-feira nas livrarias. A percentagem de vacinados está aumentando, mas mesmo se já tomou as duas doses, fique quietinho porque as cepas estão por toda a parte. Nada de aglomeração embora dê vontade de ir à passeata, amanhã, do FORA BOLSONARO!!!  Boa semana.


ENTREVISTAS

Hoje

Após o Jornal da Globo naTV GloboConversa com Bial: a cantora Elba Ramalho, que está completando 70 anos, é a entrevistada da noite e também preparou números musicais. Falará das suas lives de São João em Caruaru  (sábado) e Campina Grande (na quarta-feira, com Juliette, ex-BBB).

Segunda-feira

19h30 ABI Esportes: o jornalista Marcos Gomes comanda o programa no canal da ABI do YouTube. A pauta de hoje é sobre uma história de ousadia e de sucesso. Na entrevista, o jornalista esportivo Fernando Gavini, fundador e editor da plataforma de conteúdo Olimpíada Todo Dia, conta que largou o emprego na ESPN para realizar o sonho de criar a plataforma de referência dos esportes olímpicos e paralímpicos no Brasil. Ele arruma as malas para cobrir os jogos de Tóquio, à frente de uma equipe formada por seis jornalistas.

Terça-feira

Cineclube Macunaíma: Bebel, garota propaganda (1968), de Maurice Capovilla (falecido no mês passado, aos 85 anos), será o filme exibido no cineclube, a partir das 10hs até a próxima segunda-feira. Às 19h30, haverá debate com o jornalista Ricardo Cota e convidados. Assistam pelo canal da ABI no YouTube. O filme foi o primeiro longa-metragem do diretor. Capovilla se baseou no conto Bebel que a cidade comeu de Ignácio de Loyola Brandão.

10h45 TV GloboEncontro com Fátima Bernardes: a jornalista Carol Barcellos apresentará uma série de cinco reportagens sobre Olimpíadas no programa, a partir de hoje.

21 hs Canal Casa GNTPode entrar: Emanuelle Araújo está entre os que abrem suas casas. Ary Fontoura, Alice Caymmi, Aline Midlej e Mariana Xavir, também.

MultishowJojo nove e meia: novo programa de entrevista com Jojo Todinho, nos moldes do Jô Soares onze e meia. O programa terá canaca, beijo da gorda e só não terá banda devido à Covid. Quando puder, ele quer Os barões da Pisadinha. Na estreia, ontem, a entrevistada foi Juliana Paes. Nos outros sete episódios, os entrevistados serão Gil do Vigor, Joelma, Mumuzinho, Tato Quebra-Barraco, Babu Santana, Fabiana Karla e Gloria Groove. Jojo tem mais de 18 milhões de seguidores no Instagram.

Quarta-feira

19h30Claquete Musical: Paulinho Figueiredo comanda um bate-papo em homenagem a Walter Alfaiate com a participação dos diretores do documentário A elegância do samba (2009) sobre o compositor que será exibido no canal da ABI do YouTube, a partir das 10hs até a próxima terça-feira. Às 19h30, no mesmo canal, haverá o encontro entre o apresentador e os diretores Emiliano Leal e Vitor Fraga.

Quinta-feira

19h30 Rumos do Jornalismo: A diretora de Jornalismo da ABI, Andrea Penna, faz entrevistas sobre assuntos atuais.

Sexta-feira

19h30 entrevistas alternadas com as diretoras de Inclusão Social, Mulher e Diversidade e a de Assistência Social.


FILMES

– I Mostra on line de Cinema de Maricá – tendo como tema Arte e Pensamento, a prefeitura de Maricá, através da Secretaria de Cultura, realiza de 21 a 30 de junho o festival. Entre as obras apresentadas estão documentários sobre artistas, poetas, pensadores e músicos brasileiros, além de filmes premiados em festivais nacionais e internacionais. Todas as sessões serão transmitidas pelas   Prefeitura de Maricá e da secretaria de Cultura, presentes no FB e YouTube, às 16, 19 e 21 hs. A curadoria está a cargo dos produtores cinematográficos Cavi Borges e Fabrício Duque. Oevento contará com mais de 20 obras de importantes cineastas nacionais, em 30 sessões em 10 dias de evento.

A live de abertura da mostra acontece hoje, dia nacional do cinema, Às 19hs, e traz um importante debate com a presença confirmada de grande nomes do cinema, entre eles, Flávio TAmbellini, roteirista e produtor; o diretor Jayume Monjardim: o cineasta e historiador Silvio Tendler, o diretor Cavi Borges; além do diretor, poeta e Secretário de Cultura de Maricá, Sady Bianchin.

Programação:

Dia 21 – 2ª feira: 16hs –  Henfil, de Ângela Zoe; 19hsAldir Blanc – Dois pra lá Dois pra cá, de André Sampaio; 21hsDedo na ferida, de Silvio Tendler; dia 22, 3ª feira: 16hs Plinio Marcos, de Julio Calasso; 19hs Ferreira Gullar, de Sílvio Tendler; Cacaso na Corda Bamba ,de PH de Souza; dia 23, 4ª feira: 16hsJango, de Silvio Tendler; 19hs Escola em lutas, de Rodrigo T. Marques; 21hsSetenta, de Emília Silveira; dia 24 – 5ª feira16hsSemente da Música Brasileira, de Patrícia Terra;  19hsPaulo da Portela, de Dermeval Netto; 21hsCauby, de Nelson Hoineff; dia 25, 6ª feira: 16hsA obra de arte, de Marcos Ribeiro; 19hsOscar Niemeyer, de Fabiano Maciel; 21hsSigilo eterno, de Noilton Nunes; dia 26, sábado: 16hs – Geraldinos, de Pedro Asbeg e Renato Martins; 19hsAuto de resistência, de Lula Carvalho e Nathara Neri; 21hs Cidade de Deus 10 anos depois, de Cavi Borge e Luciano Vidigal; Dia 27, domingo: 16hsAngel Vianna, de Cristina Leal; 19hsMarcos Medeiros, codinome vampiro, deVicente Duque Estrada; 21 hs Maysa. Dia 28, 2ª feira: 16hs –  Curtas de Maricá; 19hsCurtas filmados em Maricá; 21hs Curtas Nacionais;

Dia 29, 3ª feira: 16hsGeraldinos, de Pedro Asbeg e Renato Martins; 19hsCopa Vidigal, de Luciano  Vidigal;  21hs Heróis, de Cavi Borges; Dia 30, 4ª feira: 16hsBandeira de Retalhos, de Sérgio Ricardo; 19hs Bob Rum – a história de um Silva, de Marcelo Gularte; 21hsL.A.P.A, de  Cavi Borges e Emílio Domingos.

