Censura em Camarões


27/04/2010


O Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ) enviou comunicado ao Presidente de Camarões, Paul Biya, exigindo a abertura de inquérito policial para investigar a morte do repórter Germain Cyrille Ngota, do Cameroun Express, ocorrida no último dia 22, na penitenciária da capital Yaoundé, onde ele estava detido desde o último mês de março. A CPJ solicitou ainda a aplicação de medidas que garantam a segurança de outros profissionais da imprensa presos no país, entre eles, Harris Robert Mintsa, Diretor do Le Devoir, Serge Sabouang, Diretor do La Nation, presos em fevereiro último, e Lewis Medjo, Diretor do La Libre Détente, preso desde setembro de 2008. De acordo com o CPJ, o estado de saúde de Lewis Medjo é preocupante. A entidade ressalta ainda que os jornalistas presos estavam investigando denúncias de irregularidades no Governo. As informações são da Angola Press.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012