Jornalista vai à Justiça contra agentes de segurança


01/03/2016


Foto: Portal Imprensa

O portal Imprensa postou que, a partir dessa terça-feira (1), a jornalista Cláudia Duque falará em audiência pública sobre os 12 anos a que foi submetida a ameaças, tortura psicológica e sequestro por agentes do extinto Departamento Administrativo de Segurança (DAS), agência de segurança da Colômbia.

A publicação destaca que, segundo a ONG Artigo 19, os depoimentos de Cláudia são parte do processo contra oito ex-membros da DAS. Apenas três deles estão presos, enquanto os outros respondem em liberdade. A reportagem acrescenta que o ex-presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, e o ex-diretor da DAS, Jorge Noguera, também são suspeitos de participação nos crimes, mas a investigação contra eles segue parada.

“Durante mais de 12 anos, tenho esperado por este momento: contar para um juiz, em uma audiência pública, o que tem significado para mim, para minha família, para o jornalismo colombiano e para a defesa dos direitos humanos deste país, as torturas infligidas pela DAS e o silenciamento que eles me causaram”, afirma Cláudia.

A jornalista começou a ser perseguida em função de sua investigação sobre o assassinato do humorista Jaime Garzón, em 1999. Segundo ela, agentes da DAS estariam envolvidos no caso.

Com medo de represálias, Cláudia tenta mobilizar organizações de imprensa e de direitos humanos do mundo todo para chamar atenção para seu caso.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012