13ª edição do Festival In-Edit festival internacional de documentários musicais cuja 13ª edição (a segunda totalmente on line) acontece até o dia 27, nos sites in-edit-brasil.com e br.inedit.tv, com mais de 50 filmes. O In-Edit de 2021 ainda conta com debates com Chris Hegedus (viúva e parceira artística de D.A. Pennebacker, mestre de documentário musical) e o diretor canadense Sam Dunn  (de Metal: uma jornada pelo mundo do heavy metal), uma master class de Marcelo Machado (diretor de Tropicália) e shows inéditos de Nasi, Alzira E, DJ Hum, João Ricardo e a banda MAde in Brazil e outros artistas cujos documentários serão exibidos no festival. As atrações são gratuitas exceto os filmes do Panorama Mundial, com ingressos a R$3. Entre os destaques da mostra estão: Poly Styrene: I am a cliché – destaque de uma programação que este ano tem fortye presença feminina. O filme apresenta a história de Poly Styrene, garota que liderou o grupo punk X-Ray Spex na Inglaterra no fim dos anos 1970. Feminista e indomável, ela morreu de câncer em 2011 e tem suas memórias contadas no doc pela filha, Celeste; Jair Rodrigues – deixem que digam:  Jair (1939-2014) semore irreverente e sorrindo foi um dos cantores mais importantes do Brasil, deixando marcas em festivais em parceria com Elis Regina. No filme, de Rubens Rewald, vemos sua vida, seus sucessos e os anos em que foi ignorado, mas seguiu produzindo com os filhos: Secos e Molhados : o mais conhecido grupo do rock brasileiro dos anos 1970 tem sua trajetória revista, no filme de Otávio Juliano, em emocionado depoimento do líder, João Ricardo; Você não sabe quem eu sou: cantor do grupo Ira!, NAsi foi aclamado como um dos nomes mais importantes do rock brasileiro – e também dos mais polêmicos em sua rotina de sexo e drogas. Os diretores Alexandre Petillo, Rodrigo Cardoso e Rogério Corrêa acompanharam o artista por quatro anos, vendo o duro processo que o levou a fazer as pazes com seu parceiro, Edgard Scandurra. Veja ainda: Alzira E – Aquilo que eu nunca perdi sobre a cantora de MPB,Alzira Espíndola criada no Pantanal; Crock of Gold: A few rounds with Shane MacGowan, com o ator Johnny Deep. Entre nos sites e acompanhe o festival.

– Começa na quarta-feira a 16ª Mostra de Cinema de Ouro Preto que prossegue até 28 de junho, um evento on-line e gratuito com apresentação de 117 filmes nacionais e latinos e homenagem ao ator Chico Diaz. Entre os filmes a serem exibidos estão O país de São Saruê, Cinemateca Brasileira, Lamarca, Amarelo Manga, Baile Perfumado, Carlota Joaquina – Princesa do Brasil, Carmen Miranda Banana is my business.

A programação prevê exibições de filmes em pré-estreias e mostras temáticas, homenagem, realização do 16o Encontro Nacional de Arquivos e Acervos Audiovisuais Brasileiros e o Encontro da Educação: XIII Fórum da Rede Kino – Rede Latino-Americana de Educação, Cinema e Audiovisual, oficinas, masterclasses, sessões cine-escola, Mostrinha, Mostra Valores, exposição, performance audiovisual e shows. Acesse o site www.cineop.com.br.

Dia 22/6 –terça-feira: início do Palm Springs International Film Society – O festival terá 49 programas, 295 filmes incluindo 32 filmes mundiais, 13 premières internacionais, 46 premières norte-americanas e 22 premières dos EUA. E ainda 5.500 filmes de curta-metragens de 104 países. A completa programação está no site psfilmfest.org. Começa no dia 22 de junho .O curta Seiva Bruta, com Luiz Carlos Vasconcelos será exibido no festival. O personagem é um caminhoneiro que transporta imigrantes da Venezuela para o Brasil.

Amazon Prime vídeo Me sinto bem com você: dirigido por Matheus Souza – também ator e roteirista – , o filme tem no elenco Manu Gavassi (coprodutora), Victor Lamoglia, Thati Lopes, Gabz, Clarisa Mueller, Thuany Parente, Bel Moreira, Ana Benevides e Richard Abelha. São cinco histórias de relações interpessoais em tempos de pandemia. Elas tratam da melancolia, solidão e reconciliação, entre outros temas.

GloboplayA pequena grande fazenda: documentário que se baseia na tenacidade e nas imagens de um grande cinegrafista, e no seu amor pela natureza. São 91 minutos de puro encanto. Um típico casal da Califórnia deixam a cidade em que vivem e compram uma terra exaurida e puseram mãos a obra. Contratam um guru de culturas orgânicas. O documentários acompanha os primeiros sete anos da fazenda. Os bichos e árvores são maravilhosos. Um dos melhores documentários recentes,

Disney+Os Eleitosbaseado no best-seller icônico de Tom Wolfe, Os Eleitos traz um olhar inspirador sobre os primórdios do Programa Espacial dos EUA e a incrível história dos primeiros astronautas da América, os Sete Originais. No auge da Guerra Fria, em 1959, a União Soviética domina a corrida espacial, e os Estados Unidos temem ser uma nação em declínio. A recém-criada NASA tem a tarefa monumental de enviar um homem ao espaço, e seus engenheiros estimam precisar de décadas para realizar a façanha. Eles têm dois anos. Batizado de Projeto Mercury, o programa recruta e treina apenas sete astronautas dentre vários dos melhores pilotos militares. Poucos dias após serem apresentados ao mundo, os Sete Originais se tornam celebridades instantâneas, considerados heróis antes mesmo de realizar um único ato heroico. Em uma época em que muitos se perguntavam se os dias de glória da América haviam ficado para trás, Os Eleitos é uma história inspiradora sobre como seres humanos comuns podem alcançar o extraordinário. Tanto sobre quem somos hoje quanto sobre conquistas históricas, a série evoca a maravilha dessa era singular, quando o mundo livre olhava para um novo horizonte de esperança enquanto saíamos dos limites do nosso único lar para nos aventurarmos no vasto desconhecido.

