China: uma batalha de 1,4 bilhão contra o coronavírus


07/02/2020


Cônsul-geral da China, Li Yang

Wuhan, cidade chinesa com 11 milhões de habitantes, é a metrópole  onde surgiu o contágio inicial pelo novo Coronavírus, em dezembro de 2019. Logo após, em 30 de janeiro de 2020, o vírus foi identificado pela Organização Mundial de Saúde com o nome de  “Doença Respiratória de 2019-nCoV.” Os primeiros casos ocorreram em um mercado de peixe e frutos do mar, o que causa suspeita de que esse vírus  possa ser transmitido a humanos por animal marinho. Há, ainda, duas pesquisas que apontam cobras e morcegos como hospedeiros  e possíveis transmissores. Hoje o vírus tem casos de contágio confirmados em 24 países, mas nenhum no Brasil.

Segundo o cônsul-geral da China, Li Yang, o recém inaugurado centro de detecção do vírus, construído em dez dias, possui mil leitos e tem capacidade de testar 100 mil amostras por dia. O cônsul-geral destaca que “esse equipamento de saúde  desempenha um papel muito importante na aceleração do diagnóstico e na eficiência do combate à epidemia. Os cientistas chineses obtiveram sucesso na pesquisa e selecionaram os medicamentos que podem inibir a proliferação do vírus. Já foi alcançado um significativo progresso no desenvolvimento da vacina que se encontra agora na fase final.”

Pelo empenho das autoridades chinesas no combate à epidemia, segundo o cônsul-geral, “a taxa de crescimento de casos de morte tem a tendência de diminuir, enquanto a taxa de crescimento dos casos de alta estão aumentando. Os casos curados são maiores do que os casos de morte, durante quatro dias consecutivos. Os cientistas descobriram que a medicina tradicional chinesa tem um efeito significativo contra o vírus.  Segundo eles, vamos ver grande número dos doentes curados obtendo alta nos próximos dias”.

Atualmente os pesquisadores chineses e estrangeiros já conhecem melhor as características do novo coronavírus. Descobriram que  a letalidade deste novo vírus é menor do que a do SARS, também pertencente à família Coronavírus. A taxa de letalidade do novo coronavírus é de 6,5% do SARS, além disso, a maioria das mortes atuais é de menores e de idosos. As autoridades chinesas coletam estatísticas obre a situação duas vezes ao dia, uma de manhã, outra de tarde, e alimenta a mídia chinesa e a estrangeira com novas informações.

O cônsul-geral Li Yang destaca que “a  China é o principal campo de batalha contra a proliferação da epidemia. Uma batalha lançada por 1,4 bilhão de pessoas sob a liderança do Partido Comunista Chinês (PCC) que pode ser definida como decisiva eficiente, transparente e responsável. Os chineses amam o partido que sempre esteve presente liderando a nação em todas as conquistas para o desenvolvimento do pais”, conclui.

 

 

A Diretoria decidiu reabrir o prédio da ABI de 07/07/2020 até 10/07/2020 das 9h às 17h, apenas com serviço de portaria, ascensoristas e funcionários da limpeza, seguindo protocolos mínimos:

– Uso de máscaras;
– Termômetro digital para medir a temperatura dos usuários do prédio;
– Distanciamento de 1,5 metros na portaria entre as pessoas para subir no elevador;
– Os elevadores só poderão levar no máximo 2 pessoas e levarão passageiros do 4° ao 8° andar, o acesso ao 2° e 3° andar será feito pelas escadas;
– Os elevadores terão um recipiente de álcool gel para ser utilizado e serão desinfetados a cada 2 horas ;
– Não poderá haver aglomeração em nenhum andar.

Antero Luiz Martins da Cunha
Diretor Administrativo