Painel sobre financiamento de projetos é atração na ABI


Por Edir Lima

15/06/2016


IMG_20160615_133030O tema “Minha ideia é ótima. E agora, cadê o dinheiro?”, do 10º painel Reinventar Jornalistas/RJ, realizado nessa quarta-feira (15), no auditório da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), no Centro do Rio, atraiu dezenas de jornalistas que buscam uma segunda chance no mercado ou novo caminho na profissão. Mediado pelo jornalista Vinícius Assis, o evento apresentou formas de financiamento de projetos em comunicação e jornalismo. Os palestrantes Ivana Beltrão, Lucas Yukinakauchi e Felipe Caruso mostraram opções e formas de empreendedorismo, como ferramentas e o desenvolvimento de projetos, além de contar suas experiências.

Angelica Basthi e Alexandro Santos contaram suas trajetórias profissionais e como conquistaram seu espaço no mercado. O empresário foi além dando uma aula motivacional no momento de crise econômica no país.

Ivana Beltrão, da Incubadorao Rio Criativo, que é um centro de inovação que estimula o fortalecimento e a sustentabilidade dos empreendimentos da economia criativa do estado do Rio de Janeiro e o seu desenvolvimento econômico e social através da cultura, chamou a atenção para a necessidade do empreendedor assumir uma postura de principal responsável pelo negócio desde o início do projeto.

“Tem que assumir a postura de único chefe do negócio para não ser engolido. O Rio Criativo fez uma pesquisa e constatou que de 100 empresas fora de nossa rede de apoio, 80 fecharam. Na outra ponta, de 100 dentro de nossa rede, somente 20 fecharam”, observa a diretora.

Lucas Yukinakauchi, da Endeavor Brasil, apontou os modelos de atuação da organização que é líder no apoio a empreendedores de alto impacto ao redor do mundo. Para ilustrar, lembrou de empresas que começaram pequenas e hoje já são consideradas exemplos de empreendedorismo. Segundo ele, apesar da crise econômica , o Brasil é considerado a sétima economia no mundo, mas derrapa na hora de valorizar o empreendedorismo.

“A demora para abrir uma empresa é incompreensível. São muitas exigências e burocracia que atrapalham o empresário e os investidores”, critica.

Já Felipe Caruso, da medium Crowdfunding Brasil, falou de Crowdfunding, que é um financiamento coletivo que consiste na obtenção de capital para iniciativas de interesse coletivo através da agregação de múltiplas fontes de financiamento, em geral pessoas físicas interessadas na iniciativa. O jornalista explorou os quatros tipos básicos: doação, recompensa, equity (abertura de capital/venda de ações) e empréstimo.

O 11º Painel Reinventar Jornalistas/RJ será no próximo dia 29, no auditório da ABI, com o tema ”Criação de roteiro para cinema e TV”.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012