Netflix

Feito em casa: série de 17 filmes dirigidos por pesos-pesados do cinema. Projeto pretende retratar o mundo sob quarentena e conta ainda com nomes como Kristen Stewart, Maggie Gyllenhaal e o italiano Paolo Sorrentino.

Infiltrado na Klan: Neste filme de Spike Lee, o primeiro detetive negro da Polícia de Colorado Springs se une a um colega judeu para se infiltrar em um grupo de supremacistas brancos.
Xtrem: Neste eletrizante suspense espanhol, um matador de aluguel aposentado conta com a ajuda da irmã e de um adolescente para executar um plano de vingança.

Apesar de Tudo, Amor: ela não acredita no amor, mas quer um relacionamento. Ele é um conquistador que acha que namorar é muito chato. Será que esses dois vão chegar a um acordo? – Estreia amanhã.

Feel Good: tentando se reconectar com George e consigo mesma depois da recaída, Mae percebe que a única opção para conseguir avançar é encarar o passado. Estrelando Mae Martin e Lisa Kudrow.
Quente Club: streaming recém criado na pandemia, criado por  dez produtoras que não conseguiram progredir no isolamento, incluindo Xplastic e Safada TV. Pelo canal foi lançado o filme Oi, sumido, mostrando um casal que decide se encontrar em meio a protocolos de segurança. Para divulgar o filme foi usada tecnologia de realidade aumentada (versão tridimensional dos atores. Estrelado pela atriz Mia Linz.

Army of dead: invasão a Las Vegas: esqueça aqueles zumbis andando devagar, com os braços esticados para a frente. No novo filme de Zack Snyder (de “Liga da Justiça”), desde sexta-feira na Netflix, eles são musculosos, ágeis e bem organizados. Ambientada numa Las Vegas tomada por mortos-vivos — e cercada por muros —, a produção recheada de sequências de ação conta a história de um homem que precisa cumprir uma missão arriscada: resgatar US$ 200 milhões de um cofre, em 32 horas. O diretor afirma que há uma intenção crítica por trás da trama ambientada em cassinos, e cita “A noite dos mortos-vivos” (1968), clássico de George A. Romero, como referência. Ele usou os shoppings como metáfora para dizer que os consumidores estavam se tornando zumbis. A ideia desses filmes é a mesma: no fim das contas, os humanos são piores do que os zumbis — conta Snyder, que transformará o projeto em série de animação.

PARA VER NO STREAMING

Suppo Mungam PlusTrópico fantasma: selecionado para Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes e disponível desde sexta-feira na plataforma Supo Mungam Plus, o longa escrito e dirigido pelo belga Bas Devos segue os passos de Khadija, uma senhora imigrante na Europa que adormece no trem após um longo dia de trabalho. Ao chegar à estação final, ela decide encarar a única opção para voltar para casa: percorrer dezenas de quilômetros a pé. No caminho, esbarra com personagens que mudam sua visão de mundo.

Reserva Imovision Holiday: o primeiro longa da diretora sueca Isabella Eklöf — uma das roteiristas do intrigante e elogiadíssimo “Border” (2018) — acompanha as férias de uma jovem dinamarquesa (Victoria Carmen Sonne) numa região paradisíaca na Turquia. Ao flertar com um turista holandês, ela desperta a fúria de seu namorado, que é rei do tráfico local, inserindo-a numa odisseia marcada por violência, abuso e humilhação. Chegou ao serviço de streaming Reserva Imovision

Now – Judas e o Messias Negro: enfim, chegou esta semana ao streaming o longa que deu o Oscar de ator coadjuvante a Daniel Kaluuya e foi indicado em outras cinco categorias, incluindo a de melhor filme. Baseada em fatos, a produção reconstitui parte da história de Fred Hampton, líder e ativista dos Panteras Negras. Em 1969, ele foi assassinado após atrair a atenção do FBI. Disponível na Watch Brasil.

 Now, no Google Play, na Apple TV, no iTunes e no YouTubeRaia 4:premiado no Festival de Gramado (Júri da Crítica e Fotografia), o longa que marca a estreia do diretor gaúcho Emiliano Cunha chegou quinta a plataformas on demand. A história acompanha as descobertas de uma adolescente tímida que se vê às voltas com um interesse súbito por uma colega da equipe de natação.

Prime Me sinto bem com você: diretor e roteirista que despontou com “Apenas o fim” (2008), Matheus Souza volta a se debruçar sobre dramas e sutilezas de relacionamentos — como também fez em “Eu não faço a menor ideia do que eu tô fazendo com a minha vida” (2012), com Clarice Falcão. Rodado em pouco mais de um mês, o filme, disponível desde sexta no Prime e estrelado pela cantora, atriz e ex-BBB Manu Gavassi, acompanha cinco histórias de amor em tempos de isolamento social.

Telecine PlayMacabro: o longa de terror de Marcos Prado chega hoje ao Telecine Play. A trama se inspira num caso real para repassar um crime que envolveu lendas e histórias sobrenaturais e chocou brasileiros nos anos 1990: em Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio, Ibraihim e Henrique de Oliveira, conhecidos posteriormente como “Irmãos Necrófilos”, foram acusados de assassinar brutalmente oito mulheres, um homem e uma criança. O ator Renato Góes estrela a produção.

 www.pontenordica.com.br  Departamento Q: até o fim de maio, o Festival Ponte Nórdica disponibiliza gratuitamente filmes produzidos na Dinamarca, Noruega, Finlândia e Suécia por meio do site www.pontenordica.com.br. Estão no catálogo três dos quatro filmes da franquia de sucesso “Departamento Q”, que esmiúça a resolução de crimes dramáticos. Um dos títulos, “Em busca de vingança” (2018) é o longa dinamarquês de maior bilheteria no país, e produzido pela empresa do cineasta Lars Von Trier.

