Twitter compra startup
para combater fake news


24/06/2019


Nota publicada pela AMI (Asociación de Medios de Información) destaca a importância para o Twitter que seus usuários sintam-se seguros e tenham acesso a informações relevantes na plataforma, em meio ao aumento do compartilhamento de fake news.

Neste mês, o Twitter adquiriu a startup inglesa Fabula AI. Fundada em 2018 por Damon Mannion, Ernesto Schmitt, Federico Monti e Michael Bronstein, a Fabula utiliza o machine learning para detectar desinformação e prevenir sua distribuição, e faz isso por meio de um  sistema de inteligência artificial denominado ‘geometric deep learning’.

 

A identificação acontece por meio da análise dos padrões de difusão, tanto do formato da mensagem quanto da velocidade em que é distribuída, e essas duas variáveis permitem detectar uma informação duvidosa sem a necessidade de analisar o conteúdo.

 

No blog da plataforma, o chefe de tecnologia do Twitter, Parag Agrawal, comenta que a aquisição da Fabula representa o fortalecimento da expertise em machine learning. “O resultado [do método] é a habilidade de analisar datasets bem grandes e complexos, descrevendo suas relações e interações, e extrair sinais [informações] de uma maneira que as técnicas tradicionais de machine learning não são capazes”.

 

Os profissionais da Fabula vão integrar o time de machine learning do Twitter, composto por engenheiros, cientistas e pesquisadores, que tem como objetivo conquistar avanços em machine learning dentro e fora do Twitter. Agrawal complementa que o foco inicial é melhorar a ‘saúde’ das conversas na plataforma, assim como os produtos, incluindo a timeline, recomendações, a busca e a experiência dos usuários.

 

Fonte: Portal Imprensa

 

“Os artigos do site não refletem, necessariamente, a opinião da Diretoria da ABI”