12 de agosto de 2022


Eduardo Galeano é homenageado em filme


05/09/2020


O escritor Eric Nepomuceno e seu filho Felipe homenageiam Eduardo Galeano

 por Diana Aragão, membro da comissão de Cultura e Lazer da ABI

O jornalista, tradutor e escritor Eric Nepomuceno, junto com seu filho Felipe, homenageiam o escritor uruguaio Eduardo Galeano que faria 80 anos em 3 de setembro. A homenagem veio através de um longa-metragem com várias personalidades lendo textos de Galeano e foi exibido no Canal Brasil, em única apresentação. Mas pode ser visto também nas redes sociais.

Falecido em abril de 2015, Galeano conheceu Eric Nepomuceno em Buenos Aires. Os dois trabalhando como jornalistas e se transformando anos depois em escritores consagrados. Para homenagear o amigo Eduardo Galeano, autor, entre outros, do consagrado “As veias abertas da América Latina” – lido por todos os estudantes principalmente na década de 70 -, Eric produziu um vídeo dirigido por seu filho Felipe Nepomuceno, com várias personalidades falando sobre Galeano.

ERIC ON-LINE

youtube.com/ericnepomucenoescritor

facebook.com/NepomucenoFilmes

instagram.com/nepomucenofilmes

Eduardo Galeano

Eduardo Galeano (1940-2015) escritor e jornalista uruguaio, autor do livro “As Veias Abertas da América Latina”, entre outros, exerceu profunda influência na  esquerda latino-americano, principalmente entre a juventude e estudantes da época.

Galeano (1940-2015) nasceu em Montevidéu, Uruguai, no dia 3 de setembro de 1940. Sua carreira na imprensa começou mesmo na década de 60, quando se tornou editor do jornal “Marcha”, ao lado de colaboradores como Vargas Llosa e Mario Benedetti. Foi também editor da importante revista “Crisis”.

Nos anos 70, com o regime militar no Uruguai, foi perseguido pela publicação de seu livro “As Veias Abertas da América Latina” no qual o autor analisa a história da América Latina do colonialismo ao século 20. Em 1973, foi preso em decorrência do golpe militar em seu país, exilou-se  na Argentina, onde lançou a revista cultural “Crisis”. Em 1976, Eduardo Galeano mudou-se para a Espanha, por causa da violência da ditadura argentina (em todo o Cone Sul na realidade) e em 1985, lançou na Espanha o livro “Memória do Fogo”. Nesse mesmo ano voltou ao Uruguai. Em 2006, Eduardo Galeano ganhou o Prêmio Internacional de Direitos Humanos através da Global Exchange, instituição humanitária americana. Ele faleceu em Montevidéu no dia 13 de abril de 2015 deixando um legado da maior importância.

FELIPE NEPOMUCENO nasceu em São Paulo em 1975 e estudou na New York School of Visual Arts.
Escreveu diversos livros de poesia, incluindo a antologia “Mapoteca”. Dirigiu e produziu mais de 50 curtas-metragens e vários DVDs de música.
Criou séries para TV (“Estúdio 66”, “Sangue Latino”, “Janelas Abertas”, “A Arte do Encontro”).
Em 2018, estreou seu primeiro longa-metragem, “Eduardo Galeano Vagamundo”. No longa-metragem de 70 minutos, vários amigos leem trechos da literatura de Galeano. Estão presentes o próprio escritor, o ator Ricardo Darin, o poeta Armando Freitas Filho, o diretor Walter Carvalho e escritores como Mia Couto, entre outros. O filme foi selecionado para vários festivais internacionais celebrando Eduardo Galeano.

 

 

 

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012