Google Play, Apple Tv, Now, Vivo Play e Sky PlayStardust: a cinebiografia não autorizada de David Bowie chega ao serviço on demand na próxima quarta-feira, por meio de Google Play, Apple TV, Now, Vivo Play e Sky Play. O longa, que põe Johnny Flynn na pele do Camaleão do Rock, reconstitui a primeira viagem do cantor aos Estados Unidos, em 1971. Na ocasião, ele promoveu o disco “The man who sold the world” e começou a elaborar para si o alter ego celestial Ziggy Stardust, que adotaria nos anos seguintes. Detalhe que faz diferença: como o filme não tem o aval da família, não há músicas do Camaleão do Rock na trilha sonora.

HBO Oslo:a nova produção da HBO, que estreia amanhã, recompõe as negociações mediadas pela Noruega durante o acordo de paz entre o governo israelense e organizações palestinas, nos anos 1990. Ruth Wilson e Andrew Scott são as estrelas do elenco.


SÉRIES

Amazon5 x comédia: é uma adaptação da franquia teatral de mesmo nome que, há mais de duas décadas, faz sucesso nos palcos do Brasil. Criado por Sylvia Gardenberg em 1995, o formato agora é repensado como uma série de TV original, tomando como ponto de partida a quarentena provocada pela pandemia de Covid-19. Cada episódio aborda o isolamento social a partir de uma perspectiva individual, com histórias, diretores, roteiristas e atores diferentes. São 10 episódios com Katiuscia Canoro, Gregório Duvivier, Samantha Schmütz, Paula Burlamaqui, Victor Lamoglia, Roberta Rodrigues, Marta Nowill, Rafael Portugal, Yuri Marçal, Tathi Lopes.

HBO GO I May Destroy You:  explora a questão do consentimento sexual na vida contemporânea e como, no atual cenário de encontros e relacionamentos, é feita a distinção entre liberdade e exploração. Franca e provocadora, a série tem criação, roteiro, produção executiva e papel principal da ganhadora do Prêmio BAFTA, Michaela Coel.

Netflix

Startup: a série estreou este mês. A trama é complexa e se fragmenta em vários núcleos, sendo importante prestar atenção ao primeiro episódio porque é a apresentação dos personagens e explica a conexão entre eles. No centro da aventura está o GenCoin, uma moeda digital inventada por Izzy Morales (Otmara Marrero), uma jovem muito talentosa,  mas que tenta emplacar sua ideia sem sucesso. Desanimada, volta a morar com os pais. Até que conhece Nick Talman (Adam Brody). Ele é o protagonista , trabalha num banco e integra um grupo de executivos que busca novidades para investir. O banco rejeita o GenCoin, mas Nick decide abraçar o projeto por conta própria, usando um dinheiro de seu pai que é um bandido e está sendo  chantageado pelo policial corrupto Phil RAsk (Martin Freeman). É uma teia complicada que só fica clara mais para o terço final do capítulo. A ação se desenrola na Flórida e há diversas sequências externas.

Special: a série vem fazendo sucesso. Ryan Hayes (Ryan O’Connell) sofre de paralisia cerebral. Manca de uma perna e tem dificuldades com os movimentos finos das mãos. Ele é gay e saiu do armário no fim da adolescência. Após a universidade, voltou para a casa da mãe, a enfermeira Karen, que o criou sozinha e é ainda jovem e bonita. A série está na segunda temporada com oito episódios. A deficiência de Ryan é leve e não incapacitante. São episódios de 30 minutos. Uma das melhores séries em cartaz e com muito sexo.

Elite: quarta temporada da série espanhola de sucesso que acompanha o dia a dia dos jovens alunos do colégio Las Encinas, frequentado pelos herdeiros da alta sociedade. Ciom o desfecho de muitas tramas da temporada anterior, os epis[ódios inéditos contam com a chegada de novos personagens.

O que você faria por amor?quando o brilhante gerente de uma livraria conhece uma aspirante a escritora, ele não tem a menor dúvida: faria qualquer coisa. Não hesita em recorrer à internet e às redes sociais em busca dos detalhes mais íntimos para se aproximar dela. A atração se transforma em obsessão. Para conquistar a mulher de seus sonhos, ele está disposto a remover todos os obstáculos – e pessoas – de seu caminho. Série baseada no best-seller de Caroline Kepnes.

Nobel: o drama norueguês de 2016 original da Netflix conta a história de um oficial que volta para casa e está tentando se readaptar à sua vida na Noruega quando uma série de incidentes no Afeganistão desencadeia eventos pessoais e políticos com os quais ele terá que lidar.

Rita: esse misto de comédia e drama dinamarquês conta a história de Rita, uma mulher rebelde e demasiadamente sincera. Uma ótima professora em sala de aula e uma mãe solteira dedicada, Rita parece não lidar tão bem com suas questões pessoais. A série tem quatro temporadas e recebeu ótimas críticas ao redor do mundo.

Amor, Casamento e Divórcio: Temporada 2. Na nova temporada, mais segredos, reviravoltas e surpresas ameaçam os casamentos de três mulheres que trabalham em um programa de rádio.

Apple TV+

Liseys Story: a minisérie sobrenatural, baseada em um livro de Stephen King, lançado em 2006, estreou no início do mês. Com direção de Pablo Larrain, tem Julianne Moore como Lisey Landon, a viúva de Scott Landon, um famoso romancista (vivido por Clive Owen) cujos traumas de infância o levam a criar uma conexão com um mundo tridimensional chamado Boo’ya Moon., um lugar de beleza plácida, mas tambpem ameaçador, onde figuras encapuzadas sentam-se silenciosamente dentro de um enorme anfiateatro  agiardando resoluções para traumas terrestres. King também escreveu a série inteira para TV. Como em muito de suas histórias, o eixo de Liseys story é uma doença mental. O difuso território entre realidade e paranoia é retrato sensivelmente por Joan Allen, no papel de Amanda, a irmã de Lisey, que é tratada em uma clínica psiquiátrica por catatonia e automutilação, aflições que escondem segredos sobrenaturais.

