SIP denuncia impunidade


04/05/2010


A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) apresentou à Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) os casos de assassinato dos jornalistas Nivanildo Barbosa Lima e Jorge Vieira da Costa, que permanecem impunes. Repórter do jornal Ponto de Encontro, da Bahia, Barbosa Lima foi assassinado em 1995, aos 27 anos, por denunciar a ação de grupos de extermínio na região. Vieira da Costa, da Rádio Tropical, de Teresina-PI, foi morto em 2001 após sofrer ameaças e um atentado. De acordo com a SIP, os autores intelectuais do assassinato do jornalista conseguiram frear o processo judicial e ainda não foram julgados. “Esperamos que, com a intermediação da CIDH, cheguemos a um bom diálogo com o Estado do Brasil, que demonstrou seu compromisso em abrir novos processos judiciais relacionados a assassinatos de jornalistas”, informou Alejandro Aguirre, Presidente da entidade. As informações são do Portal Imprensa

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012