14 de agosto de 2022


STJ libera site de paródia “Falha de S. Paulo”


22/06/2017


A 4ª turma do Superior Tribunal de Justiça liberou a veiculação do site de humor “Falha de S. Paulo”, que foi criado para satirizarerros da Folha de S. Paulo. Foram quatro votos a um para um entendimentocontrário à tese apresentada pela Folha, que alegava ser prejudicada porque atipografia semelhante da paródia poderia confundir os leitores do jornal.

Para refutar a argumentação da Folha, o ministro Luís FelipeSalomão alegou que “não é difícil concluir pelo elevado grau de discernimento ede intelecção que um leitor de jornal possui”. O jornal ainda afirmou que aparódia lhe causaria descrédito, mas também não convenceu o magistrado.

“A ironia e a crítica são a essência da paródia e quando alei prevê e protege esse tipo de manifestação e expressão está protegendo airreverência do conteúdo apresentado”, escreveu Salomão.

A 4ª turma do Superior Tribunal de Justiça liberou a veiculação do site de humor “Falha de S. Paulo”, que foi criado para satirizarerros da Folha de S. Paulo. Foram quatro votos a um para um entendimentocontrário à tese apresentada pela Folha, que alegava ser prejudicada porque atipografia semelhante da paródia poderia confundir os leitores do jornal.

Para refutar a argumentação da Folha, o ministro Luís FelipeSalomão alegou que “não é difícil concluir pelo elevado grau de discernimento ede intelecção que um leitor de jornal possui”. O jornal ainda afirmou que aparódia lhe causaria descrédito, mas também não convenceu o magistrado.

“A ironia e a crítica são a essência da paródia e quando alei prevê e protege esse tipo de manifestação e expressão está protegendo airreverência do conteúdo apresentado”, escreveu Salomão.

 

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012