JL deixa de circular e ao menos 20 são demitidos


Por Claudia Sanches*

18/12/2015


JL_logoA partir desta sexta (dia 18/12), O Jornal de Londrina (JL) mantido pelo Grupo Paranaense de Comunicação (GRPCom) não irá mais circular. O impresso, segundo maior do Grupo Paranaense de Comunicação, estava no mercado há 26 anos.

Segundo o chefe de redação, Fábio Luporini, o fechamento da versão impressa foi motivado pela crise no jornalismo e pela conjuntura econômica mundial. Nesta quinta (17/12), o site do periódico já tinha sido retirado do ar.

“É com tristeza que anunciamos o fim da circulação impressa e da operação digital do JL – Jornal de Londrina, fruto de uma série de fatores. Depois de duas décadas de atuação jornalística em Londrina e região, o jornal encerra suas atividades em meio à crise econômica que acomete o Brasil e uma reestruturação mundial pela qual atravessam os veículos de comunicação”, diz trecho da nota.

A empresa, no entanto, ressaltou que investirá em suas outras grandes marcas, como a Gazeta do Povo e a RPC.
“Embora o JL deixe de circular, o GRPCom continua a acreditar, por meio do demais veículos do grupo, dentre eles a RPC e a Gazeta do Povo, na solidificação da liberdade de expressão, da independência jornalística e da democracia, mantendo seu compromisso de desenvolver a sociedade e lutar pelos direitos dos cidadãos. Estes princípios colocam em prática a missão do grupo de valorizar a nossa terra e a nossa gente”.
Com o fechamento das portas, cerca de vinte jornalistas foram demitidos. Antes do anúncio sobre o fim das operações, a diretoria teria tentado mudar uma cláusula trabalhistas para cortar os funcionários sem precisar arcar com custos de demissão.
Insatisfeitos, alguns jornalistas teriam levado a discussão até o Sindicato dos Jornalistas de Londrina, que convocou uma reunião com a diretoria de jornal para rediscutir a proposta. A ideia apresentada pela entidade jornalística seria a de que o JL poderia demitir metade do seu quadro de profissionais como forma de prosseguir com suas operações.

*Fonte: Comunique-se

 

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012