18 de agosto de 2022


Sindicato cria canal para combater assédios


Por Edir Lima

30/08/2016


Foto: Brasil247

Foto: Brasil247

A partir da próxima quinta-feira, 18, O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo (SJSP) abriu um canal direto para que profissionais possam denunciar todo e qualquer caso de assédio, moral e sexual, no ambiente profissional. A iniciativa faz parte de uma série de ações que a entidade programou para combater e enfrentar os assédios que sofrem os jornalistas no exercício da profissão.

O site da instituição acrescenta que as denúncias serão recebidas por diretoras do Sindicato, de forma que as jornalistas que sofram assédio sexual sintam-se confortáveis para fazer o relato. Após a apuração, diretoras e profissional, com acompanhamento do departamento jurídico, vão analisar e definir como proceder em cada caso. O sigilo é assegurado.

Para o Sindicato, caracteriza-se assédio sexual não apenas quando essa abordagem se dá por superior, mas também por colegas de trabalho do mesmo nível hierárquico ou por fontes jornalísticas, ainda que este entendimento não seja garantido no nosso Judiciário.

A próxima ação planejada pela entidade é a elaboração e a distribuição de cartilha especial esclarecendo o que é assédio moral e assédio sexual, as penas previstas e direitos do trabalhador.
Diante do aumento dos assédios moral e sexual, o Sindicato pede para que jornalistas denunciem esse tipo de agressão pelo telefone: (11) 99300-1382, através do e-maildenuncieoassedio@sjsp.org.br ou enviando seu relato pelo link:

Saiba mais:

O que é assédio moral

Segundo o Ministério do Trabalho e Emprego, assédio moral é “toda e qualquer conduta abusiva (gesto, palavra, escritos, comportamento, atitude, etc.) que, intencional e frequentemente, fira a dignidade e a integridade física ou psíquica de uma pessoa, ameaçando seu emprego ou degradando o clima de trabalho”. Ele pode se manifestar por diferentes condutas. Entre as mais comuns: dificultar o trabalho; atribuir erros imaginários ao trabalhador; exigir, sem necessidade, trabalhos urgentes; sobrecarga de tarefas; ignorar a presença do trabalhador deliberadamente; ameaçar ou insultar.

O que é assédio sexual

A abordagem, não desejada pelo outro, com intenção sexual. Ou a insistência inoportuna de alguém em posição privilegiada que usa dessa vantagem para obter favores sexuais de subalternos ou dependentes. Essa é a definição do MTE.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012