1 de outubro de 2022


Presos suspeitos de executar jornalistas


15/09/2008


A polícia iraquiana anunciou no último domingo, dia 14, a prisão de cinco suspeitos de envolvimento no seqüestro e execução de quatro funcionários da TV iraquiana Charqia, ocorridos na véspera, no bairro Al-Zenjili, em Mossul, capital da província de Nínive, no Iraque. Segundo a agência de notícias France-Presse, o jornalista Mousab al-Azaui, dois cinegrafistas e um motorista estavam no local para gravar um programa sobre o Ramadã. Ali Wajih, chefe de Redação da emissora, que faz oposição ao governo iraquiano, disse que “a rede governamental e os que estão por trás dela têm responsabilidade ética e moral por estes crimes”. Segundo o Observatório Iraquiano da Liberdade de Imprensa, mais de 200 profissionais da imprensa, sendo 22 estrangeiros, morreram no Iraque desde a invasão norte-americana, em março de 2003.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012