8 de agosto de 2022


Sexto jornalista assassinado no México em 2018


03/07/2018


Jornalista José Guadalupe Chan Dzib (Imagem: Reprodução)

O diretor da Playa News, Rubén Pat, disse à AFP que o jornalista havia recebido ameaças recentemente e pedido proteção às autoridades, mas não teve resposta. “O crime pode estar ligado a seu trabalho. Sempre cobriu as páginas policiais”.  Ele vinha publicando série de reportagens sobre o assassinato de políticos regionais durante a campanha eleitoral.

Segundo a publicação, o repórter se encontrava em um bar na comunidade quando foi baleado por um desconhecido. Chan Dzib trabalhava na página Playa News, que cobre as notícias na região da Riviera Maya, em Cancún.

Pelo Twitter, o governo de Quintana Roo afirmou que exige uma “investigação a fundo” para esclarecer o assassinato do jornalista. “Lamentamos o fato e enviamos nossas condolências à família. O governo do estado reitera seu respeito à liberdade de expressão e ao combate à violência para recuperar a tranquilidade perdida”, completou o comunicado.

O México é um dos países mais perigosos para o exercício do jornalismo. Em 2017, 11 profissionais foram mortos e, desde 2000, já são mais de 100, de acordo com números de organizações de defesa da liberdade de expressão.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012