PF joga gás de pimenta em profissionais de imprensa


18/11/2016


lava_jato-operacao_calicute-cabral-prisao_wilton_junior_estadao_conteudo

Prisão do ex-governador do Rio Sérgio Cabral (Foto: Reprodução)

O Presidente da Associação Brasileira de Imprensa Domingos Meirelles expressou profunda preocupação com a violência registrada, nos últimos dias, contra profissionais de diferentes veículos de comunicação. A ABI ainda exigiu que a Superintendência da Polícia Federal do Rio de Janeiro tome as medidas disciplinares que o caso requer, punindo os agentes que agiram de forma arbitrária”.

A agressão contra os repórteres revestiu-se de inominável ato de covardia porque o policial escolhe sempre a quem pretende atingir quando pressiona a válvula do tubo que libera o gás. A ABI exige que a Superintendência da Polícia Federal do Rio de Janeiro tome as medidas disciplinares que o caso requer, punindo os agentes que agiram de forma arbitrária, sob pena de que a imagem da instituição seja também enodoada por aqueles que conspiram contra as normas e princípios que regem um País em pleno Estado Democrático de Direito”.

Durante a saída da casa do ex-governador do Estado Sérgio Cabral da casa dele para o Complexo Penitenciário de Gericinó jornalistas de vários veículos de comunicação fora foram atingidos por gás de pimenta.

Entre os profissionais estavam a repórter Gabriela Ferreira e o repórter fotográfico Rui Rubens. Os jornalistas foram atacados com gás de pimenta por agentes da Polícia Federal.

 

Rio de Janeiro, 17 de novembro de 2016

 

 NOTA OFICIAL

 A Associação Brasileira de Imprensa expressa profunda preocupação com a espiral de violência registrada, nos últimos dias, contra profissionais de diferentes veículos de comunicação. A atividade jornalística é garantida por um conjunto de prerrogativas constitucionais para que possa cumprir livremente seu papel de informar à sociedade. Os lamentáveis episódios ocorridos na manhã desta sexta-feira, durante a prisão do ex-governador do Rio Sérgio Cabral, são ainda mais preocupantes porque os jornalistas foram atacados com gás de pimenta por agentes da Polícia Federal.

O uso do spray de pimenta, de acordo com o manual da corporação, só deve ser empregado no controle de distúrbios, nada justificando seu uso contra profissionais de imprensa, durante uma operação de rotina, na Zona Sul do Rio. A agressão contra os repórteres revestiu-se de inominável ato de covardia porque o policial escolhe sempre a quem pretende atingir quando pressiona a válvula do tubo que libera o gás.

A ABI exige que a Superintendência da Polícia Federal do Rio de Janeiro tome as medidas disciplinares que o caso requer, punindo os agentes que agiram de forma arbitrária, sob pena de que a imagem da instituição seja também enodoada por aqueles que conspiram contra as normas e princípios que regem um País em pleno Estado Democrático de Direito.

 

Domingos Meirelles

Presidente da ABI

 

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012