Marco Maciel exalta a ABI no Senado


06/06/2008


Em discurso proferido no plenário do Congresso Nacional, o Senador Marco Maciel destacou a importância da realização da III Conferência Legislativa sobre Liberdade de Imprensa na mesma data da comemoração do centenário da Associação Brasileira de Imprensa, que foi fundada no dia 7 de abril de 1908 e tem como marca registrada de sua história a defesa dos direitos públicos.

Marco Maciel se reportou ao período da implantação da Primeira República, em que vários jornalistas — entre eles Dunshee de Abranches, que presidiria a ABI— se destacaram “como grandes defensores da liberdade de expressão”. Fez questão de ressaltar também a importância da fundação da ABI, que teve como protagonista o catarinense Gustavo de Lacerda, e lembrou os objetivos da entidade, além dos cuidados com a classe jornalística:
— Àquela época ainda não existiam os sindicatos. A ABI, de início, preenchia essa lacuna. Mesmo depois de criados os sindicatos, ela manteve as atividades de assistência médica e previdenciária, ao lado das atividades culturais e políticas, sem nunca esquecer a sua finalidade precípua, qual seja a de lutar pela liberdade de imprensa.

Sobre os cem anos da instituição, declarou:
— A ABI chega ao seu primeiro centenário com grandes serviços prestados à nação e por isto não poderíamos deixar de juntar a nossa voz de reconhecimento, de regozijo pelo trabalho que ela vem prestando ao País ao longo do nosso evoluir histórico.

Irmãos siameses

Nomes que são referência da história da ABI foram lembrados pelo Senador, como Herbert Moses e o ex-Governador de Pernambuco Barbosa Lima Sobrinho, a quem o conterrâneo se referiu como “escritor e intelectual que muito contribuiu para a liberdade de imprensa em nosso País”. Dirigindo-se ao Presidente do Senado, Flexa Ribeiro, prosseguiu:
— Em cem anos, a ABI testemunhou, com isenção e coragem, o desencadeamento dos grandes acontecimentos nacionais e internacionais. O Senado Federal só pode regozijar-se com essas comemorações e desejar que prossiga, em outros tantos anos, a ABI a comemorar o meritório trabalho que realiza em favor da liberdade de imprensa no País.

Marco Maciel reservou a parte final de seu discurso para destacar a participação do Presidente da Câmara dos Deputados, Arlindo Chinaglia, na Conferência de Liberdade de Imprensa (patrocinada pela ANJ, SIP, Unesco e ABI) E encerrou sua intervenção falando da parceria entre a mídia e o poder legislativo:
— Estes dois organismos são como irmãos siameses, estão “xifopagamente” ligados: um não vive sem o outro. Daí por que, ao homenagear a imprensa, estamos também defendendo uma instituição que tem lutado pela liberdade ao longo da nossa história.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012