Colunista preso com base na extinta Lei


04/12/2009


O jornalista Antonio Muniz, colunista do jornal O Rio Branco, do Acre, foi preso na última quarta-feira, dia 2, por descumprimento de determinação judicial, com base na Lei de Imprensa que foi extinta em abril deste ano pelo Supremo Tribunal Federal, por considerá-la inconstitucional. Muniz foi condenado por difamação em 2002, após ter criticado o senador Tião Viana (PT) através de sua coluna no periódico. Ele conseguiu a suspensão condicional da pena, mas em 2006 teve o direito de suspensão da pena por não ter cumprido as decisões da Justiça. O jornalista explicou que trocou de advogado e não tomou conhecimento dos desdobramentos do processo. O editor-chefe do jornal, Cezar Negreiros, e o Sindicato dos Jornalistas do Acre repudiaram a postura do Judiciário acreano.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012