17 de agosto de 2022


RSF condena execução de jornalista no México


16/01/2018


O jornalista Carlos Dominguez

A organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) condenou o assassinato do jornalista mexicano Carlos Domínguez, morto no último sábado na cidade de Nuevo Laredo por um grupo de homens armados e encapuzados quando passeava em um automóvel com familiares.

“É alarmante ver que, para os jornalistas do México, o ano de 2018 está começando tão mal como terminou 2017”, lamentou em comunicado Emmanuel Colombié, diretor da delegação da RSF na América Latina. “O México não deve continuar a ser o segundo país mais mortal do mundo [atrás apenas da Síria] para [profissionais d]a mídia em 2018. Este último assassinato deve ser objeto de uma investigação imediata e independente”, acrescentou.

De acordo com a ONG, Domínguez, de 77 anos e com quatro décadas de experiência, destacava-se por tanto pela denúncia de atos de violência orquestrados pelo crime organizado local quanto por ser bastante crítico das autoridades do estado de Tamaulipas, onde o jornalista foi executado.


Leia mais:

 

Mais um comunicador é executado no México

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012