Governo do MS censura jornal Midiamax


18/02/2011


Em e-mail encaminhado à ABI, nesta sexta-feira, 18 de fevereiro, o jornal eletrônico Midiamax, da cidade de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul, denuncia que o acesso ao veículo foi bloqueado aos servidores públicos estaduais. Segundo a direção do veículo, a página do jornal na internet (www.midiamax.com.br)  não pode ser acessada a partir de computadores conectados ao servidor do Governo estadual.
 
Em junho do ano passado, o Midiamax ficou vários dias fora do ar por causa de ataques virtuais. Há suspeitas de que o episódio se deu em represália às denúncias de falta de transparência do Governo do Estado na gestão dos recursos públicos. O caso gerou a abertura de um inquérito na Polícia Federal, e a solidariedade da ABI, reclamando por liberdade de imprensa.
 
De acordo com a Redação do Midiamax, o acesso à internet nas secretarias, autarquias e órgãos vinculados ao Governo é administrado pela Superintendência de Gestão de Informação (SGI), responsável pelo provimento de infra-estrutura tecnológica para o Poder Executivo estadual.
 
Para o Midiamax “causa surpresa e espanto a constatação de que o Governo do Estado proíbe que seus servidores leiam notícias de um jornal específico, enquanto os demais concorrentes estão dispensados de tal tratamento”.
 
A direção do Midiamax pede que a ABI auxilie mais uma vez o jornal a encontrar os meios ideais para contornar a situação, “que tem provocado prejuízos ao livre e democrático acesso à informação pela coletividade”. Em atenção ao apelo, a ABI dirigiu o seguinte e-mail ao Governador André Puccinelli:
 
“É com grande desconforto que a Associação Brasileira de Imprensa se dirige a Vossa Excelência para lamentar e condenar a grave violação da liberdade de informação assegurada pela Constituição da República cometida por seu Governo através da Superintendência de Gestão de Informação, a qual se transformou num organismo que fere também a vedação constitucional à discriminação de qualquer natureza, como a de que é vítima agora o jornal eletrônico Midiamax.
 
Informações chegadas à ABI dão conta de que seu Governo proíbe que os servidores do Estado de Mato Grosso do Sul tenham acesso ao noticiário do jornal eletrônico Midiamax, enquanto os demais concorrentes desse veículo gozam com justiça da liberdade de informação garantida pela Constituição.
 
A ABI espera que Vossa Excelência determine a imediata cessação das violências em curso, em respeito ao Estado Democrático de Direito que a Carta Magna de 1988 instituiu. Cordialmente, (a) Maurício Azêdo, Presidente da ABI”
 
 
 
* Com informações do Midiamax.
 

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012