Reinventar incentiva o investimento em Assessoria


Por Edir Lima

27/07/2016


Rodrigo Azevedo, CEO do Comunique-se, destacou o projeto Dino

Rodrigo Azevedo, CEO do Comunique-se, destacou o projeto Dino

O mercado de Assessoria de Imprensa no segmento da comunicação empresarial e relações públicas foi o foco do 13º Encontro Reinventar JornalistasRJ, nessa quarta-feira (27), no auditório da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), no Centro do Rio. Para uma plateia de cerca de 100 pessoas e com o tema “Do outro lado do balcão: desafios, oportunidades e tendências em Assessoria de Imprensa”, o evento contou com as jornalistas Kelly Beltrão (empreendedora e CEO da KB Comunicação) e Renata Jordão (diretora de Atendimento da In Press Porter Novelli) e o empresário Rodrigo Azevedo (fundador e CEO do Portal Comunique-se) como palestrantes.

A mediação ficou por conta dos jornalistas Altamir Tojal (SPS Comunicação) e Ricardo Machado (RM Comunicação). A apresentação contou ainda com a jornalista Rosayne Macedo (Jornal O Dia/Tao Comunicação), que também coordena o Reinventar.

Renata Jordão, diretora do Grupo Inpress, abriu o evento, destacando uma das principais funções de um assessor de imprensa: o planejamento para desenvolver um conceito.

“Não existe vamos fazer um viral. Existe um planejamento que acaba tornando uma ação viral na internet. Quando éramos só assessoria de imprensa perguntávamos qual era a manchete que o cliente queria ver no jornal. Hoje, somos sete empresas de comunicação que se complementam para atender aos objetivos do cliente. Somos 510 profissionais com estatísticos, jornalistas e profissionais de várias formações”, conta Renata Jordão, Diretora do Grupo Inpress.

A jornalista Kelly Beltrão contou sua experiência como repórter de rádio e TV, além de assessora de imprensa de um órgão público, em Brasília. Segundo ela, o dia de sua demissão foi traumático na sua vida, mas ela conseguiu dar a volta por cima.

“Depois de chorar muito, convidei a minha mãe para vir para o Rio de Janeiro, onde pretendia trabalhar com assessoria de imprensa. Foi dureza, mas foi a melhor escolha de minha vida”, avaliou.

Empreendedora há três anos, antes de conseguir uma boa clientela, ganhou experiência com vários clientes na área de saúde e empresarial. Segundo ela, o mercado possibilita ganhar R$ 2 mil de cada cliente que ainda não teve experiência com assessoria.

“Trabalhei sozinha durante dois anos e meio e o máximo que eu pegava eram 10 clientes simultaneamente. Em três anos, fechei 75 clientes dando retorno para eles”, conta Kelly Beltrão, da KB Comunicação.

“Tem que ser pró-ativo, ágil e ligar um minuto depois de enviar o release”, ensina Kelly Beltrão.

Rodrigo Azevedo, CEO do Comunique-se, ressaltou que, no momento, está envolvido com o projeto Dino (Divulgador de Releases) que, segundo ele, é uma ferramenta importante para o mercado de Assessoria de Imprensa.

“Nada que substitua o trabalho ou tire o emprego de um assessor de imprensa. O que diferencia o Dino de todos os wires (rede de distribuição e divulgação de releases) existentes há mais de 50 anos no mundo é que no Divulgador de Releases (Dino) o cliente passa cartão de crédito e faz tudo sozinho. É uma espécie de publieditorial com distribuição para mais de 40 veículos parceiros e mais uma ferramenta à disposição das empresas”, analisou Rodrigo Azevedo.

“Não espere que o Dino gere mídia espontânea. Primeiro faça seu trabalho de assessoria de imprensa e depois use o Dino. Nosso objetivo é gerar aumento de views das empresas. O Dino custa R$ 170,00 para duas divulgações/ mês enquanto o concorrente começa a partir de R$ 2 mil. São 28 milhões de empresas e somente 0,000001% e um monte de zeros têm assessoria de imprensa “, observa.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012