19 de agosto de 2022


Jornalistas brasileiros
vão às urnas


17/07/2019


Maria José Braga (Imagem: Arquivo)

Desde terça-feira (16/07) jornalistas de todos os estados brasileiros estão indo às urnas para reeleição da atual diretoria da Federação Nacional dos Jornalistas, presidida pela colega Maria José Braga, carinhosamente conhecida como Zequinha. O novo mandato se estenderá pelo triênio 2019/2022.

Também serão escolhidos pelo voto direto dos jornalistas os cinco novos membros da Comissão Nacional de Ética (CNE).

A votação para a diretoria dá-se por meio de chapa e, para a CNE, por meio de candidaturas individuais. O processo eleitoral se estende até a quinta-feira (18/07). Participam dele todos os jornalistas sindicalizados, em dia com suas mensalidades.

Depois de sete eleições com disputa, o movimento sindical nacional dos jornalistas chegou a uma chapa de unidade. A chapa Audálio Dantas – FENAJ em defesa dos jornalistas, do jornalismo e da democracia, encabeçada por Maria José Braga, de Goiás, tem como vice-presidente Paulo Zocchi, de São Paulo.

Os demais cargos da Diretoria – distribuídos entre Executiva, vices-regionais e departamentos – são ocupados por jornalistas de todas as regiões do país e da maioria dos Estados.

Para a Comissão Nacional de Ética, cinco jornalistas registraram suas candidaturas: Claudia de Abreu, do Rio de Janeiro; Kardé Mourão, da Bahia; Osnaldo Moraes, de Pernambuco; Pinheiro Sales, de Goiás e Salomão de Castro, do Ceará.

Jornalistas que estejam em trânsito, fora da sua base sindical, podem votar na eleição da Federação recorrendo ao sindicato do estado onde estiverem.

Sete sindicatos têm eleições

Paralelamente a escolha da diretoria da FENAJ, jornalistas de sete estados estão elegendo também as novas diretorias de seus sindicatos. O pleito ocorre na Bahia, Ceará, Goiás, Pernambuco, Rio Grande do Sul, no município do Rio de Janeiro e em Sergipe.

Em seis destes estados não haverá disputa, uma vez que não houve inscrição de chapa diferente da que concorre à reeleição.

Na Bahia, a chapa Começar de Novo é encabeçada por Moacy Neves. No Ceará, Rafael Mesquita lidera a chapa Ousar e Lutar. Em Goiás, Cláudio Curado lidera a chapa inscrita na disputa local. Em Pernambuco, a única chapa é encabeçada por Severino Pereira Leite Júnior e, no Rio Grande do Sul, por Vera Daisy Barcelos. Também em Sergipe a eleição local é com chapa única, liderada por Edmilson Brito.

No Rio, urna da eleição na sede da ABI

Para a diretoria do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro, que atua como uma diretoria colegiada, duas chapas concorrem para o triênio 2019/22: chapa 1 – Por um sindicato forte, pela valorização dos jornalistas; chapa 2- Luta jornalista! Nesse sindicato a diretoria é colegiada, sem a figura do presidente.

Na eleição do Sindicato do Rio, porém, não haverá disputa pelos cargos do Conselho Fiscal e do Conselho de Ética, já que foram apresentadas candidaturas únicas.

Para o Conselho Fiscal deverão ser eleitos os jornalistas Beth Costa, Malu Fernandes e Sonia Fassini.

Já na Comissão de Ética concorrem, sem disputa, os colegas, André Motta Lima, Everaldo D’Alverga, Marcelo Auler, Moysés Correa e Nando Neves.

Nas eleições para o SJPMRJ uma urna será colocada, na quinta-feira (18/07), das 13h às 18h, na sede da Associação Brasileira de Imprensa – ABI, na Rua Araújo Porto Alegre, n 71 – Centro do Rio de Janei

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012