Irã proíbe atividades da Reuters no país


02/04/2012


O Ministério da Cultura do Irã proibiu a agência Reuters de exercer suas atividades no país. O motivo da proibição foi uma notícia divulgada pela agência, na qual um grupo de mulheres atletas iranianas teriam sido chamadas de “assassinas”. A informação é da BBC Brasil.
 
 
As mulheres supostamente difamadas pela Reuters estavam treinando ninjutsu, arte marcial baseada na técnica ninja japonesa. O problema foi um vídeo divulgado pela Reuters que teria se referido às lutadoras como “assassinas”.
 
 
As atletas disseram que vão processar a Reuters por difamação. A agência assumiu o erro e divulgou novo vídeo com a correção da notícia.
 
 
* Com informações da BBC Brasil.
 

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012