O cineasta Silvio Tendler ganha 38º Prêmio de Direitos Humanos de Jornalismo


19/01/2022


Com filme sobre pobreza na pandemia, Tendler ganha prêmio de Direitos Humanos

A Bolsa ou a Vida, filme premiado, pode ser conferido no site do cineasta, bem como outras obras de Silvio Tendler. Gratuitamente! Acesse http://caliban.com.br

O cineasta e conselheiro da ABI Silvio Tendler ganhou o 38º Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo na categoria documentário pelo seu filme A bolsa ou a vida em reconhecimento à coragem dos comunicadores na defesa da dignidade e direitos de todos os seres humanos que nascem livres e iguais. E ainda um prêmio especial: Pandemia Econômica, Social e Ambiental.

O documentário de Silvio Tendler faz a interrogação se no futuro pós-pandemia da covid-19, e se  a centralidade será o cassino financeiro e a acumulação de riqueza por uma elite ou uma vida de qualidade para todos, com menos desigualdade? O Estado se mostrou capaz de atender ao coletivo? Como garantir a vida sem direitos sociais e trabalhistas? Em qual modelo de sociedade queremos viver? O filme aborda o desmonte do conceito de bem-estar social e nos faz refletir sobre a incompatibilidade do neoliberalismo com um projeto humanista de sociedade.

O filme estreou este ano na 10ª Mostra Ecofalante, levantando o
Prêmio do Público de Melhor Filme. A direção e o roteiro são de Silvio Tendler e a fotografia de Tao Burity e Tainara Mello. No elenco estão

Aílton Krenak, Celso Amorim, o cineasta inglês Ken Loach, Ladislau Dowbor, Nabil Bonduki, Padre Júlio Lancellotti, Rita Von Hunty e
Yanis Varoufakis.

A bolsa ou a vida mostra ainda que poderemos ser a primeira geração a erradicar a pobreza extrema e a poupar as gerações futuras dos piores efeitos adversos da mudança do clima se cumprirmos os 17 objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) especificados, em 2015, na Agenda 2030 quando líderes mundiais se reuniram na sede da ONU, em Nova York, e decidiram um plano de ação para erradicar a pobreza, proteger o planeta e garantir que as pessoas alcancem a paz e a prosperidade. A Agenda 2030 e os ODS afirmam que para pôr o mundo em um caminho sustentável é urgentemente necessário tomar medidas ousadas e transformadoras. Os ODS constituem uma ambiciosa lista de tarefas para todas as pessoas, em todas as partes, a serem cumpridas até 2030.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012