2 de julho de 2022


Políticos pedem cassação de Eduardo Bolsonaro por ataque a Miriam Leitão


05/04/2022


Publicado no Portal Imprensa
     Feito nas redes sociais no fim de semana, o comentário do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) direcionado à jornalista Miriam Leitão, em que debochou do uso de cobras em práticas de tortura, levou políticos de diferentes partidos e linhas ideológicas a pedirem a cassação do mandato parlamentar do filho do presidente da república.
     Durante a ditadura militar, Miriam Leitão foi presa e torturada. Dentre diferentes agressões físicas e psicológicas, teve de passar horas trancada em uma sala com uma jiboia. Reagindo a uma recente postagem da jornalista nas redes sociais, o deputado Eduardo Bolsonaro disse ter “pena da cobra”.

     Os partidos PSOL e Rede apresentaram nesta segunda-feira (4) ao Conselho de Ética da Câmara dos Deputados um pedido de cassação do mandato de Eduardo Bolsonaro.

     Embora boa parte das reações de repúdio tenha vindo da esquerda, não faltaram críticas ao comentário entre políticos de direita. Eduardo Ribeiro, presidente do Novo, chamou Eduardo Bolsonaro de covarde. “Não tem caráter, decência nem dignidade para ocupar uma cadeira de parlamentar. Num país decente já teria tido seu mandato cassado”, escreveu.
Estratégia e apoio de Lula
     Ex-candidato à Presidência em 2018, João Amoêdo (Novo) foi na mesma linha e disse que “o respeito ao cidadão está acima de qualquer ideologia e é o mínimo que se espera de um parlamentar”.
     Já o senador Alessandro Vieira (PSDB) observou que o comentário faz parte do método bolsonarista de mudar o foco das crises do governo. “A estratégia dos Bolsonaro é clara: usar falas polêmicas para desviar a atenção da fome, da miséria e dos casos de corrupção que vêm surgindo no noticiário.”
     Crítica notória da política econômica dos governos petistas, a jornalista Miriam Leitão teve a solidariedade do ex-presidente Lula, que disse que a tortura é “indefensável”. “Seres humanos não precisam concordar entre si, mas comemorar o sofrimento alheio é perder de vez a humanidade.”
     Por sua vez, o senador Randolfe Rodrigues (Rede) chamou o comentário de Eduardo Bolsonaro de “nojento, covarde e asqueroso”. “Está chegando a hora de mandar esses bichos escrotos de volta para o esgoto.”
___________
Foto aquinoiticias.com

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012