Physical: em San Diego dos anos 1980, esta comédia de humor ácido acompanha o cotidiano de Sheila Rubin (Rose Byrne), uma zelosa dona de casa que incentiva a campanha política do marido, mas luta com seus demônios por meio da ginástica aeróbica.

Starz Play

Blindspotting: estreou na plataforma esta semana. Marca o retorno de Helen Hunt a uma série de TV nesta comédia dramática inspirada em filme homônimo de 2018. Hunt interpreta Rainey, mãe de Miles (Rafael Casal). Com a prisão repentina do filho, acalma sua orte personalidade e abriga a nora Ashley (Jasmine Cephas Jones). Em meio a uma crise existencial caótica e bem-humorada, o convívio entre as duas provoca risadas. Os coadjuvantes também são bons: Janelle (Candace Nicholas-Lippman), melhor amiga de Ashley que passou anos em Bali, e o pequeno Sean (Atticus Woodward), filho de Ashley e Miles.

Pennyworth : esta história original da DC Comics segue o lendário mordomo de Bruce Wayne, Alfred Pennyworth, um ex-soldado do Serviço Aéreo Especial britânico que abre uma empresa de segurança e vai trabalhar com o jovem bilionário Thomas Wayne, que ainda não é o pai bilionário de Bruce, na Londres da década de 1960.

Amazon Prime Video

 Pequenos Incêndios Por Toda Parte : a série segue os destinos entrelaçados da aparentemente perfeita família Richardson, e a enigmática mãe e filha que afetam suas vidas. A história explora o peso dos segredos, a natureza da arte e a identidade, a atração feroz da maternidade – e o perigo de acreditar que seguir as regras pode evitar .

Transparent: Mort tem três filhos, já adultos: Ali, Sarah e Josh. Quando ele os reúne para falar do futuro, os três ficam chocados ao descobrir que o assunto não é herança financeira, mas a notícia de que o pai deseja se assumir como transgênero. Todos os relacionamentos, com o mundo, com eles mesmos e um com o outro, irão se modificar à medida que os segredos e as dificuldades vão se desvendando.

Elvis Presley: The Searcher : Temporada 1. Esta série documental traz imagens de arquivo e entrevistas para lançar nova luz sobre as paixões, a vida e a dor da lenda Elvis Presley.

A princesa e o padeiro: ótima série israelense de espionagem e guerra. A americana ABC fez sua versão e The baker and the beauty e agora os dez primeiros episódios estão na Amazon daqui. É boa diversão. A ação se desenrola em Tel Aviv, mas parece em bairros da Califórnia. O elenco frequenta as melhores festas A mocinha Noa Hollander (Rotem Sela) é modelo internacional e herdeira da maior fortuna de Israel. Ele, filho de um padeiro, é Amos Dahari (Aviv ALush), de família iemenita e caipira. Eles se cruzam em um restaurante elegante, onde ele está levado pela noiva. Os abismos culturais entre os dois geram situações de humor.

Disney+Segredos de Sulphur Springs: estreia hoje esta série. Griffin se muda com a família para o antigo hotel Tremont, que os moradores da cidade acreditam ser assombrado pelo fantasma de uma menina desaparecida há 30 anos. Com a ajuda de uma nova amiga, Harper, o garoto tenta descobrir o que aconteceu, e eles acabam encontrando um portal de viagem no tempo.

Globoplay

Meu amigo Bussunda: a série estreou ontem no canal quando fez 15 anos da morte do mais carismático integrante da turma Casseta&Planeta. Recheada de histórias hilárias de Bussunda, mas a passagem mais forte é a morte do humorista. Com direção do parceiro de grupo Cláudio Manoel, o programa reconstrói o dia da súbita partida do humorista Cláudio Besserman  Vianna durante a cobertura da Copa do Mundo da Alemanha, em 2006. Em depoimentos emocionantes, amigos e equipe de trabalho relembram as ggravações do programa as ruas de Munique e a pelada no campo de futebol do hotel, que Bussunda encarou após traçar um joelhio de porco regadpo a tulipas de cerveja. Também relatam o momento em que ele sofreu uma parada cardíaca. São quatro episódios, sendo que os três primeiros são uma celebração da existência de Bussunda com entrevistas de parentes, amigos, colegas e integrantes do Casseta narrando a trajetória do humorista. Falam do surguimento de seu apelido. O quarto e último episódio tem direção da filha de Bussunda, Júlia Besserman

Rubi: a série estreou esta semana e é um remake da novela mexicana homônima de 2004, exibida pelo SBT. A novidade é a narrativa de duas épocas diferentes. A trama começa com a jovem jornalista Carla chegando na mansão  de uma Rubi madura e amarga, que relata o tanto que aprontou há 20 anos.

As five: Keyla, Ellen, Lica, Tina e Benê  estão na fase de transição para a vida adulta e às voltas com conflitos de naturezas distintas. É a primeira temporada de As Five. Na série, Lica (Manoela Aliperti), Tina (Ana Hikari), Keyla (Gabriela Medvedovski), Benê (Daphne Bozaski) e Ellen (Heslaine Vieira e se reencontram após seis anos sem se ver e três anos desde a última conversa em grupo no aplicativo de mensagens.As meninas agora são mulheres e os desafios são mais complicados. No auge dos seus 25 anos, todas estão às voltas com conflitos pessoais, amorosos e profissionais. A transição para a vida adulta acontece em meio a muitas incertezas. As Five retrata a chamada Geração Z no universo do Brasil atual, com todas as suas dificuldades e características.

Instagram – vídeo da Pifaiz  do performe do mineiro de 25 anos Esse Menino (ele prefere omitir o nome) em que ele interpreta o imunizante mandando e-mails para o presidente Jair Bolsonaro. O vídeo compartilhado há 7 dias já teve 14 milhões de visualizações.

