Funcionário público que agrediu jornalistas em SP será afastado


30/10/2014


cinegrafista agredido_2

Foi anunciada na manhã desta quinta-feira (30/10) o pedido de afastamento à empresa responsável do servidor, Jose Natalino da Silva, gerente administrativo do Departamento Regional de Saúde (DRS). Ele agrediu a equipe de reportagem da TV TEM, no interior de São Paulo na última quarta-feira (29/10). A informação é da Secretaria Estadual de Saúde, divulgada em nota. Os jornalistas produziam uma reportagem que denunciava a demora na entrega de medicamentos. O repórter cinematográfico, João Selare, foi machucado pelo funcionário que, durante a confusão, ainda foi impedido de fazer imagens quando uma pessoa colocou a mão na lente de sua câmera.

O Departamento Regional de Saúde se desculpou com a emissora e disse ser “ “inadmissível qualquer forma de agressão ou tentativa de impedir que a imprensa exerça seu papel de informar e prestar serviço ao cidadão. “Foi legitimamente um atentado contra a democracia, fere os direitos a liberdade e fere o direito a informação do cidadão”, ponderou o diretor do Sindicato dos Jornalistas de Rio Preto, Harley Pacola.

De acordo com o site de notícias G1, a secretaria abriu sindicância para investigar a conduta do servidor que aparece na reportagem impedindo o registro das imagens. “Ele será afastado de suas funções atuais e está sujeito às sanções previstas na legislação que rege o serviço público estadual”, diz o texto.

O Conselho Nacional dos Jornalistas e a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo também repudiaram as agressões. O prefeito de Rio Preto, Valdomiro Lopes, lamentou o episódio e alertou que na democracia deve haver liberdade de imprensa;

O Caso

Na última quarta-feira (29/10),  o câmera João Selare e a produtora Juliana Barriviera foram ao local apurar uma denúncia de demora na entrega de medicamentos aos moradores da cidade. Enquanto a equipe fazia seu trabalho, um segurança tentou impedi-los de gravar imagens e, além de empurrar os dois repórteres, fechou o portão contra o corpo do cinegrafista.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado. Selare teve o braço imobilizado e foi levado para o Hospital Austa para realizar exames.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012