Jornalistas da Super Rádio Tupi param 48 horas


20/12/2016


Foto: Divulgação

O Portal Comunique-se publicou que os funcionários da Super Rádio Tupi do Rio de Janeiro – 96.5 no FM e 1280 no AM – voltaram a fazer greve por causa dos salários atrasados. Com apoio dos Sindicatos dos Radialistas e dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro, os trabalhadores anunciaram 48 horas de paralisação, a serem cumpridas das 0h de segunda-feira (19) às 0h de quarta-feira (21).

O Comunique-se acrescenta que o problema com a falta de pagamento começou há um ano e meio e, desde então, os trabalhadores da rádio vêm recebendo salários em parcelas aleatórias. O 13º do ano passado não foi pago, tampouco o deste ano. A situação se agravou com o não-pagamento dos últimos cinco meses e 15 dias de salários, e a consequente precarização do trabalho.

Segundo o sindicato, 46 processos trabalhistas são movidos contra a empresa. A primeira greve dos profissionais da emissora foi realizada em 8 de dezembro. Em assembleia, foi dado à Super Rádio Tupi o prazo de uma semana para atender os atrasos ou apresentar proposta de negociação. Porém, a emissora não tomou nenhuma atitude e, por isso, os funcionários voltaram a paralisar as atividades.

Durante a paralisação, as transmissões da emissora se resumem a músicas, vinhetas e comerciais. “Como todos sabem, a greve é o último recurso do movimento trabalhista, não é necessária quando há respeito e diálogo por parte dos patrões. Infelizmente, esse não é o cenário na Tupi”, disse o Sindicato dos Radialistas ao anunciar apoio à greve.

De acordo com a entidade, logo após a paralisação, na quinta-feira (21), às 14h, haverá assembleia geral para fazer balanço da ação e determinar os próximos passos, no auditório da Igreja Santa Edwiges, em São Cristóvão.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012