OAB-RJ denuncia censura na TV Brasil


20/06/2008


A OAB-RJ, patrocinadora de “Direito em debate”, em nota oficial de seu Presidente, Wadih Damous, afirma que o motivo de o programa ter sido tirado da grade de programação da TV Brasil foi mesmo político.

Na semana passada, o coordenador de Comunicação Social da OAB-RJ, Cid Benjamim, disse que a entidade esperava por uma posição oficial da TV Brasil sobre os motivos que levaram à saída do ar do programa e seu possível retorno à grade de programação. Paulo Ricardo, Gerente de Comunicação da emissora do Governo, confirmou que essa possibilidade existia (clique aqui para ler).

No entanto, segundo informa Wadih Damous, por meio de nota distribuída à imprensa na quinta-feira, dia 19, a Direção da TV Brasil marcou e desmarcou três reuniões que estavam agendadas com a OAB para tratar do assunto. No documento, o Presidente da Ordem diz lamentar o encerramento do programa, “um dos poucos espaços de discussão dos problemas do País na TV aberta”, ressaltando para o temor de que “uma boa idéia esteja comprometida por uma visão antidemocrática”.

Esta é a nota, na íntegra:

O programa ‘Direito em debate’, mantido pela OAB-RJ, há quase dez anos, na antiga TVE, hoje TV Brasil, foi retirado do ar pela emissora desde o último dia 5 deste mês por razões políticas. O ‘Direito em debate’ completaria dez anos de existência em agosto e era transmitido em rede nacional. Nele, temas de interesse da sociedade e relacionados com o Direito eram discutidos por especialistas de forma acessível ao grande público.

Apesar de a TV Brasil ter marcado e desmarcado três reuniões agendadas com a OAB-RJ, para apresentar explicações sobre o fim do programa, sabemos por fontes seguras — ainda que extra-oficiais — que ele foi extinto por ser transmitido ao vivo e a TV Brasil não escolher, ela própria, os debatedores.

Lamentamos profundamente o fim de um programa que era um dos poucos espaços de discussão dos problemas do País numa TV aberta.
E registramos o temor de que uma boa idéia — o projeto de TV pública — esteja sendo comprometida por uma visão mesquinha e antidemocrática.

Wadih Damous, Presidente da OAB-RJ.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012