3 de outubro de 2022


Ato de censura


23/08/2021


Cala a boca já morreu

A Associação Brasileira de Imprensa (ABI) repudia a decisão do juiz Manuel Amaro de Lima, da 3ª Vara Cível e de Acidentes de Trabalho do Amazonas, que determinou a retirada do site do GLOBO de três reportagens publicadas no blog da jornalista Malu Gaspar, que expunham incoerências e suspeitas de fraude em ensaio clínico da proxalutamida, um remédio sem eficácia comprovada contra a Covid-19, em estudos patrocinados pela rede de hospitais Samel.
A Constituição Federal, em seu artigo V, inciso IX é taxativa: “É livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”.

Decisões recorrentes do Supremo Tribunal Federal têm reafirmado a inconstitucionalidade de decisões, quase sempre de juízes de 1º grau, de censura a matérias jornalísticas.

A ABI se solidariza com Malu Gaspar e com o Grupo Globo, e tem certeza que mais este ato censório será derrubado por instâncias superiores da Justiça.

Paulo Jeronimo
Presidente da ABI

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012