28 de novembro de 2022


Imprensa brasileira perde o cartunista Adail


Por Cláudia Souza e Igor Waltz

05/02/2014


 

Adail José de Paula / Foto: Nei Lima

Adail José de Paula / Foto: Nei Lima

O jornalista e cartunista Adail José de Paula, Conselheiro da ABI, morreu aos 83 anos, na madrugada desta quarta-feira, dia 5, em sua residência em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, Rio de Janeiro. A família  informa que o enterro será realizado nesta quinta-feira, dia 6, às 15h, no Cemitério do Irajá, Zona Norte do Rio.

adail nássara

Adail José de Paula nasceu em 1930 em Registro, interior de São Paulo, e foi criado em Jaçanã. Publicou os primeiros desenhos em 1948, nos semanários humorísticos “O Governador” e “A Marmita”.

adailexpo2

Em 1955, mudou-se para o Rio de Janeiro; dois anos depois estava no “Diário de Notícias”, onde permaneceu por 20 anos. Trabalhou também para o “Jornal dos Sports”, revista “O Cruzeiro”, “Correio da Manhã”, “Pasquim”, “O Dia”, entre outros veículos. Aposentou-se pelo jornal “Última Hora”, mas colaborava regularmente para o “Jornal Espírita”. Tinha forte atuação no Conselho da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), onde costumava fazer caricaturas ao vivo nos eventos culturais da Casa, e era também compositor.

adailexpo3

Em abril de 2008, seus trabalhos integraram a exposição “Traços Impertinentes”, comemorativa ao centenário da ABI, que homenageou cerca de 50 desenhistas entre os quais Henfil, Aroeira, Jaguar, Lan e Nani.

adailexpo1

Em janeiro de 2012, Adail foi tema de uma entrevista que celebrou o seu talento artístico e a fecunda trajetória na imprensa.

Luciano Magno, organizador da I Bienal Internacional da Caricatura, onde foram expostos trabalhos de Adail, lamentou a perda do amigo e incentivador.

—Entre 6 de dezembro e 25 de janeiro, esteve em cartaz na ABI a exposição “Adail – Uma grande homenagem – Quadrinhos no Brasil: O Suplemento Juvenil e outras histórias”, com curadoria de Athos Cardoso. Adail se emocionou com o desenho no qual Henfil homenageou-o. A dedicatória dizia: “Adail, irmão de Henfil”. Adail foi um dos maiores nomes da caricatura no Brasil. Simples e humilde, ele procurava incentivar todas as pessoas sobretudo os artistas mais jovens. Podemos dizer que sua missão foi cumprida.

 

 

 

 

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012