Jornalista de TV é agredida durante reportagem


18/02/2016


fabiola-gadelha-e-agredida-em-hospital foto3

A repórter Fabíola Gadelha

A repórter Fabíola Gadelha se desentendeu com seguranças do Hospital Municipal de Campo Limpo, bairro localizado na zona sul de São Paulo. A discussão foi exibia sem cortes na última quarta-feira (17) pelo programa “Cidade Alerta”. A equipe de jornalistas foi até o hospital para tentar uma resposta da direção em relação ao atendimento de uma criança, que corria o risco de morrer com um problema no coração. Os seguranças impediram Fabíola e sua equipe de entrar.

A jornalista disse a um dos seguranças que poderia tentar, mas que não tiraria ela dali. Curiosamente, ele usava um crachá que tinha corda com o símbolo da TV Bandeirantes, e não se sabe se ele também presta serviços para o canal de televisão. “Tira a mão de mim”, gritou a repórter da TV Record, que ainda fez questão de defender seu cinegrafista dizendo que “ninguém iria calar a verdade”.

Após reclamação da repórter por uma suposta agressão, os seguranças se uniram para expulsar o cinegrafista da emissora do hospital. Do estúdio, Marcelo Rezende não se conteve e começou a xingar em pleno programa ao vivo, pedindo que mostrassem a cara de “me****” dos seguranças.

Mas não adiantou. Enquanto uma equipe do hospital não atendeu a reportagem da Record, a confusão não havia sido controlada. A direção da unidade prometeu atender a criança doente e dar todos os cuidados necessários.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012