8 de agosto de 2022


Jornalista esfaqueada em Moscou volta ao trabalho


14/12/2017


Tatjana Felgengauer

A apresentadora de rádio russa que foi esfaqueada, no pescoço, por um invasor que entrou no prédio da emissora “Ekho Moskvy” voltou ao trabalho duas semanas após o ataque. Tatyana Felgenhauer afirmou ao programa matinal da emissora, nesta segunda-feira, que ainda enfrenta uma longa reabilitação e que recebeu um guarda-costas.

O Comitê de Investigação identificou o agressor como um homem de 48 anos com cidadanias russa e israelense. Depois de ser preso, ele disse aos investigadores que estava em “contato telepático com Felgenhauer” por cinco anos.

O criminoso foi detido por seguranças da rádio e entregue aos policiais. Felgenhauer passou horas em coma medicamente induzido após ser esfaqueada.

O porta-voz da promotoria russa, Alexander Kurennoi, afirmou, após o ataque, que o ato foi ultrajante.

A emissora “Ekho Moskvy” pertence a uma holding controlada pela gigante estatal Gazprom. No entanto, os jornalistas e comentaristas que criticam ferozmente o Kremlin e seus aliados têm oportunidade de emitirem opinião nos programas. Felgenhauer é vice-redatora-chefe da única estação de rádio de notícias independente da Rússia, localizada no centro de Moscou.

Uma das locutoras regulares, Yulia Latynina afirmou ter sido forçada a sair da Rússia, no início deste ano, depois que recebeu uma série de ataques, incluindo o incêndio de seu cade seu carro.

 

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012