30 de setembro de 2022


Sextou


19/08/2022


Por Maria Luiza Busse, diretora de Cultura da ABI

Sexta

Paraíba

Lançamento de livros

Na capital, João Pessoa, o programa nesta sexta-feira, 19, é ir ao Teatro Santa Roza para participar do lançamento do livro “De Lula a Bolsonaro: combates na internet”, do jornalista Rodrigo Vianna, um dos ancoras do site Brasil 247, que estará autografando. Também serão lançados “Calvário: o caso Márcia Lucena”, de Nicodemos Sena e Salvio Kotter, e “O outro lado: o quebra-cabeça da Justiça na Operação Calvário”, de Amanda Rodrigues, ambos sobre os estragos causados pela versão da Lava-Jato na Paraíba que perseguiu lideranças de esquerda, como o ex-governador Ricardo Coutinho e a ex-prefeita Márcia Lucena. Mais um evento nacional do 247 para promover o encontro dos seus profissionais com a comunidade de apoiadores. Gisele Federicce, Aquiles Lins, Brian Mier, Ricardo Coutinho, Márcia Lucena, Amanda Rodrigues, e Agassiz Almeida Filho estarão no local interagindo com os presentes. Das 16h às 20h. O Teatro Santa Roza fica Praça Pedro Américo, S/N – Centro.

Sexta a domingo

RIO

Pensadores

Dentro da programação do curso “Pensadores do Brasil”, nesta sexta tem aula aberta on line sobre “Pensamento e Obra de Florestan Fernandes”, a cargo da professora Maria Arminda do Nascimento Arruda, da USP. A atividade é organizada pelo Instituto Brasileiro de Estudos Políticos (IBEP) e Rede Pró-Rio. O curso tem apoio da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Corecon-RJ e Fundação Friederich Ebert. Às 17 h, pelo link: https://youtu.be/qOmmXyerdOI

Sua benção, madrinha

Hoje, a cantora Eduarda Fadini homenageia Beth Carvalho no show ‘Sua Benção Madrinha’. Às 18h, na Arena Cultural Gilberto Gil, Realengo. Avenida Marechal Fontenele 5000. Entrada gratuita.

Feira Afro Literária

De hoje até domingo, a Feira Afro Literária da Periferia vai aquilombar Madureira e Oswaldo Cruz. Livro e samba a partir das 14h. Na Portelinha, hoje e amanhã, Estrada do Portela. Domingo, na Praça Paulo da Portela.

Arte Indígena

Termina neste sábado a I Bienal Carioca de Arte Indígena em que artistas indígenas de todo o Brasil relembram as lutas dos povos originários em território nacional. Exibição dos trabalhos de Xapi Puri Teyxokawa, Djotana Puri Teyxokawa, Sofia Gama, Txama Xambe Puri Teyxokawa, Tutushamum Puri Teyxokawa, Zengoa Ariaacon Puri Uxo Txori, Dauá Puri, Pytuna MC Tupinamba, Moara Tupinamba, Galvino Guajajara, Analu Guajajara, Kael Guajajara, Sandro, Zé Guajajara, Potyra Guajajara, Júlio Ashaninka, Abi Potyguara, Juliana Gomes e Kandu Puri. Tem roda de conversa e oficina de artesanato. Encerrando o evento, às 16h tem apresentação do grupo Cantos da Aldeia Maracanã, que ocupa o território onde funcionou o antigo Museu do Índio. O projeto é patrocinado pelo Fomento à Cultura Carioca (FOCA), da Secretaria Municipal de Cultura. A partir das 10h. Entrada gratuita. No Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica: Rua Luís de Camões, Praça Tiradentes, 68, Rio de Janeiro – RJ, 20051-020

Mostra Espacial

Amanhã, sábado, 20, 1ª Mostra Espacial do Rio de Janeiro. No evento, equipes do Grupo de Foguetes do Rio de Janeiro (GFRJ)/ Uerj), Minerva Rockets (UFRJ), RocketWolf (Cefet) e CEB Rocket Design (CEB). Tem, também, a Olimpíada Brasileira de Astronomia (OBA) e da Liga de Amadores Brasileiros de Rádio Emissão (Labre/ RJ), além de planetário, teatro sobre o sistema solar, oficinas e demonstrações práticas de comunicação de satélites e de comunicação com a estação espacial. O objetivo é aproximar o público da pesquisa na área espacial que vem sendo desenvolvida nas universidades. Das 8h às 18h, na Concha Acústica Marielle Franco da Uerj, campus Maracanã. A entrada é gratuita e livre para todas as idades. Para participar, basta acessar o link de inscrição.

