19 de agosto de 2022


Começa hoje a 44ª Mostra Internacional de cinema-SP


22/10/2020


COMEÇA HOJE A 44ª  MOSTRA INTERNACIONAL DE CINEMA/SP

O documentário Nas Asas da Panam (2020, 112 minutos), do cineasta Sílvio Tendler, e SIBÉRIA SIBÉRIA (2020, 92 minutos), de Abel Ferrara são dois destaques da 44a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo que acontece a partir de hoje , 22 de outubro, até 4 de novembro e será em versão, majoritariamente, on-line disponível para todo Brasil. Durante duas semanas, serão exibidos 198 títulos de 71 países em três plataformas (a Mostra Play, o Sesc Digital e a Spcine Play) e em dois cinemas ao ar livre: o Belas Artes Drive-In e o CineSesc Drive-in, da capital paulista. Outras dicas são Cozinhar f*der matar, da checa Mira Fornay, inspirada em Luís Buñuel; Kubrick por Kubrick, de Gregory Monro; Ladrões de cinema, do baiano Fernando Coni Campos; Mães de verdade, da japonesa Naomi Kawase; City Hall, de do diretor americano Frederick Wiseman; O problema de nascer, da austríaca Sandra Wollner; e O tremor, do indiano Balaji Vembu Chelli.

Nas Asas da Panam é uma autobiografia do diretor Silvio Tendler que completou 70 anos e retrata o jovem que viveu em autoexílio no Chile, nos anos 1970, estudou cinema em Paris, esteve em Portugal na Revolução dos Cravos, em Cuba e na União Soviética e na Alemanha durante a Guerra Fria. À disposição do público na plataforma Mostra Play de hoje, às 20h, até 04/11. Em SIBÉRIA SIBÉRIA, Abel Ferrara repete sua parceria com o ator Willem Dafoe. Juntos, eles voltam a explorar a intimidade e as aflições do homem, como fizeram em Tommaso (2019) e Pasolini (2014), mas de uma forma mais mítica e lúdica. Exibido no Festival de Berlim. Na plataforma Mostra Play de hoje, às 20hs, até 04/11. Toda a programação está no site https://44.mostra.org/.


13º ENCONTRO DE CINEMA NEGRO

Residue (2020), o longa metragem do norte-americano Merawi Gerima, será exibido pela primeira vez na América Latina, hoje, às 20h30, no 13º Encontro de Cinema Negro Zózimo Bulbul – Brasil, África, Caribe e Outras Diásporas Gratuitas. Até o dia 30 de outubro, estarão disponíveis 130 produções nacionais e internacionais nesse encontro, uma iniciativa do Centro Afro Carioca de Cinema, fundado em 2007 pelo ator e cineasta Zózimo Bulbul.

Embora a pandemia impedisse essa troca, o tema do evento foi “A experiência do abraço” e a seleção dos filmes de acordo com a mostra dessa afetividade. Outros destaques da programação são o documentário africano Talking about trees (2019), do sudanês Suhaib Gasmelbar sobre a volta de três cineastas ao país, após o exílio e o nacional Cabeça de Nêgo (2020), do cearense Déo Cardoso, que narra os conflitos de um aluno que tenta impor mudanças na escola, inspirado por um livro dos Panteras Negras. As sessões serão apresentadas na plataforma Innsaei até o dia 30 e a programação completa está no site do Centro Afro Carioca de Cinema.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012