16 de agosto de 2022


Puxando Conversa: Claquete tem filme e debate sobre músicos


19/05/2021


Puxando Conversa tem filmes de sambistas

 Claquete Musical inicia hoje a série Puxando Conversa, projeto de memória da cultura popular que, em 1990 e no período de 1998 a 2004, promoveu o registro e a divulgação das histórias do samba e do cotidiano popular, contadas por seus cronistas oficiais: os compositores. A iniciativa envolveu a produção de 27 documentários, sobre as histórias de vida de 49 músicos. Por quatro semanas o programa exibirá filmes sobre os compositores Catoni, Wilson Moreira e Argemiro do Patrocínio com Teresa Cristina. O de hoje será o Cheio de Cantigas sobre o pernambucano Romildo de Souza Bastos, o Romildo, que estará disponível, a partir das 10hs.

Às 19h30, haverá um debate sobre a obra com a apresentação do produtor musical Paulo Figueiredo e com a participação de Valter Filé, o idealizador do projeto, os músicos e compositores Marquinhos Diniz, Tuninho Galante e Paulão 7 Cordas, além da jornalista Viviane Fernandes de Lima. Para assistir o documentário e o debate clique no canal da Associação Brasileira de Imprensa do YouTube.

 

Projeto

No programas do Claquete Musical serão exibidos no canal da ABI do Youtube, os seguintes documentários: de 19/5 a 26/05 – Romildo – Cheio de Cantigas; de 26/5 a 02/06 – Catoni – Um Preto Velho chamado Catoni; de 02/6 a 09/06 – Wilson Moreira – Coisa da Antiga; e de 09/6 a 16/06 – Argemiro do Patrocínio e Teresa Cristina – Gerações do Samba.

O projeto Puxando Conversa, há mais de 20 anos contando a história do samba, nasceu na TV Maxambomba, em Nova Iguaçu, sendo um projeto de memória da cultura popular dedicado ao registro e divulgação da história do samba. Idealizado e dirigido pelo professor do curso de Cinema e audiovisual da UFF, Dr.Valter Filé, divulgador das histórias do samba e do cotidiano popular, contado pelos compositores.

O documentário de hoje, Cheio de Cantigas, mostra a vida e a obra do compositor e cantor nascido em Recife, Romildo Souza Bastos, e que morreu, no Rio, em 1990, aos 49 anos. Seu nome artístico era apenas Romildo. Ele integrou a Ala de Compositores da Mocidade Independente de Padre Miguel, sendo considerado um dos compositores preferidos da cantora Clara Nunes que gravou seus maiores sucessos como “Conto de Areia” e “Deusa dos Orixás“, ambas em parceria com cantor e letrista paraense Toninho Nascimento.

O documentário é de 1990, filmado e dirigido por Valter Filé e suas canções também foram gravadas por Elza SoaresElizete CardosoRoberto RibeiroJorginho do Império, entre outros.

Já foram homenageados no projeto, os seguintes compositores: Romildo, Catoni, Dedé da Portela, Norival Reis, Adesonilton, Claudinho Inspiração, Edson Show, Pinga, Evandro Lima, Sergio Fonseca, Adilson Magrinho, Claudinho do Leão, Jairo Bráulio, Mário Carabina, Noca da Portela, Toninho Nascimento, Barbeirinho do Jacarezinho, Luiz Grande, Marcos Diniz, Wilson Moreira, Walter Alfaiate, Ary do Cavaco, Otacílio da Mangueira,  Waldir 59, Marquinhos de Oswaldo Cruz, Efson, Marquinhos PQD, Xangô da Mangueira, Sarabanda, Nego Fugão, Toninho Geraes, Paulinho Rezende, Argemiro, Teresa Cristina, Jair do Cavaquinho, Surica, Áurea Maria, Délcio Carvalho, Monarco, Bebeto di São João, Wilsinho Saravá, Tantinho da Mangueira, Bandeira Brasil, Serginho Meriti, Luiz Carlos da Vila, Mauro Diniz e Dorina, Wilson das Neves e Tio Hélio do Império.

 

Debatedores

Além de Valter Filé e Paulinho Figueiredo, que apresenta e produz o Claquete Musical, estarão no debate: Marquinhos Diniz, cantor e compositor, filho de Monarco e integrante da Velha Guarda da Portela, é também irmão de Mauro Diniz e autor de sambas de sucesso e de samba-enredo em homenagem a Chacrinha na Unidos do Jacarezinho; Tuninho Galante, cantor, compositor, violonista, arranjador, fundador do selo musical Galante Discos (Cedro Rosa), pelo qual lançou vários discos e  compôs as trilhas sonoras dos filmes “Segunda Guerra no Brasil”, do diretor Luiz Moura Brasil e “Panair do Brasil”, dirigido por Marco Altbert; Paulão 7 Cordas, começou sua carreira aos 20 anos de idade acompanhando Nélson Cavaquinho. Paulo Roberto Pereira de Araújo, seu nome de nascimento. Foi diretor musical e arranjador de diversos shows e discos dos músicos da MPB como, Zeca PagodinhoWilson MoreiraArgemiro da PortelaNei LopesXangô da MangueiraJoão NogueiraRoberto SilvaTia SuricaCristina Buarque, e outros. Atualmente trabalha como diretor musical com o sambista carioca Zeca Pagodinho; Viviane Fernandes de Lima, a jornalista foi responsável pela edição e divulgação do jornal do projeto Puxando Conversa.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012