Adnet na CPI: Marcelo Adnet narra a CPI da Covid como se fosse uma partida de futebol, com lances emocionantes.


LIVROS

Escravidão – Da corrida do ouro em Minas Gerais até a chegada da corte de dom João ao Brasil (Globo Livros, R$59,90): Laurentino Gomes. A descrição de um objeto familiar e também sinistro abre o segundo volume do livro que será lançado na terça-feira. Trata-se de uma balança de pesar escravos, usada no século XVIII para definir o valor de seres humanos da mesma forma como se avaliavam porcos, galinhas e queijos. O objeto está hoje no Museu de Artes e Ofícios de BH, símbolo da violência daquele período. Após cobrir 250 anos de história no primeiro volume, que se iniciava no primeiro leilão de escravos (1444) e terminava com a morte de Zumbi dos Palmares (1695), o novo livro da trilogia investiga um país transformado pela mineração e pela corrida do ouro no século XVIII, quando o compercio de seres humanos chegou ao seu auge, ou seja, 85% das viagens de navios negreiros aconteceram no período. Somente o Brasil  recebeu dois milhões de escravizados. O autor participa de uma live do Globo, às 10hs, na terça-feira, com transmissão pelo canal do jornal do FB e do YouTube e no site do jornal.

O silêncio (Companhia das Letras, R$49,90)Don DeLillo, o autor de 84 anos, é autor de romances filosóficos e hipertecnológicos que se firmou como um dos mais originais prosadores americanos do último meio século, falando de Nova York. O tema do livro – e recorrente nos livros do autor – é como a tecnologia resulta em desumanização. A trama se passa em 2022, quando ainda está fresca na memória das pessoas a pandemia. Num domingo de Super Bowl, a final do campeonato de futebol americano, de repente, todas as telas se apagam, a internet e as linhas telefônicas param de funcionar e a eletricidade falha. O apagão deixa cinco pessoas presas num apartamento. Incapazes de conversar, eles lamentam não serem ouvidos e se entregam a monólogos esquisitos.

Eu chamo de amor (Melhoramentos, R$ 30) – Fernanda de Castro Lima, Fernanda Young, Giulia Paim, Laura Conrado, Marina Carvalho e Vinicius Grossos. Diversos autores escrevem sobre os diferentes significados e dilemas do amor. A obra traz ainda um conto inédito de Fernanda Young, que morreu em 2019.

Solteira sim sozinha também (Bendita, R$26) – Babu Carreira. Integrante do grupo Não Sou Obrigadx,composto exclusivamente por humoristas da comunidade LGBTQIA, Babi lança agora seu primeiro livro, que surgiu depois de um término de namoro e consequente solidão. Reúne dicas sobre como planejar uma viagem sozinha e como sobreviver a um domingo.

Pequena cerimônia do adeus (Companhia das Letras) – Aline Bei. Júlia é filha de pais separados: sua mãe não suporta a ideia de ter sido abandonada pelo marido, enquanto seu pai não suporta a ideia de ter sido casado. Sufocada por uma atmosfera de brigas constantes e falta de afeto, a jovem escritora tenta reconhecer sua individualidade e dar sentido a sua história, tentando se desvencilhar dos traumas familiares. O romance mostra como nossas relações moldam quem somos.

Para o bem ou  para o mal  Gryphus):  Luiz Fernando Brandão. Jornalista com vasta experiência no mundo corporativo, tradutor de obras de nomes como Edgar Allan Poe, instrutor de ioga em Mumbai, e autor de um livro autobiográfico que narra sua viagem num navio cargueiro da Índia, onde morou por seis meses na juventude, à Alemanha. Este livro é sua primeira obra de ficção e conta a história de três personagens: uma alto executivo financeiro de Nova York, com fortuna de procedência duvidosa, uma jornalista ambiciosa e um mestre espiritual versado na arte de enganar os outros vendendo a almejada “salvação”. Eles não se conhecem, mas se cruzam na Índia, aonde vão em busca de nova vida. À venda na Amazon e livrarias como a Travessa.


RÁDIO

Rádio Acordar o Tempo: a solidão causada pela pandemia em meio a uma homenagem aos tempos áureos do rádio brasileiro é a mistura que impulsiona a trama desta rádio. É uma websérie que estreou gratuitamente no canal do Sesc Rio do YouTube e segue disponível até 12 de setembro. Os cinco episódios que acompanham Ernúbia (a atriz e cantora Luísa Vianna) que, ao se ver sozinha em seu apartamento durante a pandemia, transforma sua sala em uma emissora de rádio para que possa se comunicar com o mundo exterior. Nos moldes da Era de Ouro do rádio, a personagem interpreta canções eternizadas nas vozes de artistas como Maysa e Dalva de Oliveira. A direção, o roteiro e a idealização da Rádio Acordar o Tempo é de Maria Isabel Iorio e Caio Riscado.


MÚSICA

Gilberto Gilo cantor e compositor,  que acabou de fazer sua segunda live na pandemia no domingo, lançou em álbum nas plataformas digitais a live de 2020, São João em Araras – Ao vivo, onde se apresentou em seu sítio e com a família. No álbum, ele canta Esperando na janela, Fé na festa, Toda menina baiana que se misturam a clássicos das festas juninas, como Asa Branca, Respeita Januário e o Xote das meninas.

Tia Suricaaos 80 anos, a pastora da Velha Guarda da Portela reúne 12 músicas de Manacéa,  autor de “Quantas lágrimas”, no disco “Conforme eu sou”, produzido por Paulão Sete Cordas. Iranette Ferreira Barcellos, tia Surica, nasceu em 1940 e é famosa na área do samba e iguarias gastronômicas. O novo álbum exalta a Portela através da nobreza lírica das composições de Manacéa José de Andrade (1921-1995), em comemoração aos 100 anos do compositor.

Marisa Monte – música Calma com Chico Brown, nas plataformas digitais.

Zé Renato – lançamento hoje do single Banquete dos signos , uma gravação inédita do cantor Zé Renato com a guitarra de Paulo Rafael. Pelo selo Diversão e Arte.

