Rafael Henzel retorna ao trabalho em Chapecó


09/01/2017


rafael-henzel-chapecoense-3-800x445

Nesta segunda-feira (9), o jornalista Rafael Henzel, um dos seis sobreviventes da queda do avião com a Chapecoense na Colômbia em 29 de novembro, voltou ao trabalho em uma rádio de Chapecó, no Oeste de Santa Catarina. Em seu perfil no Facebook, o radialista confirmou na noite de domingo (8) o retorno nesta manhã.

Em 19 de dezembro, quando teve alta hospitar, ele anunciou a data da volta às atividades profissionais e disse que pretendia narrar o primeiro jogo da Chapecoense depois da tragédia, que será contra o Joinville em 25 de janeiro.

“A partir de agora, nada será mais problema para mim. Vou apresentar programa de rádio com 2ºC e achar ótimo. Estou na fase do agradecimento, tudo é motivo para agradecer, por estar aqui, por ter uma segunda oportunidade, pelos meus amigos”, afirmou no dia que teve alta.

O avião com a delegação da Chapecoense caiu em 29 de novembro na Colômbia e causou a morte de 71 pessoas. Além de Henzel, outros cinco sobreviveram, três atletas da delegação da Chapecoense, o técnico da aeronave Erwin Tumiri e a comissária de bordo Ximena Suarez.

O lateral Alan Ruschel foi o primeiro a receber alta hospitalar e retornou à casa da família no Rio Grande do Sul. O zagueiro Neto também saiu do hospital no fim de dezembro, ele foi último sobrevivente resgatado da tragédia com o avião que levava a delegação da Chapecoense.

O goleiro Jackson Folmann é o único internado dos quatro sobreviventes brasileiros. Ele passou por uma nova cirurgia na tarde de segunda-feira (2). O goleiro da Chapecoense foi o último sobrevivente brasileiro a retornar a Chapecó. Ele não tem previsão de alta.

 

 

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012