1 de outubro de 2022


Repórter absolvida


12/02/2008


A jornalista Howayda Taha, da TV Al Jazeera, foi absolvida nesta terça-feira, 12, por um Tribunal de Apelação do Cairo. Ela tinha sido condenada por “desprestigiar a imagem do Egito” no exterior com o documentário “Além do sol”, sobre abusos e torturas cometidos nas prisões do país. No dia anterior, a Corte rejeitara a pena de prisão de seis meses imposta pelo Tribunal de Segurança Nacional em maio de 2007, mas condenou a jornalista a pagamento de multa de 20 mil libras egípcias (US$ 3.500), por ter obtido imagens sem a permissão das autoridades egípcias. A absolvição é considerada histórica, pois raramente uma Corte civil anula a decisão do Tribunal de Segurança, ainda mais envolvendo uma mulher.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012