Peace or Love o álbum da dupla norueguesa Kings of Convenience chegou hoje ao streaming, após um hiato de 12 anos. Aos 45 anos de idade, 20 depois de seu CD de estreia o irônico manifesto Quiet is the new loud  ( O silêncio é o novo barulho), Erlend Oye e Eirik Glambek Boe mostram a maturidade adquirida. Destaque para a bem-humorada canção Fever, de paixão platônica.


SHOWS/LIVES

Hoje

19hs Tulipa Ruiz &Pipoco das Galáxias: o grupo se apresenta ao vivo no projeto Música#Em casa com Sesc. A transmissão será realizada por meio do YouTube e Instagram.

bado

19 horas – a Série Música de Câmara apresenta o duo formado por Ricardo Amado (violino) e Flavio Augusto (piano), apresentando no programa compositores brasileiros como Villani-CôrtesVilla-Lobos e Claudio Santoro na Sala Cecília Meireles. Youtube + TV Alerj (Canal 12 NET e 10.2 UHF). Presencial e on line. Série Música de Câmara. Ingressos: R$ 40,00 e R$ 20,00 na bilheteria da Sala. Link para compra pela internet: https://bileto.sympla.com.br/event/67788/d/99240.

Programa Edmundo Villani-Côrtes (1930): Luz- Águas Claras- Sonata Encantada – Moderato/ Andantino /Vivace; Heitor Villa-Lobos (1887 – 1959) –  Improviso nº 7; Claudio Santoro (1919 – 1989) –  Cinco Canções de Amor – Ouve o silêncio – Acalanto da rosa – Em algum lugar – Amor em lágrimas – Luar do meu bem; Sonata nº 4 – Allegro/ Lento/ Allegro. Ricardo Amado – Spalla da Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal do Rio de Janeiro onde teve de trabalhar com regentes como Mstislav Rostropovich. Desde 2013 é também Spalla da Orquestra Petrobrás Sinfônica. Conquistou o primeiro prêmio no Concurso “W. A. Mozart”, da Orquestra de Câmara da USP; Flávio Augusto  é detentor de 28 primeiros prêmios em Concursos Nacionais e Internacionais de Piano e conquistou o 1o lugar do Concurso Internacional de Piano “Villa-Lobos”. É considerado um dos mais importantes pianistas de câmara do país e um dos integrantes do premiado Trio Aquarius. Sua discografia atual compreende 16 CDs e 2 DVDs.

19hs Rashid: o músico se apresenta ao vivo no projeto sica#EmCasa comSesc. YouTube e Instagram.

20h Wesley Safadão: a apresentação em comemoração ao São João terá a participação especial da ex-BBB Juliette, Alceu Valença, Israel&Rodolfo, Taty Girl e Tirullipa. youtube.com/wesleysafadao. Gratuito.

20h30Orquestra Ouro Preto: Sinfonia em homenagem a Duke Ellinton, ao lado do pianista Chrstian Budu. Com sucessos que marcaram a história da música. No YouTube.

21h30/ 22h30 – live com Elba Ramalho, diretamente de Caruaru (PE). A live começa primeiro nas plataformas digitais do Jornal do Commercio e, às 22h30, terá transmissão pela TV Jornal Notícias local. As músicas serão de comemoração de São João. www.facebook.com/tvjornalsbt

Domingo

Quarta-feira

19hs Solange Almeida junto com Gil do Vigor na live Uma saudade chamada São João. No YouTube da marca O Boticário.

20hAlcymar Monteiro. Participações: Nádia Maia e Luizinho de Serra.
youtube.com/reidoforro

21h30Elba Ramalho: em São João ao vivo, diretamente de Campina Grande, show virttual com a participação da ex-BBB Juliette.  No YouTube. www.facebook.com/tvjornalsbt.

Quinta-Feira

21hs Ed Sheeram. O músico se apresenta ao vivo na plataforma Tik Tok. Músicas: Perfect, Photograph, Shape of  you e outras.


TEATRO

Hoje

Transe: estreou ontem no YouTube. Concebida originalmente como uma peça de teatro, Transe acabou, devido aos empecilhos da pandemia, virando um experimento que mistura linguagens. O projeto apresenta duas personalidades (vividas por Pedro Henrique Lopes e Oscar Fabião) de um garoto de programa em meio a discussões que permeiam valores morais, saúde mental e sexualidade. Baseada em relatos reais, a obra enfoca a conflituosa relação entre duas partes de um só corpo.O diretor é Diego Morais. Disponibilizada gratuitamente, mas é preciso resgatar o ingresso na plataforma Sympla (www.sympla.com.br) .

21 hs  Pele: a performance solo de Daniela Carmona segue os passos de uma mulher que perdeu a própria pele e trafega pelo mundo num estado de hipersensibilidade, sem saber onde termina sua existência física. A apresentação ao vivo acontece hoje, e fica disponível no YouTube (danielacarmonaarte) até 2 de julho.

19 hs – Partida: de sexta a domingo, é a estreia da semana. O tema é sobre duas atrizes, interpretadas por Inez Vianna e Denise Stutz que, na plateia, tentam criar uma peça teatral sobre uma mulher de 74 anos que, ao assistir ao espetáculo, Partido, adaptação de peça de Italo Calvino, escreve uma carta ao amante 30 anos mais jovem, rompendo a relação. Mas a carta nunca foi entregue. No canal do Sesc Rio do YouTube, gratuito. Até 27 de junho.

Angustia-me: texto: Julia Spadaccini e Marcia Brasil; direção: Alexandre Mello. Com Fábio Ventura, Leandro Baumgratz, Maria Adélia, Noemia Oliveira, Raquel Rocha e Rogério Garcia.A comédia dramática mergulha nas angústias de seis pessoas em situações inusitadas. O espetáculo segue disponível gratuitamente no Youtube com ingressos retirados pelo SymplaAté 30 de junho.

Ela e eu – Vesperal com chuva: com Suely Franco. É o primeiro monólogo da atriz, inspirado em um conto de Lúcia Benedetti e se concentra nas memórias de uma senhora sobre fatos corriqueiros da infância, amores do passado, decepções e sonhos que ficaram para trás. A montagem pode ser vista em qualquer horário até julho, A partir de R$ 20, por meio da plataforma Funarj Em Casa. 45 minutos. Até 22 de julho.

