6 de julho de 2022


O Passageiro – Segredos de Adultos é o filme do Cine Macunaíma


12/04/2022


Cine Macunaíma exibe hoje O Passageiro – Segredos de Adultos no canal ABI

O Cineclube Macunaíma exibe hoje, a partir das 10h e até segunda-feira, o filme de Flávio Tambellini O Passageiro – Segredos de Adultos”.  O roteiro mostra que, após a morte de seu pai, o banqueiro Mauro (Antônio Calloni), tudo muda na vida do jovem Antônio (Bernardo Marinho). Sua mãe, Ângela (Giulia Gam), entra em depressão e ele próprio se recrimina por uma briga que teve com o pai pouco antes do acidente fatal. Com a ajuda de Cristina (Luíza Mariani), sua amiga, Antônio começa a investigar a possibilidade de o pai não estar sozinho quando foi assassinado. É quando ele conhece Carmen (Carolina Ferraz), que lhe revela um passado até então desconhecido do seu pai. Estão ainda no elenco Othon Bastos (João), Luana Carvalho (Adriana), Jonathan Haagensen (Ator de teatro) e Sílvio Guindane. O filme brasileiro foi exibido na mostra Première Brasil, no Festival do Rio de 2006.

Às 19h30, haverá um debate sobre a obra comandado pelo cineasta Silvio Tendler com a participação de Flávio Tambellini, filho do diretor, Silvio Tendler , Sérgio Mekler e Bernardo Marinho. Assista ao filme e o debate pelo canal da ABI do YouTube (link: bit.ly/3uZn84f).

Diretor

O diretor do filme Flavio Tambellini nasceu em Batatais e começou sua carreira em São Paulo como crítico de cinema e sempre se preocupou em criar leis que dessem impulso à indústria cinematográfica nacional. Estreou no cinema como produtor em 1958 com a fita “Ravina”. Foi o primeiro presidente do GEICINE, Grupo Executivo da Indústria Cinematográfica, assumindo o cargo logo após a criação do grupo, em 1961. A estreia como diretor aconteceu em 1964 com “O Beijo”, extraído da peça de Nelson Rodrigues. Em seguida vieram “Até que o Casamento nos Separe” em 1968; “Um Uísque Antes…Um Cigarro Depois” em 1969; “Relatório de um Homem Casado” em 1974, com o qual ganhou o Prêmio Coruja de Ouro como melhor roteirista e “A Extorsão”, que ele concluiu alguns meses antes de morrer. Pai do também cineasta Flávio R. Tambellini, ele morreu no Rio de Janeiro vitimado por um câncer, aos 51 anos.

 

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012