Defesa da madrasta de Bernardo tenta vetar jornalistas em audiências


Por Do Portal Imprensa

28/08/2014


madrasta de Bernardo

 

A defesa de Graciele Ugulini, acusada de ajudar a matar o enteado Bernardo Boldrini, de 11 anos, pediu na última terça-feira (26/8) que jornalistas sejam proibidos de acompanhar as sessões do julgamento em Três Passos (RS).

Segundo o G1, o requerimento foi anexado ao processo junto com um pedido de esclarecimento quanto a itens da investigação que vazaram na mídia. Entre eles, um DVD que expõe um depoimento da madrasta e uma carta escrita por ela de dentro da prisão, criticando as condições da Penitenciária Feminina de Guaíba, na Região Metropolitana de Porto Alegre.

O corpo de Bernardo foi achado no dia 14 de abril deste ano, num matagal no município de Frederico Westphalen (RS). Além de Graciele, o pai do menino, Leandro Boldrini, e os amigos do casal, Edelvânia e Evandro Wirganovicz, são acusados pelo crime de homicídio e ocultação de cadáver.

 

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012