30 de setembro de 2022


Seqüestro no Afeganistão


28/01/2010


O Ministro da Defesa francês, Hervé Morin, negou que exista negociação do Governo para a libertação de dois jornalistas do país seqüestrados no Afeganistão em 30 de dezembro de 2009. Nesta segunda-feira,25, o Presidente Nicolas Sarkosy disse que a situação dos jornalistas é “extremamente difícil e perigosa”, mas afirmou que eles estão vivos e com boas condições de saúde. Funcionários da rede pública de TV France 3, eles foram raptados por um grupo armado quando viajavam de carro pela região noroeste do país. Morin disse que a discrição deve ser prioridade no caso, para a preservação das investigações sobre o paradeiro dos jornalistas, cujas identidades não foram reveladas. Segundo a agência EFE, os seqüestrados -um jornalista e um cinegrafista – realizavam uma reportagem sobre os trabalhos de reconstrução do Afeganistão.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012