3 de outubro de 2022


Brasil é o país com mais jornalistas mortos por Covid-19


15/09/2021


Publicado no Media Talks.

Levantamento traz o Peru em 2º lugar. No mundo, já são mais de 1.700 vítimas na imprensa.

O novo balanço publicado pela Press Emblem Campaign (PEC), organização sediada em Genebra (Suíça) que vem acompanhando desde o início da pandemia o número de jornalistas mortos por Covid-19 no mundo, mostra que o Brasil distanciou-se das demais nações em número de vítimas e voltou ao topo da lista.

Segundo a entidade, pelo menos 280 profissionais de imprensa brasileiros perderam a luta contra o coronavírus. Em seguida vem o Peru, com 180. Nos levantamentos anteriores, o país andino estava à frente do Brasil ou muito próximo.

Em todo mundo, foram 1.792 vítimas da Covid-19  em 80 países. Apenas em julho e agosto deste ano, quase 120 mortes foram registradas, representando uma média de duas perdas por dia.

A América Latina é a região que detém mais da metade do número de profissionais de imprensa vítimas da doença, com um total de 954 mortos, à frente da Ásia (485), Europa (206), África (86) e América do Norte (57).

Entre os 10 países mais afetados,  seis estão na América Latina. Na Europa, a Itália e o Reino Unido são as nações com mais vítimas entre jornalistas.

Blaise Lempen, secretário-geral da PEC, declarou que “jornalistas de campo continuam entre os profissionais mais expostos à contaminação”, embora o número de mortes por Covid-19 venha diminuindo desde junho em vários países.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012