SJSP defende diploma


02/08/2011


O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP) divulgou comunicado em repúdio ao programa “A Casa da Ana Hickmann”, da TV Record, que abriu seleção para a vaga de repórter da atração sem a exigência da graduação superior em Jornalismo ou Comunicação Social.
 
O Presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, José Augusto Camargo avaliou a postura da emissora como “antiprofissional e desrespeitosa”. —Os programas jornalísticos de qualidade vivem um processo de migração para os canais pagos, para aqueles que não podem assinar os pacotes com as transmissões noticiosas restam programas de baixa qualidade como este. O exemplo da desqualificação da profissão pode ser comprovado neste concurso oferecido pela Rede Record, que ignora a formação qualificada para o exercício profissional. O empobrecimento do jornalismo também pode ser observado em outras redes que da mesma forma vem permitindo a entrada no mercado de trabalho de pessoas que não fazem reportagem e sim espetáculos de qualidade duvidosa.
 
Para o Presidente do SJSP a categoria deve se mobilizar para reverter a situação:
—O primeiro passo é apoiar a luta pela volta da formação universitária para depois criarmos órgãos de registro e fiscalização da profissão.
 

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012