Vencedores do Prêmio ExxonMobil de Jornalismo 2015 são anunciados


21/10/2015


jornal-extraUm júri composto por jornalistas, professores universitários e profissionais de comunicação selecionou os trabalhos finalistas que concorreram a 14 premiações da 60ª edição do Prêmio ExxonMobil de Jornalismo. Na edição de 2015 foram inscritos 1.021 trabalhos e os vencedores foram divulgados nesta segunda-feira, 19.

Estima-se que mais de 33 mil trabalhos já tenham sido submetidos ao julgamento das comissões, transformando a premiação na mais importante, tradicional e disputada da imprensa brasileira.

A ExxonMobil, que comemora este ano 103 anos de atuação no Brasil, patrocina a premiação há 60 anos ininterruptos.

 

Melhores de 2015

Para selecionar os trabalhos finalistas de 2015, as diversas comissões examinaram 512 reportagens e séries de reportagens impressas; 151 trabalhos fotográficos; 284 trabalhos de criação gráfica (Jornal, Revista e Primeira Página) e 71 trabalhos de telejornalismo.
Os valores das premiações destinados aos vencedores totalizaram na atual edição R$ 123.200.

A cerimônia de premiação está marcada para o dia 12 de novembro, no Copacabana Palace, no Rio de Janeiro.

Em capa histórica, o jornal Extra do Rio ganha o prêmio Especial de Primeira Página. A reportagem compara situação atual do País ao período da escravidão, e faz dura crítica a grandes contingentes da sociedade brasileira, inclusive da imprensa, que aplaudem justiçamentos com as próprias mãos.

Diário do Nordeste

Diário do Nordeste do Ceará ganha Prêmio de Criação Gráfica – categoria jornal

 

Premiações

É a seguinte a relação completa dos vencedores do Prêmio ExxonMobil de Jornalismo 2015 – 60 anos:

Prêmio de Jornalismo

Paulo Saldaña, Rodrigo Burgarelli, José Roberto de Toledo, com o trabalho Farra do Fies, publicado no jornal O Estado de S. Paulo.

Prêmio Especial de Telejornalismo

Para a reportagem As Eternas Escravas, transmitida pelo programa Repórter Record Investigação, da Rede Record.

Prêmio de Reportagem

Com o trabalho Anda e para, publicado no jornal O Globo.

Prêmio de Fotografia

Com o trabalho Lava Jato Planalto, publicada no jornal O Estado de S. Paulo.

Prêmio de Informação Econômica

Para o trabalho O Brasil cai na real, publicado no Correio Braziliense.

Prêmio de Informação Científica, Tecnológica ou Ambiental

Para o trabalho Líquido e incerto – o futuro dos recursos hídricos no Brasil, publicado na Folha de S. Paulo.

Prêmio de educação

Para o trabalho Educar em áreas de conflito, publicado no jornal O Globo.

Prêmio Especial de Primeira Página

Para o trabalho Do tronco ao Poste, publicado no Extra.

Prêmio de Criação Gráfica – categoria jornal

Para Quinze, publicado no Diário do Nordeste (CE).

Prêmio de Criação Gráfica – categoria revista

Para o trabalho Especial Vagina, publicado nas revistas TRIP e TPM.

Prêmio Regional Norte/Nordeste

Para o trabalho Documento Suape 2015, publicado no Jornal do Commercio (PE).

foto correio braziliense

Correio Braziliense ganha Prêmio Regional Centro-Oeste Com o trabalho Racismo, um crime silenciado

Prêmio Regional Centro-Oeste

Para o trabalho Racismo, um Crime Silenciado, publicado no Correio Braziliense.

Prêmio Regional Sul

Para o trabalho Cicatrizes, publicado na Zero Hora.

Prêmio Regional Sudeste

Para o trabalho Favela Amazônia, publicado no jornal O Estado de S. Paulo.

Melhor Contribuição à Imprensa

A Comissão de Premiação decidiu conceder o Prêmio de Melhor Contribuição à Imprensa 2015 ao Repórter. Segundo os jurados, “o jornalismo, em qualquer plataforma que se exerça, em qualquer forma que se desdobre, depende essencial e fundamentalmente do repórter. Em tempos de dúvidas sobre para onde caminhar, redução dos quadros funcionais e diminuição de orçamentos, esta comissão decide apostar naquele que será o responsável pela continuidade e aprimoramento da excelência do jornalismo. A comissão homenageia os autores dos 1.021 trabalhos inscritos nesta edição, os milhares de profissionais que disputaram o Prêmio em 60 anos e aqueles que levarão adiante essa bandeira.”

A Comissão de Premiação de Telejornalismo concedeu à distinção de Melhor Contribuição ao Telejornalismo a pela reportagem Boyhood bolsa família, transmitida pela TV Folha.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012