Rádio Tupi usa crise e demite 58 profissionais da redação


08/08/2016


franciscoBarbosaA Rádio Tupi dispensou 58 profissionais no último dia 28 de julho. Francisco Barbosa, que chegou a apresentar um programa com seu nome no horário nobre da emissora, foi para a Rádio Sul Fluminense (96,5 FM e 1.390 AM), para a região de Volta Redonda, Barra Mansa e vizinhança. Outros profissionais de ponta, incluindo repórteres, redatores, produtores, apresentadores e profissionais da parte técnica, também foram dispensados.

Francisco Barbosa trabalhou nas rádios Cidade, Nacional, Del Rey Rádio Globo FM. Mais tarde, passou a comandar o programa que levava o seu nome na Rádio Globo AM, consagrando-se como comunicador de renome nacional. Após vários anos na Rádio Globo, Barbosa foi para outra gigante do rádio carioca: a Super Rádio Tupi, em 2006. Em 2009 e 2010 recebeu o Prêmio Escola de Rádio como melhor comunicador do rádio carioca.

Em abril deste ano, após uma aposta ousada da Rádio Nova Sul Fluminense, ele passou a fazer parte dos quadros da emissora, comandando seu consagrado programa de segunda à sexta-feira, das 9 horas ao meio-dia. Na Tupi, passou a comandar um programa aos domingos.

Coelho Lima, com 29 anos de casa e que comandava A patrulha da cidade, líder de audiência na faixa vespertina, foi dispensado. O programa passou a ser apresentado por Mário Belisário.

A publicação acrescenta que o locutor Jota Santiago; o comentarista Eugênio Leal; o comunicador Jimy Raw, os locutores noticiaristas Renato Affonso e Divaldo Silva também estão na lista dos demitidos. E mais: O repórter esportivo Sergio Américo e os repórteres Pedro Costa, Lívia Bonard e Carlos Arcanjo; o plantonista Vinícius Gama; os produtores Ricardo Alexandre, Bruno Giacobbo e Paula Raniere, além de Glória Britho, que formalmente tinha a função de produtora, mas há dez anos sucedeu Nena Martinez na coluna de astrologia, também estão na lista. Foram demitidos ainda 11 motoristas.

O Portal dos Jornalistas destaca que os programas Sentinela da Tupi e Tupi notícias não mais serão irradiados entre 20h e 6 horas. No lugar deles, o Tupi conexão redação, com duração de dois minutos, será veiculado de segunda a sexta-feira, em oito horários, e nos finais de semana, em dez horários.
A crise na rádio Tupi agravou-se a partir da demissão do diretor-geral Alfredo Raymundo, em julho do ano passado. Maurício Dinep assumiu a direção da emissora, mas tem enfrentado problemas para superar a crise financeira na sua gestão.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012