Imprensa repudia condenação à morte


25/01/2008


A imprensa afegã e órgãos internacionais repudiaram a condenação à morte do estudante Sayed Perwiz Kambakhsh, de 23 anos, jornalista do periódico Janhan-eNaw. Sua condenação deveu-se à publicação de um artigo que questiona o tratamento dado à mulher no Islã. Para três juízes da Corte do Tribunal de Balkh, o texto é insolente e blasfemo. Entre as diversas associações de jornalistas que condenaram a decisão da Justiça, figura a Federação Internacional de Jornalistas (IFJ), que pede a revogação da sentença e afirma acreditar que a medida contradiz os princípios de um processo “democrático, justo e aberto”.

    

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012