12 de agosto de 2022


Após 7 dias ELN liberta repórteres na Colômbia


26/06/2017


Guerrilheiros da ELN libertam jornalistas (Imagem: Reprodução)

Os dois jornalistas holandeses sequestrados pela guerrilha do Exército da Libertação Nacional (ELN) foram libertados depois de ficar sete dias sob cativeiro. A dupla foi entregue a uma comissão humanitária entre a noite de sexta-feira (23) e a madrugada de sábado (24), segundo informou a rádio Caracol, para a qual concederam uma entrevista sobre os dias em que passaram aprisionados.

O jornalista Derk Johannes Bolt, de 52 anos, e o repórter cinematográfico Eugenio Ernest Marie Follender, de 58, foram sequestrados em El Tarra, no departamento de Norte de Santander. O local é um dos redutos do ELN, que está em negociações de paz com o governo da Colômbia desde fevereiro.

“Acreditávamos que era um roubo porque disseram para entregar as câmeras”, afirmou Bolt. “Foi muito duro, mas as pessoas que nos capturaram foram muito amáveis, com muito respeito e nos trataram muito bem. Digamos, quase como amigos.”

Ele conta que, assim que foram capturados, no sábado (17), caminharam por várias horas até chegar a uma casa, onde permaneceram por um dia. De lá, saíram no terceiro dia de cativeiro, quando os guerrilheiros ficaram nervosos devido ao exército colombiano, e foram levados para a floresta.

“Fisicamente e psicologicamente estamos bem”, afirmou Bolt. “Nunca pensamos que isso podia acontecer porque não havia nada que nos dissesse que não podíamos passar.”

Os dois jornalistas trabalham para o programa Spoorloos, que ajuda holandeses adotados a encontrar suas famílias biológicas em todo o mundo. Desde que foi ao ar em 1990, o programa já recebeu mais de mil pedidos de ajuda por ano.

Os holandeses foram sequestrados na mesma zona que, em maio de 2016, capturaram a jornalista colombiana-espanhola Salud Hernández e dois profissionais colombianosdo canal de TV RCN.

Na tarde desta sexta-feira (23), a Rádio Nacional Pátria Live (Ranpal), ligada aos guerrilheiros, anunciou pelo Twitter a liberdade dos dois jornalistas, mas voltou atrás à noite, esclarecendo que, apesar de ter recebido informações nesse sentido, não conseguiu confirmá-las.

“Sobre os senhores holandeses capturados, ao meio-dia recebemos uma informação sobre sua liberdade, mas não conseguimos corroborá-la”, escreveu a Rampal no Twitter.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012