Circuito Oriente

Sábado de criação no itinerário do Circuito Oriente, organizado por espaços independentes no reduto artístico do bairro de Santa Teresa, na Oficina Figuração Modernista que traz a proposta de redesenhar e dar traços contemporâneos às imagens do modernismo brasileiro a partir de exercício prático com modelo vivo. Supervisão de Alexandre Palma, professor do Curso de Artes Plásticas da UFRJ, e roda de conversa com o artista convidado, Juliano Guilherme. Das 18h às 20h, na Galeria Modernistas, Rua Paschoal Carlos Magno, 39, Santa Teresa. Inscrição gratuita em thelma.v.innecco@gmail.com ou @modernistasgaleria

Filosofia na Praia

Se não chover, tem Filosofia na Praia. Na beira do mar de Copacabana, o assunto deste sábado é Freud e o mal-estar na civilização, com o professor Vinicius Esperança. A atividade é promovida pela Universidade Livre do Leme. No quiosque da Maria Alice, na pontinha sem saída da orla, às 11h. É só chegar e sentar. Transmissão ao vivo pelo facebook e youtube. Informações filosofianapraia.blog

Fernanda Abreu

E no outro extremo, já no bairro vizinho, neste sábado  tem show da carioquíssima Fernanda Abreu.  Vai ser no Parque Garota de Ipanema, na ponta do Arpoador, onde começa a linda orla que banha de Ipanema. Às 19h, grátis, ao ar livre. Mas só se o toró previsto não chegar para estragar a festa.

Bossa da Paz

Ainda em Ipanema, sábado e domingo tem gastronomia, música e moda na Praça Nossa Senhora da Paz, sempre cheia de graça. É o Bossa da Paz, a partir das 11h.É rezar para não chover.

Os homens de nossas vidas

Domingo, último dia para assistir a peça ‘Os homens de nossas vidas – o que as mulheres conversam no banheiro’, teatralização de crônicas do livro homônimo de Cláudia Versiani. A autora e atriz fazia parte do grupo Militantes em Cena que presta homenagem à companheira recém falecida. Às 19h, na ASA – Rua São Clemente 155, fundos. Estacionamento rotativo. Entrada franca. Contato: jitmanator@gmail.com

Poesias e artes

Domingo de Encontro Livre dos esquetes Poesias e das Artes Gerais. Os indígenas moradores da Aldeia Maracanã estão convidando indígenas e não indígenas a participar com as manifestações que gostam e do modo que desejarem. Música, dança, pintura, improviso, poesia, contação de história, tudo é permitido neste festival de confraternização artística. A partir das 15h30. Entrada gratuita. Mas os anfitriões vão passar o chapéu para ajudar na Festa do Moqueado, ritual milenar do povo Guajajara que celebra a primeira menstruação da menina guajajara e será realizado em outubro. A vaquinha voluntária é também para ajudar uma indígena da aldeia que vai estudar cinema e audiovisual no Paraná e morar no alojamento da universidade. A aldeia Maracanã fica na Avenida Radial Oeste 1051, pertinho do estádio do Maracanã, que nenhum carioca chama de Arena.

SÃO PAULO

Sexta a domingo

Exposição

Sábado, último dia para ver a exposição Devir-Animal, série de 13 fotografias em preto e branco do artista americano Roger Ballen, que está com obras na Bienal Internacional de Veneza 2022.  Seus trabalhos são conhecidos pela estética híbrida na qual as espécies humana e animal se imbricam em metamorfose, numa conexão de real e fantasia. Galeria Lume, R. Gumercindo Saraiva, 54 – Jardim Europa, São Paulo, capital.

Gastronomia

No sábado e no domingo, se realiza na capital o 7º Festival Comida de Herança que reúne cerca de 50 produtores de alimentos e bebidas de diferentes regiões do Brasil e   cultura gastronômica dos imigrantes. Dessa vez, com a participação da Feira de Intercâmbio e Criatividade, que promove o desenvolvimento do mercado de pequenos produtores para ocupação e valorização dos espaços públicos livres da cidade. Das 10h às 18h, no Museu da Imigração. R. Visconde de Parnaíba, 1316, na Mooca. @museudaimigracao

Terça-feira

Tônia Carrero

Tônia Carrero faria 100 anos no dia 23 de agosto, e vieram as homenagens para a atriz que arrebatava corações e inspirou Soneto, poesia que o escritor Rubem Braga fez para ela, começando assim: “E quando nós saíamos era a Lua…”. O Itau Cultural dedicou sua 56ª Ocupação a Tonia. Disponibilizou em sua plataforma IC Play três filmes representativos da carreira em comédia e drama. Em preto e branco, as produções datam dos anos de 1950. Duas são dramas, Tico-Tico no fubá, dirigida por Adolfo Celi, com que foi casada, e Apassionata, de Fernando Barros, de 1952. A terceira, É proibido beijar, é uma comédia de 1954, dirigida por Ugo Lombardi. Também tem exposição no prédio da Avenida Paulista que conta a vida e a trajetória profissional por meio de fotos, vídeos, textos, documentos e objetos variados. Dentro da programação, o Itaú Cultural apresenta a peça Navalha na carne, em que Tônia interpretou Neusa Sueli, a prostituta protagonista decadente e completamente apaixonada por Vado, seu cafetão. Era o ano da ditadura de 1967. Ela recebeu o Prêmio Molière de melhor atriz e lutou contra a censura para liberar a obra do dramaturgo Plinio Marcos. A montagem atual foi idealizada pela atriz Luisa Thiré com a intenção de homenagear a avó Tônia quando faleceu  em 2018. O sucesso gerou turnê por todo o Brasil e pelas cidades de Porto e Lisboa, em Portugal. O espetáculo agora chega, em sessão única, à Sala Itaú Cultural. Próxima terça-feira, às 20h, entrada gratuita, presencial na Sala Itaú Cultural. Avenida Paulista 149.  Reserva de ingresso no site do IC.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012