17hs – Fragmento de um sorriso: texto: livremente inspirado em entrevistas de Elisa Lucinda. Direção: João Artigos. Com Vilma Melo. O monólogo reflete sobre a expressão “quase da família”, utilizada muitas vezes para para se referir às mulheres que prestam serviço doméstico há muitos anos numa casa. R$ 10, no site do Teatro Petra Gold. 60 minutos. Até 30 de outubro.

20 hs –  O pior de mim: Texto e atuação: Maitê Proença. Direção: Rodrigo Portella. Em cena, a atriz traz à tona momentos e características pessoais que ela sempre manteve discretos. O espetáculo é transmitido do Teatro Petra Gold. Em entrevista sobre a peça, Maitê Proença diz: “Todos somos inseguros, mesmo os que têm verniz brilhoso, como eu”. R$ 20, no site do Teatro Petra Gold. 50 minutos. 14 anos. Até 30 de outubro. On line.

20 hs –  Minha amiga John Lennon: na 21ª Conferência de Depoimentos Inúteis, uma palestrante conta um fato inusitado, que transformou sua vida durante o período de isolamento social. Sex e sábR$ 25, por meio do Sympla. 30 minutos. Até 31 de outubro. On line

20 hs – A protagonista:  texto: Carol Barbosa, Juliana Soure e Tatiane Santoro. Direção: Juliana Soure. Com Aliny Ulbricht, Carol Barbosa, Rosa Nogueira e outras. A peça acompanha o dia a dia de quatro funcionárias de uma empresa que atua de maneira remota. Sex a dom.Para ter acesso, é preciso se inscrever no Instagram (@coletivoparalelas) ou por e-mail (contato.coletivoparalelas@gmail.com). 60 minutos. 14 anos. Até 11 de outubro.

bado

21hs Macacos:dramaturgia. Direção e atuação com Clayton Nascimento. Gratuito e transmitido on line. Duração: 60 minutos. A narrativa do espetáculo se desenvolve a partir do relato de um homem negro em busca de respostas para o racismo presente em seu cotidiano. Trata-se de um fluxo de pensamentos, desabafos e elucidações que remetem à história do Brasil e de personalidades negras, como Elza Soares, Machado de Assis e Bessie Smith, além de estatísticas sobre o encarceramento e execução de jovens negros no país. Os ingressos são gratuitos e limitados, com inscrições pela plataforma @vivo.cultura no Instagram.


Lazer

Passaporte da imunidade

O “passaporte da imunidade”, ainda está longe de ser uma realidade global. No Brasil, com pouco mais de 25% da população tendo recebido ao menos uma dose da vacina contra a Covid-19, o país ainda debate a criação ou não desse passaporte. O projeto de lei aprovado no Senado  cria o chamado Certificado de Imunização e Segurança Sanitária (CSS), que permitiria o acesso de pessoas imunizadas contra o novo coronavírus a eventos culturais e esportivos, reservas naturais e cruzeiros, entre outros locais que tenham empregado restrições. Ainda precisa de aprovação na Câmara e na Presidência.Ainda não se sabe como brasileiros já vacinados com imunizantes aprovados pela OMS poderão comprovar essa informação para viajar ao exterior. Até agora, a única é o aplicativo Conecte SUS Cidadão, do Ministério da Saúde.

O Certificado de Imunização e Segurança Sanitária (CSS), debatido no Congresso Nacional, é inspirado no Certificado Verde Digital, da União Europeia, bilíngue, que será implementado em 1º de julho. Os cidadãos imunizados se deslocarão sem necessidade de novos testes ou quarentenas pelos 27 países do bloco. Já está em vigor na Grécia, Alemanha, Bulgária, Croácia, Dinamarca, Espanha, França, Lituânia, Polônia e República Tcheca. O certificado informará que vacinas o portador tomou, se ele tem resultados recentes de testes PCR ou se ele se recuperou recentemente da Covid-19. Os dados poderão ser lidos num código QR, que pode ser apresentado impresso ou na tela de um smartphone. As vacinas permitidas pelo certificado são as aprovadas pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA): AstraZeneca, Pfizer/BioNTech, Moderna e Janssen. O Reino Unido foi excluído por conta da  incidência generalizada da variante Delta do novo coronavírus. A União Europeia indicou ainda que visitantes de outros países poderão entrar desde que provem que estão vacinados. A Espanha já recebe turistas menos do Brasil e África do Sul.

EUA ainda debate como e se irá implementar um certificado de imunização. O governo federal já deu a entender que não pretende criar um documento nacional, passando a responsabilidade para os estados. Nova York, que já foi o epicentro mundial da pandemia e hoje é um dos exemplos de sucesso na vacinação e de  retomada de atividades como comércio, gastronomia, cultura, turismo e lazer, criou seu próprio “passaporte da imunidade” em março. Chamado de Excelsior Pass, o certificado verifica se a pessoa tem testes negativos para Covid-19 e se já foi totalmente vacinada. O aplicativo, que já teve mais de um milhão de downloads, gera um código QR, que permite acesso a eventos culturais e esportivos, por exemplo, de cinemas a jogos de beisebol.No Texas e da Flórida emitiram ordens executivas proibindo que agências governamentais, empresas privadas e instituições que recebam verbas do estado de exigir qualquer comprovante de vacinação contra a Covid-19. Para eles, essas barreiras ferem as liberdades individuais.

Israel foi o primeiro país do mundo a adotar um passe para vacinados, e que inspirou, inclusive, o modelo adotado agora na Europa. Iniciativa parecida foi adotada na Austrália e deve ser implementada no Japão, por conta dos Jogos Olímpicos. Na Argentina, cidadãos podem incluir os comprovantes de vacinação no aplicativo Mi Argentina, usado para reunir diversos documentos nacionais. A plataforma pode ser uma base para um futuro certificado nacional de vacinação, em estudo no país. O governo de Alberto Fernández também cogita reabrir suas fronteiras para viajantes estrangeiros que apresentarem comprovantes de vacinação contra a Covid-19.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012