3 de dezembro de 2022


Maduro acusa e prende radialista pelo apagão


13/03/2019


O Serviço de Inteligência da Venezuela (Sebin) prendeu o radialista Luis Carlos Díaz na noite de segunda-feira (11), em Caracas. Autoridades do governo de Nicolás Maduro acusam o jornalista de ser responsável pelo apagão que afeta diversas regiões do país desde o dia 7.

 

As acusações foram baseadas em um programa no qual o profissional explica como se manter informado e divulgar informações durante o apagão. O radialista, porém, não é o único responsabilizado pelo governo de Maduro pela falta de luz. Em pronunciamento, o dirigente disse que a situação foi provocada por um ataque de hackers, alegando que utilizaram tecnologia que somente os Estados Unidos possuem.

Díaz, que tem nacionalidade venezuelana e espanhola, trabalha na Radio Noticias de Caracas. De acordo com Naky Soto, esposa de Díaz e também jornalista, às 2h30 da madrugada desta terça-feira, integrantes do serviço de inteligência do governo foram a sua casa e levaram quatro celulares, três laptops e um disco rígido.

A presidente da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP), Maria Elvira Dominguez, e o presidente da Comissão de Liberdade de Imprensa e Informação, Roberto Rock, exigiram a imediata libertação do radialista. Para a entidade, a prisão do jornalista é “um novo ataque contra a liberdade de imprensa na Venezuela”.

Fonte: Portal Imprensa

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012