MEC diz que matrícula para curso de Jornalismo na UFPR é irregular


Por Igor Waltz*

16/01/2014


A Universidade Federal do Paraná (UFPR) decidiu manter abertas as matrículas para o curso de Jornalismo para os aprovados no último vestibular. A oferta das vagas, porém, foi classificada como “irregular” pelo Ministério da Educação (MEC).

O problema, segundo a assessoria do MEC, é que a suspensão do vestibular para o curso só poderia ser revertida ao longo deste ano ou ainda em 2015, já que seria um processo demorado e que depende de novas visitas e de avaliação do curso. Portanto, os aprovados no último vestibular, de acordo com o MEC, devem optar pela graduação em outra instituição ou escolher outro curso dentro da UFPR.

O curso de Publicidade e Propaganda foi liberado a receber novos alunos depois de uma visita de avaliadores do ministério. A nota dos dois cursos ficou abaixo da média, mas com uma diferença: a tendência da nota de Jornalismo era de continuar caindo, ao contrário da do outro curso.

Segundo a Universidade, a suspensão do vestibular, anunciada no mês de dezembro de 2013, não é definitiva. O MEC ainda vai julgar recurso para ingresso dos novos alunos na instituição. Desde que o MEC recebeu o plano de providências – em que a UFPR explica quais as medidas tomadas para realizar melhorias e responde a questionamentos do Ministério – a instituição espera uma resposta do governo federal.

Segundo a UFPR, “nenhum dos dois cursos apresenta problemas estruturais, de espaço, equipamentos ou corpo docente”.

A UFPR culpa o boicote dos alunos às provas do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) pela nota baixa, apesar de a avaliação ser formada também por outros componentes, como o desempenho do corpo docente.

*Com informações do site Bondenews e do Jornal de Londrina.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012