4 de julho de 2022


ABI E e SBPC manifestam repúdio contra extinção das Rádios MEC e Nacional


31/03/2022


NOTA CONJUNTA DA ABI E DA SBPC

Indignados, tomamos conhecimento de que o coronel Roni Pinto, diretor-geral da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), comunicou a gestores da estatal que, no prazo de um mês, a Rádio MEC AM e a Rádio Nacional do Rio de Janeiro serão extintas.

Esse projeto, nocivo aos interesses do povo brasileiro, não é de agora. Em 2019, um ano depois de o atual presidente, Jair Bolsonaro, tomar posse, o seu governo ensaiou liquidar a Rádio MEC AM. Diante da resistência, acabou recuando. Agora, volta à carga.

A MEC é a mais antiga emissora de rádio do Brasil, tendo sido criada em 1923, com o nome de Rádio Sociedade. Conquistou respeito generalizado devido à qualidade da sua programação.

Já a Rádio Nacional foi o mais importante veículo de comunicação do País em meados do século passado, tendo também uma extensa folha de serviços ao povo brasileiro.

A única explicação possível para a medida anunciada é a conhecida aversão do atual governo a tudo o que é público.

A ABI e a SBPC manifestam seu repúdio a ela e conclamam a população brasileira a se pressionar o governo federal para que volte atrás nessa decisão.

Paulo Jeronimo – Presidente da Associação Brasileira de Imprensa (ABI)

Renato Janine Ribeiro – Presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC)

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012